quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Verdades absolutas sobre relações amorosas e afins...


... Ou talvez não...

Aviso, desde já, que este texto é praticamente um "copy past" de um post que coloquei há uns anos atrás.
 
Mas o facto de ter sempre assumido a minha idade faz com que receba alguns mail's de jovens a pedir a minha opinião sobre como "... conquistar o(a)....", ou, ainda, "...o que fazer para o(a) reconquistar...".

Sempre disse que não sou ninguém para dar conselhos. Com os meus quase 48 anos apenas poderei enumerar algumas verdades que a vida me ensinou. Mas são as "minhas verdades". Porque a vida não é igual para todos.

As "minhas verdades":

1 - Não adianta fingir o que não sentimos. A linguagem dos sentidos, mais tarde ou mais cedo, acaba por nos "apanhar" em falso.

2 - Não adianta dar uma imagem daquilo que não somos. Ou gostam de nós como somos, ou não.

3 - Não podemos ser dependentes dos outros, mas devemos estar prontos para nos darmos...e receber.

4 - Temos que saber dar espaço para o "eu". Só assim encontrámos o equilíbrio.

5 - Não há relação quando não exista respeito, confiança e lealdade.

6 - Deixarmos partir quem gostámos só porque temos medo de assumir os nossos afectos, ou por qualquer tipo de preconceito ou dogma, é um dos exemplos da estupidez humana.

7 - Nada nos impede de amar. Seja certo ou errado. Seja possível ou impossível. Mas podemos sempre dizer - Já amei. Logo, vivi.

8 - Não podemos recuperar aquilo que nunca tivemos.

9 - Ter a percepção de quando estamos a mais e partir, é um sinal de sabedoria.

10 - O que tiver que ser...será. A vida não é uma linha contínua.

 
Não ajudou pois não? Eu avisei.

Mas se amam, digam "amo-te". O máximo que pode acontecer é que vos digam "Eu não".

E??????? A vida continua...quanto mais não seja para ouvirmos este tema.

 

3 comentários:

A Minha Essência disse...

Em suma, não ter medo de viver, mas intensamente, verdadeiramente! Só assim faz sentido, ou deveria. ;)

O Mesmo Gajo disse...

Há dias que prefiro furar os olhos a ler o que escreves...

Mas passo só pra de deixar um beijo!

Bjo*

Petra disse...

Tanta verdade junta...

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso