quarta-feira, 27 de maio de 2009

O desafio de hoje....


Millôr Fernandes afirmou:

Viver é desenhar sem borracha.


Não tenho qualquer dúvida que a vida seria bem mais fácil se pudéssemos apagar com uma simples borracha as desilusões que vamos tendo ao longo da vida. Mas não só. Quantas vezes demos por nós a pensar "porque raio fiz isto", ou, "porque não fiquei calado(a)"?

O desafio de hoje é este: O que apagavam da vossa vida se pudessem? (Para além dos impostos e dos políticos, claro está...)

11 comentários:

VCosta disse...

Sei que pode parecer uma fuga à tua questão mas talvez não apagasse nada na minha vida...
Todas as experiências que poderemos ter de negativas são necessárias para a nossa personalidade!!!
Todos sonhamos com uma vida cor-de-rosa (e azul no final do campeonato-hehehe) mas damos mais valor à vida depois de superarmos as contrariedades que ela nos proporciona!!!
Be happy...

PAULO LONTRO disse...

Absolutamente nada!

O que aconteceu, já passou…
Os caminhos que escolhi foram sempre bem escolhidos porque era o que pensava e acreditava no momento da escolha. Pior seria escolher nenhum caminho e ficar parado à espera do futuro e das fadas madrinhas.

É o tempo que nos diz se/que as expectativas foram ou não atingidas mas a escolha já foi feita e temos que aprender com ela.

Na minha opinião seria uma perigosa estratégia apagar da nossa vida os eventos que não atingiram as nossas expectativas, sem eles não teríamos pontos de comparação nem a possibilidade de aprender com a experiencia.

NI disse...

VCosta e Paulo, como ambos responderam pelo mesmo "diapasão", e como já avisei o Paulo que iria fazer copy past, aqui fica:

Como todos sabem, o meu lema é "nunca chores por aquilo que fizeste mas por aquilo que poderias ter feito e deixaste de fazer".

Como tal, e porque as opções que fiz e faço na vida resultaram do meu querer e/ou do que penso ser melhor na altura em que opto, é óbvio que concordo com as vossas opiniões e sei que ambos têm razão.

Contudo,

Por vezes, a vida prega-nos partidas para as quais não contribuímos minimamente. Somos como que apanhados na "avalanche". Essas, gostava de poder apagar. Porque a única coisa que aprendi foi a descrença no ser humano. E, acreditem, preferia continuar na ignorância nesta matéria.

Mas tenho consciência que têm razão.

Beijo aos dois

Nota - reparei agora que o copy past foi parcial

Eu Mesma! disse...

Agora digo-te que apagava da minha vida o momento em que resolvi comprar uns chinelos com cunha na semana passada....

acabei de dar um mega tralho no jardim da empresa com a merda das sandálias e partiram-se todas!

NI disse...

Ahahahahahah, estás a ver como tenho razão Eu Mesma. Há coisas que sabia bem apagar com uma borracha.

Nota - Desculpa ter dado umas valentes gargalhadas mas não me contive :-)

Beijo

Eu Mesma! disse...

Ai Ni nem te passa!

Abobrinha disse...

Eu apagava os momentos em que chorei por coisas que não valiam a pena. Apagava outras coisas, mas essas ficam para mim.

E também já tive sapatos que gostaria de esquecer, agora que falas nisso. Como um par de botas lindo... que me fez um calo que me demorou anos a apagar. Entre outras histórias!

VCosta disse...

Seria demasiado fácil assim...
Acabariamos como um computador...
Quando estivessemos cansados, formatávamos e está a andar!

mjf disse...

Olá!
Sem duvida : O Pai do meu marido :=(
rhsrhs

Beijocas

NI disse...

Eu Mesma, não me passa, mas imagino...O importante é que não te tenhas magoado.

Abobrinha, concordo contigo. Só que tinha que pedir um empréstimo ao banco porque teria que comprar algumas toneladas de borracha...

VCosta, e de vez em quando não era bom sermos um simples computador?

mjf, agora que falas nisso, estou aqui a enumerar uma série de pessoas que me davam jeito que desaparecessem com uma simples apagadela, ahahahahahah

Beijos a todos

VCosta disse...

Faltava-nos muita coisa...
Passariamos a ser programáveis! ;)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso