segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Amo-te...


É uma palavra pequena e fácil de dizer, não é?


A / mo / te. Assim. Tal como aprendemos na primária a juntar as letras.


É tão fácil pronunciar esta palavra com 2/3 anos...


Porque razão à medida que vamos percorrendo o caminho da vida se vai tornando tão difícil pronunciá-la? Porque razão o ser humano se torna um ser complicado a gerir afectos à medida que vai crescendo.


Uns são infelizes se não a ouvirem constantemente.


Outros consideram-na vulgar e sem significado quando repetida vezes sem conta.


Outros, ainda, gostariam de ouvir nem que fosse uma vez. Desde que dita com sentimento.


Outros são demasiado egoístas para assumir que gostam de outra pessoa para além deles próprios.

E há aqueles que acham que os actos são mais importantes que as palavras.

Isto, para não falar naqueles que dizem "amo-te" no silêncio de um simples olhar.


E vocês? Como pronunciam e vivem a palavra amo-te? Têm medo de a pronunciar? Esperam que alguém vos diga para repetirem "eu também"?



24 comentários:

Rui da Bica disse...

Com muita lógica, Ni.
Apetece-me dizer, apenas:

"Os pinguins só estão cá, até Sábado" !

(aqui, aplica-se perfeitamente)
.

só uma mulher disse...

NI,

Quando amo, digo-o sem esperar nada em troca.. digo-o e sinto-o com cada poro da minha pele, entrego-me de corpo e alma.. é sentir o outro como se fosse eu.. entendê-lo... deixar-lhe uma mensagem doce na carteira.. é carregá-lo no peito o dia inteiro, até chegar o fim do dia e estarmos finalmente juntos..

1 beijo

Chocolate disse...

eu hj disse e recebi de volta, nunca o espero... outros dias é o contrário... recebo e digo de volta

às vezes recebo-o nos ouvidos e não digo de volta...às vezes é o contrário digo-o e não o recebo...

mas acho que o importante de tudo são os gestos de Amor diários ainda assim é bom de dizer e de se ouvir

bjs

Pinkk Candy disse...

eu digo AMO-TE sem problemas, e gosto de ouvir também =)
agora com o meu baby, digo tantas, mas tantas vezes que o amo, e é tão bom :)
digo ao meu namorado, aos meus pais, e como já disse ao meu baby, digo e sinto, claro! =D
e tu?

xoxo

Miguel disse...

A maior parte das pessoas nem sabe o que isso é... Pensam que sabem, o que, eventualmente, já será qualquer coisa...

Vou ter de voltar a este assunto...

Eu Mesma! disse...

muito dificil de dizer Ni...
muito dificil mesmo....

NI disse...

A todos:

Estou a gostar dos comentários :)

Porque me questionaram por mail quanto a este tema, aqui ficam as minhas respostas:

1. Em termos de relações amorosas nunca ninguém me disse que me amava. Apenas "eu também". Ora, isto quer dizer que já disse "amo-te". Não disse por dizer. Disse porque sentia.

2. Já disse amo-te com o olhar.

3. Gostava que me dissessem nem que fosse uma única vez. Não como resposta mas por iniciativa própria e porque sentiam.Mas não sei como reagiria quando ouvisse essa palavra pela primeira vez. O mais natural é que desatasse numa choradeira, ahahahahahahah




Beijos a todos

Gosto... disse...

Eu digo-o muitas vezes. A muita gente. Aqueles que eu amo de verdade. Só para que conste, há vários tipos de "amor"! Eu não sou sou o Tiger Woods, sim? :D

BEIJOOOOOOOOOOOO

VCosta disse...

Adoro-te é o que costumo dizer...
Amar é possível mas já perdi demasiado por aí...
Já sofri, chorei, já amei... hoje simplesmente adoro!!!
Se há momentos que consigo amar?!
Sim, há... mas a vida ensinou-me a não querer isso a 100% nem lutar para sentir isso em todos os momentos da relação...
Por algum motivo o amor e o ódio estão tão próximos...
Se nunca to disseram foi simplesmente porque nunca o sentiram realmente ou não sentiram a necessidade de to dizer...
Dizer AMO-TE com o olhar é das melhores coisas que existe...
As palavras por vezes são trabalhadas, o olhar é sincero...

Hoje estou um lamechas de primeira... dass!!!

só uma mulher disse...

Já me disseram AMO-TE, mas sinceramente e pensando na realidade dos factos, foi mais um Gosto de Ti, mascarado.
Dizer AMO-Te com o olhar é de uma sinceridade que chega a arrepiar!
Obviamente que gostava de ouvi-lo de novo... mas com todo o seu sentido.. caso contrário não vale a pena..

1 beijo

Tentativas Poemáticas disse...

Hendrick e Hendrick encontraram na sua pesquisa os seguintes dados: Os homens tendem a ser mais lúdicos e maníacos, enquanto as mulheres tendem a ser estéricas e pragmáticas. Relacionamentos baseados em amor de estilos semelhantes tendem a durar mais tempo. Em 2007, pesquisadores da Universidade de Pavia, liderados pelo Dr. Enzo Emanuele, forneceram provas da existência de uma base genética para variações individuais como na verificada na Teoria dos Estilos Amorosos de Lee. O Eros relaciona-se com a dopamina no sistema nervoso; e Mania à serotonina no sistema nervoso.

Amor, paixão, e loucura
Estudos têm demonstrado que o escaneamento dos cérebros dos indivíduos apaixonados exibe uma semelhança com as pessoas portadoras de uma doença mental. O amor cria uma atividade na mesma área do cérebro que a fome, a sede, e drogas pesadas, criando atividade Polimerase. Novos amores, portanto, poderiam ser mais emocionais do que físicos. Ao longo do tempo, essa reação ao amor muda, e diferentes áreas do cérebro são ativadas, principalmente naqueles amores que envolvem compromissos de longo prazo. O Dr. Andrew Newberg, um neurocientista, sugere que esta reação de modificação do amor é tão semelhante ao do vício às drogas, porque sem amor a humanidade morreria.

E esta, hein?

Abraço, NI

Djinn disse...

Amar...pois amar é algo difícil, mas já o disse um dia sei que amo alguém quando estando plenamente consciente dos defeitos e vicissitudes de alguém ainda assim, a quero ao meu lado e amá-la nessas imperfeições que somos cada um de nós..

Djinn disse...

Logo sou perfeitamente capaz de dizer amo-te em plena consciência do que isso significa :)

NI disse...

Sadeek, claro que não és. És um deus grego:)

VCosta, deixaste-me um pouco confundida. Não amas mas adoras. Quererás dizer que sentes apenas um sentimento fugaz? Pensando que mais tarde ou mais cedo terá o seu fim? Não será apenas paixão? Mas cocordo com o que dizes do olhar.

Só uma mulher, subscrevo o que disseste. :)

António, hoje está inspirado :)

Beijos a todos

NI disse...

Djinn, ora nem mais.

Mas para algumas pessoas é difícil assumir isso. So gostava de saber porquê...

:)

Beijo enorme

Djinn disse...

Talvez porque para amarmos as imperfeições dos outros tenhamos que ser capazes de amarmos as nossas...e isso é muito difícil!

NI disse...

É possível.

VCosta disse...

Não sei como te explicar ao certo!
Acho que amar verdadeiramente não consigo... Gosto da pessoa com quem estou neste momento mas que estou pronto para o que der e vier, isso estou!
"Tudo tem um preço, tudo tem um fim..."

NI disse...

Mas assim vives sempre no fio da navalha...

Rui da Bica disse...

Gostava que visses este post que te dediquei no "Coisasdafonte" sobre os pinguins:

http://coisas-da-fonte.blogspot.com/2010/02/os-pinguins-so-estao-ca-ate-sabado.html?showComment=1265197718392_AIe9_BHUjN3h2twu66A3gt-YtrFBvm6G7_3d8TYkBWZiAo_p_T5OSfDmFgyaT-VWLTNvyrIUTtqDXyAtBDIEqLZzVYSfehoPhecbS30QPcZxYe6cAaTFn7ZIGr8K4V_z-3PgNmnKz71aiADS5IgkN_bnVqZP29T7YVfTxgKji5NoZTl73Y2C9u1wv2u__E8mSwBYSyBs7rb8nLstqeoNoDT6GnPW_fHPjDKsTdXWVnDHeRLFMyHBqAA#c2914861846239946510
.

VCosta disse...

Sim, talvez... embora não pretenda acabar com a relação, mas ainda há diversas coisas com o quais não estou conformado!
Basicamente o que queria dizer é que não procuro um grande amor na vida mas sim uma relação séria e com respeito com alguém que goste minimamente de estar comigo!
Apartir daí... é bónus!

NI disse...

Rui, já vi e deixei comentário :)

VCosta, e alguém acredita no "grande amor da nossa vida". Isso está bem como argumento de filmes ou ideias para best sellers :)

Miguel disse...

Eu acredito Ni!!!

Não é fácil de encontrar... Bem depois logo falo sobre isto tudo!
Mas não resisti...

A verificação de palavras é uma coisa irritante!!! Não dá para desligar essa coisa?

NI disse...

Enquanto o chinês andar a rondar esta sala de estar...nem pensar :)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso