terça-feira, 23 de novembro de 2010

Entender...



"Suponho que entender-me não é uma questão de inteligência
 mas, isso sim, de sentir, de entrar em contato...
Ou toca, ou não toca."
Clarice Lispector
 
Hoje tive oportunidade de almoçar com aquela que é minha amiga há mais de 20 anos.
 
É daquelas pessoas que às 3 horas da manhã se mete dentro do carro e faz dezenas de quilómetros quando sabe que a amiga deu entrada no hospital.
 
É daquelas pessoas que chega junto de uma amiga e lhe diz umas boas verdades doa o que doer.
 
É daquelas pessoas que é capaz de estar numa tarde de sábado junto ao mar, encostada a uma amiga durante duas horas e onde o único som que se ouve é o bater suave das ondas na areia deslizante.
 
É daquelas pessoas que não se aproveita das fraquezas dos outros mas ajuda a transformar as fraquezas em forças.
 
Será uma das três pessoas que me conhece bem. Pertence àquele número restrito de pessoas que lê nos meus olhos. Que consegue entender e partilhar os meus silêncios.


Apesar de trabalharmos na mesma empresa, os nossos locais de trabalho são distantes pelo que praticamente só nos vimos quando ela tem alguma reunião na "casa-mãe" ou quando nos encontrámos num fim-de-semana. 

Curioso foi o diálogo que se iniciou já no final do almoço, quando ela se virou para mim e disse:
 
-  "Ni, és impossível. Conheço-te há mais de vinte anos. Estive todo o almoço a olhar para ti para saber o que se passa e ainda não consegui descobrir. Apenas sei que precisas de falar porque os teus olhos não brilham. Mas essa tua característica de conseguires ir para um mundo só teu, onde ninguém te descobre, é absolutamente irritante. Não existe ninguém que te consiga conhecer. A tua sorte é que te adoro".  
 
Respondi com um sorriso.
 
Sei que sou assim. Mas, o que eu não lhe disse é que para ela saber essa minha característica, entende-me muito bem...



 

10 comentários:

Rui da Bica disse...

É por isso que ter um ou dois Amigos/as é uma felicidade muito grande !

NI disse...

Rui, uma felicidade enorme.

Tenho uma sorte imensa.

Não consigo entender quem desvaloriza a amizade.

só 1 mulher disse...

Que bonita amizade, Ni

Eu Mesma! disse...

Ni...
termos alguem assim na nossa vida é a nossa maior riqueza :)

TM disse...

É tão bom ter amigos assim.... uma dávida.... :)

PS: E que tal deitar cá para fora?

NI disse...

só uma mulher, é verdade. Apesar de sermos bastante diferentes de alguma forma completámo-nos. Ela é muito racional e ponderada. Eu sou mais emotiva e impulsiva. Mas ela é linda...

Eu Mesma, é o que eu penso e apenas lamento não ter dado a atenção que ela merece neste último ano. E foi a única pessoa que se preocupou em almoçar comigo no dia dos meus anos.

TM, bastante perspicaz :) Talvez por ter aprendido desde muito nova a gerir sozinha sentimentos, afectos e dúvidas. Pertenço àquele grupo de pessoas que ouve atentamente o problema dos outros. Mas não fala dos dela :)))

Beijos a todas só para nós.

Abobrinha disse...

Estou a ser repetitiva, mas uma amiga dessas é um tesouro.

NI disse...

Abobrinha, não tenho qualquer dúvida.

Djinn disse...

Sem dúvida, e mais vale poucos ou mesmo muito poucos...mas verdadeiramente bons :)

Sadeek disse...

Acho que essa era a pessoa ideal para falares Ni. Faz bem, sabes? ;)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso