terça-feira, 18 de julho de 2017

Afastamento...

Imagem da net


"Eu sou assim, se você se afastar de mim,
eu vou achar que incomodo
e vou me afastar também..."
Bárbara Coré
 
Se me perguntassem que comportamento mantenho desde criança, eu diria que é aquele que me impede de impor a minha presença a quem não a deseja.
 
Para o bem e para o mal, sempre consegui sentir quando estava a mais e/ou não desejavam a minha presença.
 
E, desde sempre, o meu comportamento é sempre igual: nunca fazer-me de "auto convidada" e quando sinto que estou a mais, quando sinto que a minha presença já não é desejada, afasto-me...
 
Tão simples quanto isto!
 
Custa? Quando as pessoas são importantes, claro que sim.
 
Porque não mudo? Porque não imagino impor a minha presença a quem não a deseja.
 
Fiquem com a música que estou a ouvir no máximo e...tentem ser felizes...
 
 
 

9 comentários:

Catarina disse...

Funciono mais ou menos da mesma forma e vejo essa sensibilidade em perceber quando se está a mais como uma enorme qualidade que muita gente não tem ;)))
Beijinhos da Quarentona :))))

Ricardo Santos disse...

Olha Ni eu acho que fazes mal afastares-te do blogue, muito honestamente. Tens muito boa música e palavras !

NI disse...

Catarina,

Nem toda a gente vê esta característica minha como uma qualidade. Aliás, são mais aqueles que me criticam, pelo que agradeço as tuas palavras. :)

Beijinhos

NI disse...

Ricardo, antes de mais, obrigada.

E tal como disse no blogue da Afrodite, estou apenas a pensar e prometi que ia repensar. Vamos ver.

Este post é "normal". Isto é, vem na linha dos anteriores. Estou numa fase mais "escura" :)

Quando me despedir não será com palavras dúbias. Direi com toda a clareza porque todos os que perdem tempo a vir cá, a mandar mensagens, a ouvir-me, a lerem-me, merecem todo o respeito do mundo e não estaria correcto despedir-me por meias palavras.

Beijos

Francisco o Pensador disse...

Se pensas afastar-te do Blog, acho sinceramente que estarias a precipitar-te nina. Na verdade, denoto até uma certa contradição. Se realmente nunca gostastes de impor a tua presença a ninguém, e se esse alguém for a razão de fechares o blog, esse teu afastamento não iria parecer uma espécie de "ultimato" aos olhos desse alguém?
Pensa bem, acho que faz algum sentido aquilo que digo. Mas é claro que apoiarei qualquer decisão tua.

Bjs

AFRODITE disse...


😘

NI disse...

Francisco,

Eu só faço ultimatos a duas pessoas mas só tenho sorte relativamente a uma delas. Faço ultimatos a mim própria (quase sempre com sucesso)e ao maridão. Invariavelmente, os ultimatos feitos ao maridão merecem um sorriso e um..."vamos ver". Uma tristeza, é o que é... :)

E, não, o sentir-me a mais não tem nada a ver com o querer deixar o blogue.

E, sim, sei que se decidir deixar o blogue vais respeitar e apoiar a minha decisão.

Como já referi, estou numa fase mais "escura" e estou a tentar não tomar uma decisão precipitada porque quando tomo uma decisão precipitada é para sempre. Eu conheço-me.

Beijos

Rui disse...

Acho que estás a ser demasiado radical e extremista. Se eu fosse assim, já há quanto tempo tinha abandonado o blog ?!...
Diz lá que eu tenho 173 seguidores !!! eheheh ... isso é para rir ! ... Então porque será que desses, mais de 150 não aparecem a comentar e apenas só uma dúzia deles ? ...
Acho que não estás a ver as coisas bem, Ni ! :)

Beijinhos incentivadores ! :)

NI disse...

Rui, não me preocupo com seguidores e/ou quem não aparece para comentar.

Beijinhos

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso