domingo, 14 de março de 2010

O amor é suficiente?




Hoje estava a ler um livro de pensamentos que me ofereceram quando me deparei com um cujo autor é desconhecido. Diz o seguinte:


"O que mais me dói é saber que eu e você nunca seremos nós"



A frase parece ter um único sentido: O fim de uma relação.

Mas comecei a pensar noutras situações que podem ocorrer e que impedem que duas pessoas que se amem nunca possam estar juntas.


É o nosso próximo tema. Já passaram uma situação semelhante? Já vos aconteceu amar alguém, que retribui esse sentimento, mas que, por circunstâncias diversas, não puderam ficar juntos?
O que vos impediu de lutar por esse amor?
Se não passaram, que situações acham que podem levar duas pessoas que se amam a não estarem juntas?
Será que o amor, afinal, não é o mais importante? Ou será que não é suficiente o amor?



9 comentários:

Djinn disse...

Sim, isso já aconteceu ou pelo menos acho que aconteceu...

só uma mulher disse...

Por exemplo numa separação.. quando existe a possibilidade da reconciliação... quando ambos ainda amam, mas quando um deles não é capaz de superar o passado, de começar do zero.. e "foge"... aí o amor não foi suficiente, ou então não era mesmo Amor que sentia..


já aconteceu..

1 beijinho

sarraceno disse...

Não há nenhuma situação que impeça duas pessoas que se amam, de estarem juntas. Nenhuma! Ainda que a vida os tenha levado para lados oposto do mundo, se existe amor, um vai juntar-se ao outro.
Se existe amor, por maior ou mais grave que seja uma falta cometida, será sempre perdoada, ainda que nunca esquecida. Será um amor magoado e doloroso, talvez para sempre, mas ainda assim, amor.
É assim que eu entendo o amor, mas amor verdadeiro, esse que nos preenche o todo e dá significado à existência.
Provavelmente já leu isto, mas não me estou a plagiar. Quando o escrevi, não era ficção e sim a mais profunda verdade.
Nenhuma força humana pode separar o amor; outras sim, infelizmente.

Eu Mesma! disse...

Confesso que nao...
nunca tive uma situacao em que não dependesse apenas da vontade de duas pessoas em estarem juntos...

muitas dependeram e mesmo assim nao ficamos juntos....

Miguel disse...

A vontade das pessoas, em 99% dos casos, vale tudo... O que acontece é que as vontades agora são tão superficiais que até doi!!!!

Se amares, haverá sempre, para ti, um nós!

Mas muitas relações, a maioria na minha opinião, são eu e tu e ficam-se por aí!

Porque a relação perfeita tem eu, tu e nós!
Nunca se perde a individualidade quando se ama. Nunca se perde a individualidade quando se é amado. Nunca se perde a individualidade por haver um nós...

Caramba!
O Amor é lindo... e é assim que deve ser vivido, na sua plenitude, na sua intensidade, no seu sorriso, no seu abraço...

Miguel disse...

Esqueci dizer que acho esta foto... de uma potência!!!!

Diz tanto sobre o que são tantas relações hoje!

(já experimentaste em tirar a verificação de palavras? acho que os chineses já não estão nem aí...)

Waveygirl disse...

Eu já vivi uma situação semelhante e...não é nada agradável saber que não fui amada.
Errei ao não perceber que nunca poderia mudá-lo...porque cada um tem a sua essência e ela não deve ser alterada.
Mas também sofri porque nunca senti o amor necessário da outra parte...aliás, a sensação que eu tinha é de que não estava á altura da expectativa que o outro lado tinha criado. Tanto que ele não me fala...foge de mim, como quem foge da cruz. Agora sei que nunca fui correspondida, nunca senti o viver um "nós"...espero vive-lo um dia, também mereço.

Waveygirl disse...

Eu já vivi uma situação semelhante e...não é nada agradável saber que não fui amada.
Errei ao não perceber que nunca poderia mudá-lo...porque cada um tem a sua essência e ela não deve ser alterada.
Mas também sofri porque nunca senti o amor necessário da outra parte...aliás, a sensação que eu tinha é de que não estava á altura da expectativa que o outro lado tinha criado. Tanto que ele não me fala...foge de mim, como quem foge da cruz. Agora sei que nunca fui correspondida, nunca senti o viver um "nós"...espero vive-lo um dia, também mereço.

Waveygirl disse...

Eu já vivi uma situação semelhante e...não é nada agradável saber que não fui amada.
Errei ao não perceber que nunca poderia mudá-lo...porque cada um tem a sua essência e ela não deve ser alterada.
Mas também sofri porque nunca senti o amor necessário da outra parte...aliás, a sensação que eu tinha é de que não estava á altura da expectativa que o outro lado tinha criado. Tanto que ele não me fala...foge de mim, como quem foge da cruz. Agora sei que nunca fui correspondida, nunca senti o viver um "nós"...espero vive-lo um dia, também mereço.

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso