quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Eis uma das minhas armas preferidas...





Por mais violento que seja o argumento contrário,

por mais bem formulado,

eu tenho sempre uma resposta que fecha a boca de qualquer um:

«Vocês têm toda a razão».
Millôr Fernandes


Ou, como diria o meu amigo, "aprendi que prefiro ser feliz a ter razão"!


Mas que às vezes me apetece partir tudo à minha volta, lá isso é verdade...



16 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

Há opções! Há que as tomar como quem toma uma bebida!

Eu Mesma! disse...

de facto...
tens toda a razão mesmo!

NI disse...

rouxinol, claro que há. Dependendo da situação. :)

Eu Mesma, mas ter razão muitas vezes não chega para ser feliz, ahahahahaha

Bjs

Djinn disse...

Oh Ni admiro essa tua faceta...não consigo ser assim tão tão como tu..
Mas vou tentando... :)

NI disse...

Djinn, muitas vezes também não consigo. Mas sempre que posso...é um "ver se te avias"...

:)

Djinn disse...

ahahaha :P acho q vou aprender contigo ;)

NI disse...

É muito fácil minha querida. Colocas aquele ar de desprezo que só nós sabemos e dizes: "Peço desculpa, tens toda a razão". Terminas com um riso falso. E dás a conversa por finalizada. A pessoa do outro lado fica fula, ahahahahahahah

Djinn disse...

Ahhh aquele ar que não faço ideia porquê já me disseram ser «altivo» e o olhar gelado :P:P:P

ahhhhhhhhhh assim já percebi!

NI disse...

Esse. Estás a ver como é fácil, ahahahahaha

Paulo Lontro disse...

Pois eu "aprendi que prefiro ser feliz E ter razão"!

:)

NI disse...

Paulo, e consegues ter as duas coisas?

:)

Paulo Lontro disse...

Às vezes sim, às vezes não.
Às vezes acredito que sim, e não, outras vezes acredita que não, e sim.
Se tiver as duas é melhor do que ter uma, ou não...
Tento ter as duas...
Porque não?
É melhor sim!
:)

NI disse...

Ahahahahahah

Pois...

Mas isso não é o que todos nós tentámos fazer?

Paulo Lontro disse...

Sim NI !

Uns “querem”
outros “tentam”,
outros “desejam”, outros “gostavam” e há ainda outros que “FAZEM” para que assim seja.

Porquê apenas tentar se se pode mesmo TER as duas coisas?

:)

NI disse...

Isso é muito bonito de dizer. O problema é quando se faz para que assim seja e, mesmo assim, não se consegue ter as duas coisas.

Eu não fico pelas tentativas. Eu faço. Mas, daí a conseguir...

:)

Paulo Lontro disse...

NI, tudo que é bonito de dizer, também é bonito de fazer.

Repara na frase, “O problema é quando se faz para que assim seja e, mesmo assim, não se consegue ter as duas coisas.”, Achas que isto é um problema?

Eu não acho, não vejo problema, vejo que na vida às vezes tenta-se e não se consegue e outras vezes tenta-se e consegue-se, isto não é um problema, é o normal.

Algumas pessoas, tu não porque és uma mulher de acção, nem tentam e limitam-se a mentalmente quererem ou desejarem mas no momento de actuarem…. “o problema é que…” e “logo nem vou fazer, afinal…” … estás a ver o poder da linguagem não verbal NI, as limitações para a acção da linguagem interna ?

Quando digo que FAÇO por ter razão e ao mesmo tempo ser feliz, estou a aumentar as possibilidades disponíveis de realmente ter as duas coisas, ora isso não é, de facto, uma garantia de as vir a ter mas é tornar os meus recursos mais disponíveis para que assim venha a ser.

Esta é a diferença entre aquilo que chamam ser optimista e pessimista.

Henry Ford disse:

“Quer acredites, quer não acredites, provavelmente tens razão”!

Está nas tuas mãos decidir acreditar ou não naquilo que mais te convem, certo?

:)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso