sexta-feira, 5 de março de 2010

O que se lia...

Talvez por influência do meu pai desde muito cedo que encarei a leitura como a "luz dos ignorantes". Lia como se o mundo fosse acabar no dia seguinte.


Com 10 anos tinha uma biblioteca invejável que ainda hoje mantenho. Obras de Aquilino (as que não estavam proibidas pelo poder instalado), Miguel Torga, o eterno Eça, Victor Hugo (com as suas "Grandes Esperanças")...


Mas também li Enid Blyton e Odete Saint Maurice.


Mas da minha biblioteca ainda faz parte a colecção desta menina,


A colecção completa da formiguinha, e...



Surpresa das surpresas, esta colecção!


7 comentários:

najla disse...

Que saudades....:)

Tenho a colecção da Anita toda! E dos herois da altura....fantástica a tua ideia!:)

Sadeek disse...

Anita Mamã....e depois não querem que sejamos dos países com maior nº de mães adolescentes...com exemplos assim...AAHHAHAHA

BEIJOOOOOOOOOOO

só uma mulher disse...

A Anita era fantástica.. eu tinha a coleção, hoje tenho os que sobreviveram..

1 beijinho

leitanita disse...

Todos estes e mais alguns! OBRIGADA!

Credo, fiquei ainda mais nostálgica do que já ando!!! O que vale é que vou a casa na proxima semana, grrrrrr!

Lena disse...

A leitura para mim foi sempre uma grande oportunidade de fuga...
As vezes que eu li e reli os volumes da Anita. O primeiro que tive foi a Anita e a Festa de anos e que ficou como o meu preferido. Os livros dos cinco também os li quase todos, eram lidos nas férias grandes, sempre a pensar porque é que eu e os meus amigos não nos metiamos em aventuras daquelas já que éramos todos bem endiabrados eheh

B* disse...

Eu também sou uma fã incondicional da leitura. E é ao meu pai que eu devo este vício saudável.

NI disse...

Só para dar as boa vindas a esta sala de estar à B*, esperando que goste do tempo que passa na nossa companhia.

Beijos a todos

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso