quinta-feira, 18 de março de 2010

Cuida bem de quem gostas, seja ele (a) como for, e apesar de ser como é...

Já recebi o texto que se segue por mail há bastante tempo.


Erradamente, no meu ponto de vista, reduziram este texto a um alerta contra a anorexia.


Este texto encerra muito mais...


Sem mais nenhum comentário, é o tema de hoje.



"Cirurgia de lipoaspiração?

Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei, nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?

Uma coisa é saúde outra é obsessão.

O mundo pirou, enlouqueceu.

Hoje, Deus é a auto imagem.

Religião, é dieta. Fé, só na estética.

Ritual é malhação.

Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo, sentimento é bobagem.

Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção.

Roubar pode, envelhecer, não.

Estria é caso de polícia.

Celulite é falta de educação.

Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso.

A gostosona da TV tem muito mais consideração do que a que está ao seu lado?

A mulher mais bonita do mundo é aquela que você escolheu e que te ama.

A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?

A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz,não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem. Imagem, estética, medidas, beleza.

Nada mais importa. Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa. Não importa o outro, o coletivo. Jovens não têm mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada..

Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar, correr, viver muito, ter uma aparência legal,mas…

Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos não é natural.

Não é; não pode ser. Que as pessoas discutam o assunto..

Que alguém acorde. Que o mundo mude. Que eu me acalme…

Que o amor sobreviva. Pois esse sim, ninguém poderá mudá-lo; o amor será sempre naturalmente belo e verdadeiro..

‘Cuide bem do seu amor, seja ele quem for’.

Herbert Vianna (Cantor e Compositor)

3 comentários:

só uma mulher disse...

Vive-se e ama-se em função de um estereótipo.. aquele que a sociedade e que o nosso circulo de amizades, "dita" como sendo o mais adequado.. muitas vezes, perde-se quem de facto está ali diante dos olhos, e ás vezes é "aquela pessoa".. e que a única coisa que queria era a oportunidade de se mostrar.. muitas vezes, é descartado, antes sequer que ela surja.

Muitos de nós (excluo-me) andam num eterno círculo, atrás uns dos outros.. sem se verem.. mas também sem serem vistos.. espreitando para dentro do quintal alheio...

Para mim as pessoas são muito mais que um rosto, que uma roupa, que uma formação académica..

1 beijinho

NI disse...

E os valores da honestidade, de obter as coisas com trabalho e esforço, da amizade, do respeito pelo outro?

Será que estão ultrapassados pela necessidade de cultivar uma imagem de beleza e poder?

só uma mulher disse...

Caminhamos a passos largos para o fim dos valores
:(

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso