domingo, 21 de março de 2010

Amor à primeira vista




Não acredito no amor à primeira vista.

Mas acredito num olhar mais profundo.




E vocês? Acreditam no amor à primeira vista?



12 comentários:

Eu Mesma! disse...

Amor directo à primeira vista não mas... algo à primeira vista sim :)

Miguel disse...

Só um tóto acredita no amor à primeira vista!

Nem vou perder tempo a falar do assunto outra vez mas, para não deixar ninguém desiludido, acredito em muita coisa, ainda antes da primeira vista... No fim olham-se e um pergunta: como te chamas?

:p

Um só disse...

Eu acredito! Aliás, tenho para mim que o amor, aquele que resiste às contrariedades, o que perdura através dos tempos, é esse que é reconhecido á primeira vista.
O outro, o amor que só se declara depois de pensado, medido, analisado os prós e contras, o se vale a pena ou não, o se estarei certo ou errado, esse; depois de reconhecido foi mais por um qualquer interesse.

Miguel disse...

Um só,

O que é o Amor para si?

Depois de me explicar isso, explique-me lá como se olha para uma pessoa e se Ama essa pessoa...

Sairaf disse...

Quando o vi a primeira vez confesso que o que mais me fascinou e irá fascinar sempre são aqueles olhos castanhos... aquele olhar que me prende e me despe sempre que o revejo.
Amor à vista vista sei que não foi, mas foi algo muito profundo.
Quero acreditar que o amor de constrói num dia de casa vez sem pressas!!!
ABraços grandes
Com carinho

Sadeek disse...

Não...claro que não!

Um só disse...

Para os outros não sei, para mim o amor é um sentimento, ou um estado que nos preenche o todo.
E o mais estranho é que sendo eu um homem de desejos eróticos intensos, sempre fui, nunca pensei nela verdadeiramente, ou olhei para ela com isso no pensamento. Depois, as coisas aconteciam naturalmente.
Explicar-lhe como se ama quando se olha para uma pessoa pela primeira vez, também não sei.
Quando a vi, quando pela primeira vez aos 26 anos olhei para aqueles grandes olhos que para sempre me acorrentariam a existência, amei-a e soube que esse amor seria eterno. E quando, 38 anos depois ela se foi, eu morri com ela.
É isto o que é para mim, e note bem que falo só por mim respondendo à sua pergunta, é isto então o que é o amor

Miguel disse...

Um só,

Como disse, e eu concordo, o Amor é um sentimento.

Como sentimento que é, é uma coisa que cresce dentro de nós e não algo que "puf" acontece de geração espontanea!

Não acredito, nem acho sequer lógico, que se olhe para alguém e se ame essa pessoa. O que acontece é que se gosta do aspecto fisico, se se refere só ao ver a pessoa! Existe uma atracção, se quiser chamar-lhe assim (ainda que seja um termo que eu não goste) pois todos nós, durante a nossa adolescência e inicio da fase adulta vamos aprimorando o gosto pelo tipo de pessoa que nos atrai.
Claro, se um dia passa uma pessoa dessas à sua frente, é evidente que tocam os sinos, as campainhas e todos os outros instrumentos... É lógico.

Daí ao Amor, vai uma distância abismal, na minha opinião.

Eu acredito, como quem me lê sabe, no Amor para sempre. Acredito que é possivel Amar sempre a mesma pessoa, ser sempre feliz com ela, e nunca sentir sequer desejo de, ou por, outra pessoa. Mais, acredito que, se realmente se amou alguém, e por alguma razão essa relação acabou um dia, esse sentimento, ainda que se resuma a uma infima parte do que foi, não desaparece.

Portanto, Um só, há coisas que diz que entendo perfeitamente e concordo e há outras que entendendo, não concordo e acho muito dificil que isso seja assim.

Se quiser saber mais do que penso sobre isto, e eventualmente outras coisas, mande-me um contacto para o 100 Palavras que depois partimos daí.

Eu não sei explicar tudo, como é evidente, mas acredito que tudo tem uma explicação. E o Amor, as relações, não fogem à regra.
Compreender as coisas ajuda-nos a percebermo-nos melhor, e percebendo-nos melhor ajuda-nos a ser melhores pessoas e a lidar melhor com os outros e com a vida em geral...

Obrigado por responder.

Um só disse...

Miguel.
Responder-lhe-ia com todo o prazer que a sua simpatia e educação me merecem, mas não vou fazê-lo; como aliás, se quiser fazer o favor, poderá, no post precedente deste, saber por que motivo não comento mais neste blog.
Dei a explicação que, por dever devia dar à dona do espaço.
Retiro-me e sim! Provavelmente irei visitá-lo ao seu espaço onde terei todo o prazer em discutir este e outros assuntos consigo.
Tive muito prazer em conhecê-lo

só 1 mulher disse...

O amor nasce de uma amizade.. que evolui..

1 beijinho

Miguel disse...

Ó D!!!!

O Amor nasce duma amizade?

Até, com algum esforço, confesso, consigo perceber o teu raciocinio mas tenho dificuldade em concordar com esse principio.

Os sentimentos, como o amor ou a amizade, acontecem nas relações. Eventualmente poderemos até dizer que nascem daí...

As relações evoluem - falo nisso num dos posts do Ensaios - e dessa evolução, no topo de tudo, estará então o Amor.

Onde aparece a amizade, é dificil de dizer.
De qualquer maneira, e na minha modesta opinião, se gostas de alguém o suficiente para andares com a pessoa já devias ser amigo dela. Essa amizade já devia existir no estado de "gosto de ti". Não faz sentido, para mim que sou doutro planeta, que "goste de ti" mas não somos amigos. É só para darmos umas quecas, ok?
Para darmos umas quecas nem precisamos gostar um do outro; basta desejamo-nos um ao outro, que é outra coisa completamente diferente...

Portanto, esse pensamento parece-me um bocado curto, a não ser que tenhas outra explicação que eu não estou a atingir...

Aqui para nós, que ninguém nos ouve, eu até acho que muitas relações são tão superficiais que estão longe de uma simples amizade... mas, se ouvires as pessoas a falarem, amam-se...

Olha, não é preciso ir muito longe... Achas que uma pessoa que trai outra pode dizer que é sua amiga?
Ou existem vários conceitos de amizade, como se diz que existem do Amor?

É uma boa pergunta para deixar aqui, Ni!

Dizem que existem varios tipos de Amor, o que eu discordo pois o Amor é um conceito de algo que se sente. Tal como a amizade. Pois nesse caso haveriam também varios tipos de amizade... Mas aqui, se calhar, penso eu, as pessoas já acham que amizade é amizade e não há amizade tipo A e tipo B...

Enfim, alongo-me sempre nas divagações...

só 1 mulher disse...

Miguel,

Não quer dizer que seja sempre assim, mas pode nascer de uma amizade sim.. o amor na sua verdadeira essência também tem muito de amizade.. quando respeitas o outro... quando o aceitas, não é só o amor que lá está... olha que só com muita amizade é que ás vezes se toleram determinadas coisas..

Quando conheces alguém dificilmente sabes quem está ali, até mesmo depois de longos anos de convivência isso acontece, até numa amizade.. eu assumo amizade, como algo muito puro e sincero (também há excepções) e talvez aí conheças algo mais da outra pessoa.. (se ela deixar que assim seja) e deixe de ser só amizade.. começas a identificar-te com essa pessoa.. a querer estar junto dela.. óbvio que pode nunca passar disso.

A amizade aparece, quando duas pessoas se conhecem e de alguma forma criam uma empatia, e pode ser da forma mais tonta.. apoiam-se, ajudam-se.. partilham experiências.. conversam

Para dar umas quecas nem é preciso grandes conversas... isso é verdadeiramente perder tempo.. e com tanto por fazer...

Uma traição pressupõe que o relacionamento não está bem, e não estou de forma alguma a justificar, traição não tem desculpa... quem trai, não ama nem respeita, logo não pode ser amigo.. um amigo é muito mais que isso.. é alguém que mesmo que não fale contigo nem te veja com frequência, tu sabes que está ali.. e está.. aquela mão.. muito semelhante com o amor, mas de intensidade diferente.. quando amas alguém, não te esquece dessa pessoa simplesmente pela distância, certo?

1 beijinho

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso