quarta-feira, 16 de julho de 2008


Este ano não tem sido fácil (e ainda só vamos a meio).

Para além do cansaço natural resultante de um trabalho que me ocupa uma média de 12/14 horas diárias, este ano tem sido pródigo em desafios e obstáculos constantes.

Da ansiedade de saber o veredicto de uma biopsia, passando por decisões profissionais que alteram 20 anos de carreira e conflitos existenciais, tudo tenho tido que enfrentar. Carga pesada para seis meses.

Confesso que ontem, por algo insignificante é certo, pensei seriamente em terminar com o blogue. Como diria o anúncio esteve na distância de um "clic".

Quando, emocionalmente, o ser humano se encontra fragilizado mesmo a emoção mais insignificante é exponencialmente valorizada.

Prestes a concretizar a decisão que já se estava a formar, dei por mim a percorrer alguns comentários que neste e noutros blogues alguns dos meus amigos trocaram comigo.

Tive que parar para reflectir.

Cheguei à conclusão que só aguentei estes seis meses muito por "culpa" daqueles amigos.

Cheguei à conclusão que, de facto, “o melhor da vida é quando encontramos pessoas que saibam fazer de pequenos instantes grandes momentos.”

Eu tive grandes momentos à vossa custa.

Obrigado



When You Kiss Me - Shania Twain

12 comentários:

Victor Cardoso disse...

Oh pá!...afinal vou continuar a ter concorrência....
Já pensaste que se te fosses embora, eu não teria ninguém em quem malhar?
Já te questionaste o que me poderia acontecer sem este blog?
Lembras-te que eu estou debilitado?
Achas que iria aguentar mais este trauma?
Exigo, pelo menos, um pedido de desculpas.
E quando te passar outra vez esta ideia pela cabeça, pensa nos blogs pobrezinhos, coitadinhos, cheios de fome, e sem assunto, esses sim com razões para por termo à vida...e mesmo assim continuam.

Djinn disse...

Este ano parece não ser fácil para ninguém...
Se não fossem os blogs não teria tido o prazer de te conhecer pessoalmente...e que enorme mais-valia foi na minha vida...

kitty disse...

Espero que tudo corra pelo melhor! E a música da Shania que acompanha o post é maravilhosa. Boa escolha. Bjs

Sadeek disse...

Ai......Ni......pelo Amor de Deus...tu não faças isso...tu és mulher do "nuorte"...tens um espirito enorme e se há gente em que eu iria confiar para estar ao lado durante uma tempestade eras tu mesmo....

Pensa positivo...e que pior não há-de ficar e como tal só pode melhorar...

BEIJOOOOOOOOOOOO ENORMEEEEEEEEEEE

José disse...

Não sei se interessa muito (espero bem que sim!), mas este é único blog que visito regularmente desde que me deixei destas coisas :-)

Vai daí, aguenta-te ok?

ex-Solo

NI disse...

Victor, vai ler o meu comentário no post anterior. :-)

Djinn, igualmente e tu sabes. :-)

Kitty, espero que sim. Partilho da tua opinião sobre a música.

Sadeek, nem me queiras ver a enfrentar uma tempestade, eheheheheh

José, eu sei. Não foi por acaso que coloquei o teu texto. Obrigado.

Beijos

O pensador disse...

Bem...eu ia dizer-te algo extremamente pedagógico mas quis o destino que seguisses o teu conselho e fosse ler o teu comentário no post anterior...

Ai! não era para mim??

:-)

(Ps: Nina, fico muito feliz que tenhas decidido continuar com a gente.Fazes falta.)

NI disse...

Faço?

:-)

O pensador disse...

Claro que fazes! Ainda tens dúvidas?

:-)

kitty disse...

Eu venho dizer que também que fazes muita falta!

NI disse...

Pensador, vindo de ti? Sempre suspeitando :-)

Kitty, obrigado.


Beijos

mtheman disse...

"eu tive grandes momentos à vossa custa"

e ainda vais ter muitos mais :P

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso