sexta-feira, 2 de março de 2012

Espelho...



" Se sou amado,
quanto mais amado
mais correspondo ao amor.

Se sou esquecido,
devo esquecer também,
Pois amor é feito espelho:
tem que ter reflexo."

Pablo Neruda


A escolha do verbo (dever) por parte de Neruda diz tudo. Ninguém questionará que é uma estupidez amarmos alguém que nem sequer se lembra de nós.

O ideal mesmo era existir numa das partes anatómicas do ser humano um botão "delete". Devia ser um "must". Não me ligas? Ok, ...delete. Desapareceste e não me disseste nada? Delete.

Mas entre o "dever ser" e o "ser" vai muita distância. Ou não?


4 comentários:

Conto de Fadas disse...

Pois vai uma enorme distância vai... enfim.

GATA disse...

Eu tenho esse 'botão', instalei-o quando me cansei de sempre dar e nunca receber.

desejo disse...

Vai. E é difícil de "deletar".

:)

só 1 mulher disse...

Mas não existe esse botão... e a tendência para "gostarmos" de quem não gosta de nós, por vezes é frequente...

1 beijinho

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso