quinta-feira, 26 de abril de 2012

O que a vida me ensinou...





Não escolhemos por quem nos apaixonámos e, por vezes, são muitos os obstáculos que nos pode separar da pessoa de quem gostámos. E, quantas vezes a razão não nos deixa apaixonar por aquele(a) que o coração já escolheu...

Mas, se assim não fosse, a vida seria fácil de mais.

O problema é quando a dúvida nos assalta e temos medo de a enfrentar. Quando nos esquecemos de que as dúvidas fazem parte do nosso crescimento enquanto pessoas.  De que o importante é lutar contra o nosso medo de enfrentar a dúvida.

Apesar de difícil, temos de tentar seguir a máxima: Nunca chores por aquilo que fizeste mas por aquilo que pudeste fazer e deixaste de fazer.

Porque a pior dúvida é aquela que começa por: " E se eu... "
A música? É esta.

6 comentários:

Utena disse...

Concordo minha querida!
Viver sempre na plenitude

Beijinhos

S* disse...

Não aguento as dúvidas. Fazem mal. Moem e remoem.

Dark Phoenix disse...

Minha amiga este tem sido o meu lema, não há «e ses...» na minha vida. Muitas vezes parti a cara porque levei até às últimas circunstâncias e esgotei todas as hipóteses, mas uma coisa é certa.
Não há «e ses...», há sofrimento e recuperação, há esperança num novo dia.
Sofri, mas vivi, e foi esse sofrimento que me fez reencontrar e reconciliar com quem sou, e saber pelo menos o que não quero.
Quanto ao resto...
E se um dia eu for feliz? ;)
Beijinhos

GATA disse...

Eu sou uma pessoa de fases, pelo que já passei há muito a fase do 'sofrer por amor'. Aliás, sofri uma única vez e mais por raiva do meu erro do que por amor. Não sou uma pessoa de afectos, logo nesse campo não tenho dúvidas, e muito menos choros!

Confuskos disse...

Eu tento deixar esses "ses" para o dia do Juízo final... depois que se F...

O futuro deixa-me tantas dúvidas que acabo por recalcar as do passado, mas tenho medo de um dia me "cair a ficha" (lá para quando tiver a tua idade, se lá chegar, claro) e começar a sofrer com esses "ses" que ficaram presos no passado.

Para já, estou tranquilo! :)

Beijinho*

AC disse...

Não deixo de arriscar e de viver a minha vida em função das minhas escolhas, claro que já aterrei de fuças muitas vezes, claro que já esperei ganhar e saí a perder, mas a vida é isso mesmo, uma coisa que eu nunca faço é deixar de fazer o que quero com medo de não resultar.

Beijinho enorme

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso