quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Quem sou eu?


Imagem da net

 
 
A propósito da falta de inspiração para escrever a Minha Essência lançou-me um desafio: que falasse um pouco mais de mim.
 
Ora, ainda consigo ter duas ou três "almas penadas" que resistem e continuam a vir a este estaminé desde 2007. Podem comprovar que me dei a conhecer logo no início. Mais a mais, e apesar de me acusarem de mandar muitas vezes mensagens encriptadas, sou "um livro aberto".
 
Mas para aqueles que me aturam há pouco tempo, e porque não fujo a um desafio, aqui fica uma reposição de um post de 2007 com as alterações que se impõem face ao decurso do tempo.


1- Nome?
Ni

 
2- Porque te deram esse nome?
Fui eu que escolhi. É assim que os meus amigos me tratam no dia-a-dia.
 
3- Fazes pedidos às estrelas?
Nem imaginam quantas…A eterna crente!
 
4- Quando foi a última vez que choraste?
Há dois dias (e não vou dizer porquê).
 
5- Gostas da tua letra?
Sim.... e sempre me disseram que eu tinha uma letra bonita, apesar de todos pegaram comigo pela minha assinatura. Até no banco dizem que é a única assinatura impossível de copiar. E eu respondo: ainda bem!
 
6- Gostas de pão com quê?
Com manteiga... ou simples.
 
7- Quantos filhos tens?
Tenho duas filhas. Uma com 23 e outra com 15 anos.
 
8- Se fosses outra pessoa serias tua amiga?
Sim... porque sou uma boa amiga.
 
9- Saltarias de bungee-jump?
Sim, se quisesse morrer sem parecer suicídio. É que de certeza que morria de ataque cardíaco antes da corda esticar, ahahahahahah
 
10- Dessamarras os sapatos antes de tirá-los?
Não uso sapatos de atacadores mas se tivesse de certeza que tirava os sapatos sem desamarrar os atacadores.
 
11- Acreditas que és uma pessoa forte?
Ainda duvidam? Um dia vi o filme “Os cavalos também se abatem”. Mas, confesso, gosto mais do espírito que me transmite a frase “As árvores morrem de pé”. Acredito, sobretudo, na minha enorme capacidade de me levantar logo após uma queda. E, costumo dizer, leve os pontapés que levar, não é qualquer um que me consegue abater. Tem que ter engenho e arte.
 
12- Gelado favorito?
Daqueles gelados que saem daquelas máquinas bem antiguinhas e que são colocados em cima de uns cones deliciosos.
 
 
13- Vermelho ou Preto?
Preto. Sem dúvida a minha cor favorita.
 
14- O que menos gostas em ti?
Continuar a acreditar nas pessoas que gosto, mesmo quando me provam por actos que se estão a borrifar para mim.
 
15- O que mais gostas em ti?
Estar sempre pronta para uma boa gargalhada. O meu mau humor dura pouco…
 
16- De quem sentes saudades?!
Do me pai com quem tinha conversas únicas e de um amigo com quem conversei horas e horas…
 
17- Descreve que tipo de roupa estás a usar agora?
Cuscos…calças pretas e camisola preta e casaco de malha azul turqueza.
 
18- Qual foi a última coisa que comeste hoje?
Ainda não comi nada. Mas já bebi dois cafés. Conta?
 
19- O que estás a escutar agora?
Supertramp. 
 
20- Último filme que viste no cinema e com quem?
"Impossível". Com a filhota mais nova.
 
21- Dia favorito do ano?
Não sei. Antes era o dia dos meus anos. Mas como a "famelga" se foi esquecendo de o comemorar, é um dia como outro qualquer.
 
22- Inverno ou Verão?Primavera!
 
23- Beijos ou abraços?
Depende de quem está à minha frente....
 
24- Sobremesa favorita?Leite creme queimado à moda antiga!
 
25- Que livro estás a ler?
Todos os dias leio um romance da arlequim, ahahahahahahah. Para me fazer pensar já bastam os últimos disparates legislativos com os quais tenho que lidar porque o legislador está cada vez pior.
 
26- Filmes favoritos?
Tenho bastantes. “Les Uns et Les Autres”, “Nothing Hill”; “Gata em telhado de zinco quente”; “Orgulho e Preconceito”, "O Senhor dos Anéis", etc, etc, etc….
 
27- Onde foi o lugar mais longe que já foste?
Onde o sonho me levou.
 
28- Uma música?
Que raio de pergunta quando se sabe que não vivo sem música. Indico uma: Caledónia!
 
29- Uma frase?
“Nunca chores por aquilo que fizeste mas por aquilo que poderias ter feito e deixaste de fazer”. Mas arrependo-me de muitas coisas que fiz. Por vezes, aprender com os erros não tira o amargo da boca.
 
 
30 - O que mais te custou até hoje?
Deixar partir quem amava.
 

E quem quiser levar este desafio, está à vontade.

Nota - O original acho que tinha quarenta perguntas. As respostas a essas ficam, para já, no segredo dos deuses.
 
 
Continuação de boa semana para todos.
 
 

7 comentários:

A Minha Essência disse...

Fiquei contente por perceber que a minha sugestão ficou-te na retina. Gostei de te ler, mas - há sempre um mas -, notei que há muitas entrelinhas e muitas reticências neste desafio. Estou errada? ;)

Obrigada pela partilha. Já me tinha apercebido há muito tempo que és uma sobrevivente, uma guerreira.

Beijo

Jovem $0nhador@ disse...

gostei de ler =) Tenho a idade de uma das tuas filhas! Bjinhos ***

O Mesmo Gajo disse...

Já consigo escrever a "tua autobiografia"!!!

Amanhã vou ter uma reunião importante pertinho de ti, fica a torcer por mim..!

Bjo*

NI disse...

Essência, tem uma ou outra mensagem encriptada. :)

Sonhadora, é nestas alturas que me sinto uma verdadeira "cota".

Gajo (vou tratar-se assim), claro que vou torcer por ti e se vires que dá tempo, ligas e vamos tomar um café. Boa sorte.

Beijos a todos

GATA disse...

Eu, uma das almas (depenadas, cortesia do Vítor Gaspar), digo que se isto fosse o face-coiso, eu fazia LIKE! :-)

A pessoa de quem sinto saudades também é o meu pai. E um dos meus filmes favoritos também é "Gata em Telhado de Zinco Quente".

NI disse...

Gata, quanto às almas somos duas. São muitas as coisas que nos unem.

:)

GATA disse...

Como tu, igual que eu, gostas muito de música, responde-te com um verso da canção "Primeiro Beijo" do Rui Veloso:

"...muito mais é o que nos une que aquilo que nos separa..."

Bjinhauuu!!!

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso