terça-feira, 9 de março de 2010

Intuição


Os ingleses com o seu sentido de humor muito próprio, têm um provérbio que diz, mais ao menos, isto:

"Intuição feminina é o instinto que garante à mulher

que ela tem razão, quer a tenha ou não."

Balzac, por seu turno, é mais assertivo e, vai daí, afirma:

"O instinto na mulher,

equivale à perspicácia nos grandes homens."

Para já, Balzac assume que os pequenos homens (e não homens pequenos), não têm perspicácia enquanto a intuição na mulher é um dado adquirido.

Em que é que ficámos?

O tema de hoje: intuição feminina versus ausência da mesma nos homens. Digam da vossa justiça.

16 comentários:

Sadeek disse...

Intuição para? Essa é que é a questão... :P

BEIJOOOOOO

NI disse...

Ora aí está uma boa pergunta Sadeek.

Para que raio querem as mulheres a intuição? Para sofrer por antecipação?

Para evitar confrontos?

Para percorrer os caminhos certos? Ou será que são os atalhos?

:)

Beijo

Imperator disse...

olá Ni

intuição é algo que se tem, não é nem feminino nem masculino.

todos os seres, alegadamente, pensantes têm.

muitos não sabem que têm.

outros tantos não a sabem usar.

mas eu vou mais longe e digo que todos os seres vivos têm intuição.

mas nem todos sabem para que serve.

a mulher, enquanto mãe, terá talvez pela ligação mais física com os filhos,

uma determinada intuição para certos acontecimentos/factos

que provavelmente o pai não tem.

contudo, tirando essa ligação maternal

digo, que a intuição, genérica, está em todos nós independentemente do sexo

só que, somente alguns a sabem usar.

fazendo-se assim a costumada JUSTIÇA!

só uma mulher disse...

Ni,

Eu acho que ambos os sexos têm intuição, ainda que nós mulheres a tenhamos num estado mais apurado..

Para que nos serve?!?! para nos atormentar o espirito, para nos ajudar a seguir o nosso caminho.. ás vezes sinto-me a fazer o caminho mais longo para chegar à casa da avozinha... se lá chego... espero que sim...

1 beijinho

najla disse...

Oh Ni, a frase tá perfeita. Nem tem discussão! :))

NI disse...

Imperator e só uma mulher, ambos dão outra perspectiva à coisa, ahahahahahah

najla, qual delas? :)

Rui da Bica disse...

Por algum motivo se fala muito mais em “Intuição feminina” e não masculina.
Porque ela é muito mais latente na mulher, que no homem. Está oculta, não aparente, não se manifesta exteriormente, mas está lá. Na altura própria a mulher sente o “clik” ; é como se estivesse a ver ou a prever.

Não concordo com a conclusão dos ingleses, relativamente ao “com ou sem razão”. A intuição tem que assentar numa probabilidade, ainda não visível, mas previsível, sem a qual, deixa de ser intuição (imho), para ser desconfiança.

Talvez sim, a perspicácia, astúcia, seja mais características dos homem (creio que grandes ou mesmo pequenos).

De acordo, que a Intuição está para a mulher, assim como a perspicácia, para o homem.
.

Sadeek disse...

Ni...eu estava a pensar numa cena mais "porca"....mas ok...pode ser por isso tudo..... :D

NI disse...

Rui, também não concordo com a conclusão dos ingleses. :)

Sadeek, até aí já eu tinha chegado, ahahahahah

Bjs

sarraceno disse...

A intuição é comum aos dois sexos, só que incomparavelmente mais dilatada no feminino. Penso que sejam ainda resquícios de um passado não assim tão distante, em que ela, quanto fêmea, a apurou para defesa das cias, já que ele, quanto macho, a foi perdendo em favor da argúcia necessária para a caça.
A evolução natural completou o resto. Preterida em quase todos os sectores da sociedade, ela soube desenvolvê-la até à perfeição, enquanto eles à foram perdendo na proporção do poder adequirido.
Mas essa faculdade, tornou-as vítimas do próprio dom. Intuir o que quase sempre é uma verdade, pode ser doloroso. Claro que, há coisas que se devem saber, mas a grande maioria delas não necessitam vir ao conhecimento.
E no outro campo o jogo não é diferente.
Tenho para mim que; nem tudo se deve perguntar a uma mulher, e que na grande maioria dos casos é melhor não saber.
Dizia assim a amiga para a amiga.
- O teu marido parece ser muito intuitivo, parece que sabe tudo.
- Oh! Não! Nem sequer suspeita!

NI disse...

sarraceno, o seu comentário sugere-me este:


Parece que o problema coloca-se quando à intuição se junta o ciúme exacerbado.

Quem convive comigo diz que tenho uma intuição acima do normal. Também não é menos verdade que, por força disso, sofro por antecipação. Mas tenho uma grande vantagem: nunca fui ciumenta (apesar de me dizerem que tal significa que não amo).

Mas quanto a existirem factos e/ou situações que é preferível as mulheres não saberem, devo dizer o seguinte: a verdade acaba por vir sempre ao de cima. Por medo, ou por um acto delator, acabamos sempre por saber. E, neste caso, a questão que se coloca é a seguinte: é preferível saber na altura própria, ou numa altura posterior? Será que ao conhecimento não se junta aquela situação desagradável de "sermos os últimos a saber quando somos os mais interessados?"

sarraceno disse...

Sim, claro! Há factos e factos, há coisas e certas coisas.
É evidente que uma traição sabida por nenhures, é muito mais dolorosa que confessada francamente.
Mas há coisas que as mulheres intuem e que escusavam bem de saber. Não falo nos homens, porque esses, benza-os Deus, não intuem nada! Nadinha de nada!
Por exemplo: que beneficios ou bem-estar traz a uma relação apaixonada, o saber que ela tomou um copo com um antigo colega de liceu, que por acaso, (bem; não era só por acaso, mas por interesse), olhava-lhe par as mamas e para o rabo? Ou que por acaso encontrou o antigo namorado que lhe disse. "Nem te reconhecia, beleza, estás boa como o milho. Sabes que tenho pensado em ti e que fui um burro por te ter deixado escapar?"
Ninguém precisa saber disso, não é? Ela veio direitinha para casa e na hora é a ele que ela chama de tigre insaciável; ou não é?

NI disse...

sarraceno, só tenho um comentário a fazer: valha-me os homens que param neste estaminé que me conseguem arrancar gargalhadas mesmo quando não estou para aí virada. O que vale é que a esta hora sou a única no trabalho, ahahahahahah

Tigre insaciável? Estou mesmo a imaginar o olhar da minha cara-metade se lhe chamasse isso. Perguntava logo com quem andava metida, ahahahahah

LBJ disse...

Penso que a célebre intuição feminina ou a capacidade de perceber mais depressa uma realidade se prende sobretudo com o facto de as mulheres serem mais atentas, provavelmente por terem sido no passado e ainda infelizmente nalguns casos no presente relegadas para um papel menos proeminente na sociedade. Hoje e cada vez mais se comprova que as mulheres estão mais habilitadas para o sucesso que os homens e eu acredito que se vai assistir a uma inversão de “poderes” e quiçá dentro de umas décadas se falará da célebre intuição masculina :)

NI disse...

LBJ, e não é que levantas outra perspectiva?

:)

sarraceno disse...

Nunca isso vai acontecer. Não porque não o deseje; sempre pensei que o destino do mundo estaria bem melhor conduzido por mulheres. Para lá de serem mais inteligentes, são bem mais tolerantes. Pelo menos, não acredito que resolvessem a coisa com guerra, mas mais com amor. O que e como acréscimo, trar-nos-ia um mundo melhor e muito mais agradável.
Mas digo que nunca vai acontecer, porque simplesmente a mulher não quer, não está para aí virada.
A mulher quer; Igualdade de oportunidades, responsabilidade, cargos sem descriminação, direitos iguais, enfim; quer o mesmo que os homens, mas...só no que lhe convém.
A mulher não quer ser pedreiro, carpinteiro, mecânico, pescador, sapateiro e e e e....
E quer ser feminina. Outro entrave de monta que obsta à sua independência total.
Por ex: nos momentos de decisão em que, (Lá volta a intuição à baila), lhe pareça existir prejuízo, ela diz.
Ai, sabe, gostaria de poder dizer-lhe que sim mas isso é com o meu marido. Não se compromete e pode sempre, se as coisas derem com os burrinhos na água, chamar burro ao marido que não tomou precauções. Ou não é?
Pois, eu bem que duvidei, chamei-te, pensei que eras esperto e afinal não sabes nada. Se fosse eu isso não acontecia, e mais coisas parecidas.
A mulher, pelo menos aquela mesmo feminina, mesmo podendo, prefere que seja o homem a decidir. Se é por temor ou esperteza, isso ainda está por descobrir.
E depois há outra coisa que inviabiza totalmente o facto de serem elas a ter o poder total.
Alguém em seu perfeito tino, já imaginou este mumdo sem futebol? Boxe, luta livre, cervejas com os amigos?Etc,etc.
E para que o pãnico seja total, imaginem um mundo sem tudo isso e todinho virado para montras, toillete, batom, verniz, desfiles de moda. E também etc etc...

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso