terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Could you be loved...



Esta manhã, enquanto fazia diversas tentativas para pegar na chávena do café sem a deixar cair devido aos dedos enregelados, duas "trintonas" que se encontravam ao meu lado no balcão, tinham este diálogo:

- "Não estás mesmo a ver...ontem conheci um pedaço de homem que nem queiras saber!"

- "Como é que ele é"?

- "Lindo de morrer. Alto, olhos e cabelos pretos...achas que é amor"?

A chávena não caiu mas acabei por me engasgar com o café.

Oh minha querida, como é que podes ter esse tipo de dúvidas? Afinal só conheceste um pedaço, certo?

Devo estar a ficar velha...


6 comentários:

Eu Mesma! disse...

Não....
era mesmo do frio :)

Francisco o Pensador disse...

Desde sempre se ouviu dizer que as mulheres são incapazes de praticarem sexo sem amor.
E o amor tem que começar por algum lado, não?
Nos homens começa geralmente pelo rabo ou pelo peito, mas com as mulheres a coisa fica um pouco mais complexa de avaliar.
No caso desta mulher começou pela cor dos olhos, do cabelo, e pelo tamanho do sujeito...

Os homens chamam-lhe interesse fisico, as mulheres chamam-lhe amor...fazer o quê?

:)

NI disse...

Eu Mesma, no 5º piso? :)

Francisco, fazer o quê? Pensar um pouco, talvez. É que as mulheres também conseguem separar a interesse físico do amor. O que a generalidade das mulheres não consegue (mas existem sempre excepções à regra) é ter sexo sem que exista algum envolvimento emocional. Mas esse envolvimento emocional não significa, necessáriamente, amor. :)

Miguel disse...

Não percebo a tua admiração...

NI disse...

Miguel, não é admiração. É uma dificuldade que tenho de entender determinadas situações como, por exemplo, uma pessoa adulta utilizar o termo "amor" de forma tão leviana.

Miguel disse...

Pois eu já me habituei... Lá chegarás...

;)

É a vida!

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso