segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Ser elegante é...



Paul Valéry escreveu:

"Elegância é a arte de não se fazer notar,
aliada ao cuidado subtil de se deixar distinguir."


Apesar de não discordar com este pensamento do Paul Valéry, confesso gostar mais de um texto que descobri nas minhas "viagens virtuais".

O autor é desconhecido mas deixo-vos um pequeno excerto:

"Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. 

É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.

É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada.

É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.

É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a subalternos.

Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.

É possível detectá-la em pessoas pontuais.

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete.

É elegante você fazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer...

É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.

É elegante retribuir carinho e solidariedade.

É elegante o silêncio, diante de uma rejeição....

É elegante a gentileza... atitudes gentis falam mais que mil imagens...

Olhar nos olhos ao conversar, é essencialmente elegante.

Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo... "

Deste modo, eu diria: Mais importante de se estar elegante (numa ocasião ou num local), é ser elegante por natureza e educação.

Mas esta é a minha opinião...


A música de hoje é uma forma de protesto quanto ao raio da constipação que não me larga há duas semanas...




8 comentários:

Rui da Bica disse...

Completamente de acordo, NI !
Quanta gente há que não consegue interpretar o conceito desse modo, confundindo-o completamente.

Não sei porquê, lembrei-me agora de um outro que também confunde muita gente : "Cultura".
Para quantos, a cultara se baseia no conhecimento e gosto pela música e dança clássicas e noutros conhecimentos altamente sofisticados !...
.

Eu Mesma! disse...

Para mim elegante é alguém que sabe estar seja qual seja a situação... independentemente do estatuto e da posição social e da própria situação...

apenas... sabe estar :)

Eu Mesma! disse...

mas gostei do texto :)

só 1 mulher disse...

Sem dúvida Ni!
E ensinar um adulto a ser uma pessoa?

1 beijinho

TM disse...

Concordo plenamente, porque um momento de elegância não é nada... sê-lo sempre é que conta... e muito...

Sadeek disse...

Ni...eu acho que isto corresponde ao ser-se "boa gente" em vez de "ser-se elegante".... ;)
BEIJOOOOOOOOOOOOO

NI disse...

A todos,

Hoje em dia começa-se a falar num aspecto que era menorizado até há pouco tempo atrás: a inteligência emocional.

O mesmo se passa relativamente à elegãncia. Penso que também aqui se deve alargar o sentido que a palavra determina.

De que vale estar elegante num evento ou no dia-a-dia se não se sabe ser elegante.

Entre o estar e o ser a diferença existe, quer queiramos ou não.

Beijos a todos

NI disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso