domingo, 7 de março de 2010

As mulheres e o Sexo...



Alguém afirmou que "Casamento é o sacrifício que o homem faz pelo sexo e sexo é o sacrifício que a mulher faz pelo casamento".


Nunca encarei o sexo como sacrifício. Já o casamento... às vezes mais parece uma tortura, outras vezes o paraíso!


Mas este post não é para falar do casamento. Vamos falar do sexo. Mais precisamente, porque razão as mulheres fazem sexo.


Eu disse razão? Esqueçam...


Pelos vistos existem 237 razões (?!?!?!) para as mulheres fazerem sexo.


Pelo menos é o resultado surpreendente de um estudo, (mais um), sobre este tema e que chegou a conclusões absolutamente fantásticas.


Vejamos:


Segundo o estudo (que podem ver aqui),e que foi publicado na Revista Única da edição do Expresso de 6 de Março de 2010, ao contrário do que se lê nos romances e nos filmes românticos, a grande maioria das mulheres faz sexo por todas as razões menos aquela que vocês estão a pensar. Isso mesmo. A maioria das mulheres não quer saber do amor para nada quando faz sexo. Ou fazem por obrigação, ou por pena, ou por motivos fisiológicos, ou por vingança, ou....


Fiquem com um pequeno extracto da notícia:


"Ao todo, são mais de 300 páginas com histórias íntimas contadas na primeira pessoa. Embora fascinantes na sua diversidade, revelam também um lado cru e sincero das mulheres onde a sexualidade é relatada sem pudores. Por exemplo, há quem confesse: "Seduzi um homem e trai o meu namorado só para provar a mim mesma que, se ele me deixasse, eu teria facilidade em encontrar outro parceiro". Surpreendido? Não esteja: 31% das mulheres entrevistadas afirmam já ter tido sexo ocasional só para provocar ciúmes, 53% admitem ter seduzido o namorado de uma amiga por uma questão de competição e 84% optaram por ter relações sexuais sem vontade, apenas para evitar discussões com o parceiro.

"O estereótipo tende a ser que as mulheres fazem sexo por amor e os homens fazem-no por prazer", explicam Meston e Buss. "Na realidade, as motivações sexuais das mulheres são muito mais complexas". Esqueçam os eternos amores bem ao género do filme "Casablanca" e compreendam a mensagem do livro: "As mulheres nem sempre são emocionais. Muito menos puras, ou transparentes, no que diz respeito ao sexo".

Divididas entre as motivações emocionais, físicas ou materiais, o livro revela razões para todos gostos: as altruístas ("dormi com ele porque sentia pena"), as terapêuticas ("tirava-me as dores de cabeça"), as espirituais ("queria tentar chegar mais próximo de deus"), as ambiciosas ("precisava de um aumento no ordenado"). Há mulheres que têm relações para se sentirem mais poderosas ou sensuais. Outras pretendem apenas impressionar as amigas com a quantidade de parceiros que conseguem ter. A maioria fala de romance... embora sejam comuns os relatos de compensação emocional através do sexo. "



Será mesmo assim? Adivinharam. É o tema em debate, ou não estivessemos em vésperas do dia internacional da mulher.




4 comentários:

sarraceno disse...

Olá.Ni; boa-noite.
A razão que leva as mulheres a fazerem sexo, é só uma. Uma única apenas. Interesse pessoal.
Essa razão pode, e é, subdividada em muitas outras, ramificando-se como um raio que cai, mas o objectivo motivacioal é esse.
Sempre um interesse, que pode ou não ser importante ou volúvel.
Raramente faz sexo por amor ou sentimentos, já que a mulher conhece muito pouco esses sentimentos, embora os tenha, e de forma exacerbada para com os filhos. Para mais ninguém!
Mesmo quando a mulher se veste a preceito, se perfuma, penteia, calça e alinda ao pormenor, nunca é a pensar no marido que o faz. Fá-lo para mostrar as outras o seu estatuto e a sua classe, e também para mostrar àquela delambida presunçosa que tem a mania que é boa, que ela, se quiser, à bota para escanteio em dois tempos.
Isto considerando a mulher normal e inteligente, essa que o estudo refere, porque ainda há as outras, aquelas que casam por interesse.
Essa, a mulher que casa por interesse, sabe sempre oferecer a si mesma aquilo que lhe dá prazer: e se bem que seja sempre com o dinheiro do marido, raramente ou quase nunca, o reconhecimento recai sobre esse.
O estudo está certo e não tenho nada a contestar.
Boa semana de trabalho para si.
cumprimentos.

sarraceno disse...

Desculpe. Eu queria dizer: raramente faz sexo por amor ou emoções.
Raramente o marido lhe merece esse cuidado. Sobretudo, a mulher comtemporânea.
Mas também concordo, aliás, sei! Que também raramente o marido contemporârio faz por o merecer.

só uma mulher disse...

Ni,

Quando faço amor com alguém, há sempre muito mais do que algo físico, há sempre um interesse nessa pessoa, pode ainda nem ser amor, mas há interesse... há sentimento

1 beijinho

Miguel disse...

Eu acho que mulheres e homens são muito parecidos nos seus sentimentos e instintos basicos... O que os leva a fazer sexo pelas mesmas razões.

Todas essas.

Há quem faça só porque é bom e gosta, há quem faça por amor ou por gostar da outra pessoa, há quem faça para subir na vida, seja directamente por dinheiro ou por poder, há quem faça para se sentir bem e confiante... Homens e mulheres.

Há quem faça sem saber o que está a fazer... Também acontece... :)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso