domingo, 2 de novembro de 2008

Será que existe o ser perfeito?




Arnaldo Jabor afirmou que "Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos e simpáticos teriam uma fila de pretendentes batendo a porta".



Passámos parte da nossa vida a pensar que existe o ser perfeito.



Muitas vezes condicionámos a nossa vida e, atrevo-me a afirmar, a desperdiçar a nossa vida nessa busca incessante.



Esquecemo-nos que os outros, tal como nós, têm defeitos e virtudes.



A vida, quando estamos abertos a ela, vai-nos ensinando a lidar com as diferenças e os defeitos dos outros, a entendê-los e a superá-los.



É esta capacidade de vermos nos outros um simples ser humano que vai determinar o nosso percurso.




Nota - Não me perguntem porque esta noite me deu para pensar nisto. Provavelmente consequência de estar a trabalhar num domingo.


11 comentários:

Djinn disse...

Sabes, é exactamente desse modo que consigo distinguir o amor.
Se conseguir aceitar uma pessoa com os seus defeitos e virtudes e ainda assim gostar dela...então é porque a amo :)

Cristina disse...

Costumo dizer que o meu 'homem perfeito' só tem de ser perfeito para mim... e concordo com a Djinn: o mais importante é gostar da pessoa, apesar dos seus defeitos. Porque quando se gosta, é do 'kit' completo :)

Um beijãooooo

Sadeek disse...

Só pode... ;)

Curiosamente...eu nunca busquei nada disso....e talvez por isso nunca tive grandes desgostos amorosos....

Vivam os defeitos...

BEIJOOOOOOOOOOOOOOO

O pensador disse...

Bem...desta vez não posso me pronunciar muito, porque nunca procurei o ser perfeito e nunca me passou pela cabeça que isso pudesse existir.

Considero que não existe neste mundo e no outro, nenhum ser que possa ser considerado perfeito!

Bjs

NI disse...

Ora muito bem, finalmente consegui fazer uma pausa no trabalho...

Apenas vou dizer que concordo com tudo o que os meus amigos disseram até agora.

:-)

Bjs a todos

pinxexa disse...

Nunca procurei perfeição no ser humano, mas creio que se procurasse também não acharia, começando por mim!

O importante é aprendermos a viver uns com as imperfeições dos outros, não?

beijooo

Abobrinha disse...

NI

Não procuro o que não tenho. E eu não sou perfeita. Também aceito as pessoas com todos os defeitos que têm, porque espero que me perdoem as minhas imperfeições. E porque as pequenas imperfeições fazem parte do carácter da pessoa.

Contudo, há defeitos e defeitos e há alguns que eu não sou capaz de aceitar. O mais importante dos quais a falta de consideração por mim. Se aceitasse esse estaria a ser cúmplice e a legitimá-lo... e eu não tenho esse tipo de consideração por mim... eu mereço que me respeitem!

Não há pessoas perfeitas, mas há limites...

Ana disse...

Ja alguem dizia que a vida e como uma danca... e como tal acredito que nos nao nos ajeitamos a dancar com qualquer par, ha aqueles com quem dancamos tipo 'Dirty dancing' o encaixe perfeito e outros nem tanto...mas um encaixe e apenas isso...para a danca sair bem feita existem muitas horas de treino... e mesmo assim...
De mim para ni acho mesmo que encontramos a perfeicao nas pequenas/grandes imperfeicoes!

NI disse...

Ana, concordo.

Tinta Permanente disse...

Eu busco o detalhe...
com sinceridade, há pessoas neste muito que me fazem querer ser uma pessoa melhor ...

NI disse...

Tinta, tens toda a razão.

Beijos

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso