sábado, 22 de julho de 2017

Certo...



Já não chegava ter uma cadela, uma gata e um peixe.
 
O maridão deve sentir-se sozinho e aparece-me em casa com uma gata enooooooooorme, com um rabo que parece um autêntico espanador a largar pêlo por todo o lado e com uma especial apetência para subir móveis e afins.
 
E no final quem acaba por tomar conta do jardim zoológico caseiro? Certo...
 
A sério...tirem-me deste filme...
 
E para o dia acabar da melhor forma, vou sair agora para apresentar à noite o festival de folclore com previsão de chuva...
 
São só coisas boas!
 
A música que agora estou a ouvir é esta:
 
 
 
Tenham um grande fim-de-semana.

És fiel?

Imagem na net
Ora muito bem, quando pretenderem "arranjar uma vidinha a dois", não olhem nem para o corpinho, nem para os olhos e nem para a boca...olhem para as mãos.
 
Vão dizer já, claro que sim. As mãos são importante. Umas mãos cuidadas revelam muito sobre a pessoa.
 
Nãaaaaaaaaaaão. Não é nada disso que estou a falar. Olhem para o tamanho dos...dedos.
 
É que, segundo mais um daqueles estudos estapafúrdios (tornado público em 2016 mas que voltou à baila), desenvolvido por professores de de Oxford e Northumbria, o tamanho dos dedos está intimamente ligado ao nosso comportamento sexual.
 
Por outras palavras, o tamanho dos dedos de uma pessoa está ligado diretamente com a quantidade de parceiros sexuais que terá ao longo de sua vida.
 
Tomem lá, e embrulhem!
 
Neste estudo conseguiram descobrir quem revela uma maior fidelidade sexual e quem revela comportamento sexual mais promíscuo (os termos são do estudo, não meu).
 
Então, quando estamos com alguém, como verificar se a pessoa tem tendência para ser fiel ou não?
 
Então, é assim: "...quanto mais pequeno for o dedo indicador quando comparando com o anelar, maiores foram os níveis de testosterona a que a pessoa esteve exposta quando se desenvolvia no útero e maiores os níveis de promiscuidade na idade adulta – os resultados aplicam-se tanto a homens como a mulheres."
 
Ah, e quanto menor for a diferença entre o tamanho dos ditos cujos, maior é a propensão para relações  duradouras.
 
Pois...estou mesmo a imaginar um primeiro encontro...
 
E se estamos a falar de dedos, a música só podia ser esta (que saudades...)
 
 

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Pensamento do dia...

Imagem da net
 
 
"É fácil amar o outro na mesa do bar, quando o papo é leve, o riso é farto e o chopp gelado.
É fácil amar o outro nas férias, no churrasco, nas festas ou quando se vê de vez em quando.
Difícil é amar quando o outro desaba, quando não acredita em mais nada e entende tudo errado. Quando paralisa, perde o charme, o prazo, a identidade e a coerência. Nessas horas que se vê o verdadeiro amor, aquele que quer o bem acima de tudo. É esse o amor que dura para sempre, na verdade, esse é o único tipo que pode ser chamado de amor."
Ana Jácomo


Pois, é lixado quando o outro desaba por qualquer motivo. Quando o corpo deixa de ser o que era e as rugas sulcam a pele outrora lisa.
 
Afinal, há tantas outras de aparência irrepreensível...porquê perder tempo com alguém que já não tem grande interesse?
 
 

Como ficar com uma mama gelada...

Imagem da net
 
 
A receita é simples:
 
1. Uma colega que se esquece da garrafa de água de litro e meio na cantina;
 
2. Armar-se em boa samaritana e oferecer-se para levar e entregar a garrafa;
 
3. Apanhar a meio do caminho um daqueles colegas chatos que nos questionam sobre coisas sem sentido só para dar duas de letras;
 
4. No entretanto, e porque tem a carteira, uma outra garrafa de meio litro e um pão que pediu mas que entretanto não comeu porque a fome ainda não bateu à porta e, ainda, porque tem que repor a dose de nicotina, colocar a garrafa gelada bem encostadinha à mama...
 
Fosga-se...mais um bocadinho e a mama ficava igual ao coração...assim, cada vez mais parecida com a Elsa...
 
 
 

Porque hoje me apetece dizer isto...

Imagem da net

Existe sempre alguém
Alguém que guarda os teus sonhos e as tuas angústias

Existe sempre alguém
Que te dá a mão e guia os teus passos

Existe sempre alguém
Que se esconde na esquina escura e ilumina o caminho

Existe sempre alguém
Que te acompanha na sombra

Existe sempre alguém
Que está dentro de ti mas que não se deixa prender

Os sonhos não se podem aprisionar...


Pois...as insónias são lixadas!

A música que estou a ouvir é esta...


quinta-feira, 20 de julho de 2017


Imagem da net
 
 
"Aí vem a vida e esfrega na sua cara
o que a intuição tentou avisar"
Fernanda Estellita
 
 
A música é esta.
 
 

Olha que bom...que maravilha... verdadeiramente fantástico...


- Mas porque decidiram dessa forma?
- Não havia outra forma.
- Mas assim não dá para irmos espairecer uma semana.
- Em casa também se descansa.
- Certo. No trabalho também.

Já desmarquei os meus 15 dias de férias. Entre ficar em casa e vir trabalhar...prefiro vir trabalhar...

E ouvir esta música no volume máximo...

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Ao desconhecido...


 
"Quando eu me afasto,
é porque eu quero que você se aproxime."
Autor desconhecido
 
A sério? Ainda bem que és desconhecido, caso contrário diria umas belas verdades.
 
Mas como hoje já me acusaram de estar muito cínica, amarga e sarcástica, (ok, chamaram-me mais qualquer coisa mas vamos fazer de conta), deixa-me estar caladinha...
 
A música...pois, só pode ser esta...em homenagem ao desconhecido...
 
 

Enquanto tento trabalhar...


Imagem da net


No sábado, a exemplo dos anos anteriores, vou apresentar um Festival de Folclore (única atividade na área que mantenho desde que deixei a rádio).
 
Enquanto preparo os historiais dos grupos, vou desviando o olhar para a televisão e revejo o filme "Tinhas mesmo que ser tu" que está a passar na FOXlife.
 
Para alguém que faz um enorme esforço para apagar o seu lado romântico, este filme faz mal...muito mal...
 
Para quem ainda acredita, é lindo...
 
Fiquem com um dos temas que que faz parte da banda sonora. Os Corrs...
 
 
 
Nota -Quem quiser ver o filme pode ir até ao You Tube e procurar por "Leap Year"
 

terça-feira, 18 de julho de 2017

Pensamento do dia...

Imagem da net
 
Bom, ou vai embora precisamente por dizermos aquilo que sentimos...
 
Certo! Estou a ser  assim para o cínico!
 
A música? Vamos até 1982 (mi madre, tinha 16 anos) e ouvir Roupa Nova.
 
 
 

Afastamento...

Imagem da net


"Eu sou assim, se você se afastar de mim,
eu vou achar que incomodo
e vou me afastar também..."
Bárbara Coré
 
Se me perguntassem que comportamento mantenho desde criança, eu diria que é aquele que me impede de impor a minha presença a quem não a deseja.
 
Para o bem e para o mal, sempre consegui sentir quando estava a mais e/ou não desejavam a minha presença.
 
E, desde sempre, o meu comportamento é sempre igual: nunca fazer-me de "auto convidada" e quando sinto que estou a mais, quando sinto que a minha presença já não é desejada, afasto-me...
 
Tão simples quanto isto!
 
Custa? Quando as pessoas são importantes, claro que sim.
 
Porque não mudo? Porque não imagino impor a minha presença a quem não a deseja.
 
Fiquem com a música que estou a ouvir no máximo e...tentem ser felizes...
 
 
 

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Das Escolhas...

Imagem da net
 
"São as nossas escolhas, mais do que as nossas capacidades,
que mostram quem realmente somos."
 
(Alvo Dumbledore - Harry Potter e a camara secreta)

Não sei o que o futuro me reserva mas hoje tive a certeza de que a minha escolha mostrou quem sou. E sem falsa modéstia, sou uma pessoa corajosa e sem medo de enfrentar os desafios.

Sem medos de não conseguir cumprir. Sem complexos.

Fiquem com um dos grandes responsáveis por eu gostar de música.

"África Minha", "Dança com Lobos", "Zulu", "Persuaders", "Mary, Rainha da Escócia", "O Abismo Negro", "Choque de Galáxias","King Kong" e os temas da saga "Bond" devem muito à magia da música intemporal de Jonh Barry que nos deixou em janeiro de 2011.

Leva-nos para lugares onde só a mente consegue chegar...E, sim, confesso, é dos poucos compositores que não consigo ouvir sem chorar... mas chorar faz bem!

Não consigo escolher um tema. Fiquem com vários...
 
 
 
 
 
 
 
 

RIP...


Série 1999 - Imagem da net

Ainda no ano passado, num ataque de nostalgia fortíssimo, passei as minhas férias a revisitar todos (mesmo todos) episódios do espaço 1999 que, a par do Sandokan e do Verão Azul me fizeram companhia ao longo da minha infância e juventude.

Esta manhã acordei com a notícia da morte de Martin Landau. Ficará para sempre como comandante da base lunar Alpha, John Koenig.

Mas Martin Landau foi mais do que o comandante John. Martin foi um grande ator que viu a sua carreira premiada com a atribuição em 1995 de um Óscar pela sua brilhante interpretação no filme de Tim Burton "Ed Wood".

Obrigado Martin, pelos sonhos, pela magia, por todos os momentos únicos que me proporcionaste.

E tudo começava assim...


domingo, 16 de julho de 2017

Segundo dia do marés vivas...

 
É difícil destacar um espectáculo de ontem. Estiveram todos à altura.
 
Amor Electro não desiludiu.
 
Os Expensive Soul fazem sempre excelentes espectáculos ao vivo. A dor no raio da perna impediu-me de ficar até ao final.
 
Scorpions, é a segunda vez que assisto a um espectáculo deles e no mesmo espaço. É incrível como ainda conseguem manter aquele ritmo. Nenhuma surpresa mas deu para viajar através dos tempos.
 
Lukas Graham, para mim, a boa surpresa da noite. Excelentes músicos (a parte de metais estava fantástica) e grande voz. Encaixou na perfeição naquele pôr-do-sol único.
 
Parte negativa do dia de ontem: O Marés Vivas precisa de um espaço maior. No espetáculo dos Scorpions foi tal a confusão que quando dei por mim vi-me sozinha e só no final consegui reencontrar-me com a minha cara metade.


Hoje, à espera de uma confusão ainda maior, vou ver este menino:




sábado, 15 de julho de 2017

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso