sexta-feira, 29 de maio de 2009

Pensamento para o fim-de-semana




"O momento mais difícil não é na hora da perda,

E sim no dia seguinte,
Onde procuramos e não encontramos
e temos a certeza que nunca mais teremos!"



Como lidam vocês com a "perda"?




8 comentários:

mjf disse...

Olá!
Mal.. muito mal:=((
Quando a saudade aperta!!!!
;=(

Beijocas
Bom fim de semana

VCosta disse...

Cada "perda" tem o seu significado mas tudo passa...

Mimo Azul disse...

Perder algo ou alguém causa sempre um turbilhão de sentimentos... A falta que nos faz custa sempre muito mas o tempoos e os amigos atenuam essa dor :)

bjcaaaaaaaaaa

Djinn disse...

Depende do tipo de perda...se for alguém que desistiu de mim seja na amizade seja no amor, faço o luto em devido tempo, e sigo o meu caminho...o tempo tudo cura e nunca fui pessoa de perder tempo com quem não me quer, a vida é demasiado curta para ficar a carpir mágoas...para a frente é que é caminho...e mesmo q caia de novo..ergo-me novamente...

Eu Mesma! disse...

Depende muito do tipo de perda linda....

depende do momento em que estou....
depende do que a pessoa representa para mim.....

depende de tanta coisa... acho que não existe nenhuma regra nem um padrão....

a perda é como a saudade... quando bate bate forte....

:(

PAULO LONTRO disse...

No texto não está escrito que é uma pessoa que foi perdida, a perda está no abstracto, até se pode perder um sonho, ou não?
O que me faz focar não é a perda em si mesma mas, como diz o texto, a procura até ter a certeza que a perda é definitiva.
Depois... só nos resta a procura de uma alternativa ou deixar e aceitar a vida tal como ela é, com aquele vazio lá, para sempre…

Pétala disse...

Ficam no meu coração.

NI disse...

Se entendermos que a frase se refere a perder alguém, concordo com a mjf.

Assumo: lido muito mal com as perdas porque, até hoje, nunca consegui fazer o "luto" de qualquer uma delas. E, quando assim é, torna-se tudo bem mais complicado...

Beijos a todos

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso