quinta-feira, 27 de julho de 2017

Do medo...e da força para o enfrentar...

Imagem da net
 
Por vezes acusam-me de ter uma memória selectiva.
E não estarão muito longe da verdade.
De uma forma geral recordo-me de todos os bons momentos que passei. Nesta parte não sou selectiva.
Mas o mesmo não poderei dizer relativamente aos maus momentos. É que nestes sou extremamente organizada. Como?
Bom, aqueles maus momentos que foram enfrentados e resolvidos estão muito bem "embrulhados" e guardados num baú que já deve estar cheio de pó e aranhas dado que nunca vou lá "mexer".
Mas temos aqueles maus momentos que nunca foram resolvidos por qualquer razão. Esses estão num "estendal" a apanhar sol e quando o tempo escurece e começam a cair os primeiros pingos de chuva, lá vou eu apanhá-los numa azáfama desenfreada para os esconder bem escondidos. Para não me perder a olhar cada um deles, à procura de alguma mancha ou nódoa que me tenha escapado da última vez... E são estes últimos que dão maior trabalho a guardar. Por isso, evito apanhar os "pingos de chuva".
Passados quase vinte anos enfrentei os "pingos de chuva" sabendo que não vou conseguir guardar. . Sabendo que vou encontrar manchas.
 
Não importa. Ouvi a música que tinha excluído da minha vida, apesar de ser uma das minhas preferidas.
Tal como afirma Johnny Depp,
"Você nunca sabe a força que tem. Até que a sua única alternativa é ser forte."
Fiquem com a música:
 


4 comentários:

Francisco o Pensador disse...

E com isto acho que acabas de enfrentar mais outro mau momento que esperava no estendal para ser resolvido. Admiro a tua coragem, mas agora não te acanhes e trata de o arrumar no lugar mais poeirento do teu baú...

Bjs

NI disse...

Uma coisa é enfrentar. Outra coisa é conseguir tirar do estendal, arrumar, compartimentar e arrumar no baú escondido no canto mais remoto da memória. :)

Bjs

Clementina disse...

Essa frase está coberta de verdade! Vá lá, coragem!

Beijinhos

NI disse...

Clementina, vamos ver...

Beijos

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso