quinta-feira, 30 de setembro de 2010

"O Rei e Eu"...

Nota Prévia:

Escrevi um post sobre o tema que está na ordem do dia: "crise".
Contudo, decidi não publicar porque não me apetece ir perder tempo ao Tribunal para tentar provar que o conteúdo de tal post não configurava qualquer ilicito penal.
Em sua substituição, deixo-vos com um texto que recebi via e-mail.



"Contribuinte - Gostava de comprar um carro.

Estado - Muito bem. Faça o favor de escolher.

Contribuinte - Já escolhi tenho que pagar alguma coisa?

Estado - Sim. De acordo com o valor do carro (IVA)

Contribuinte - Ah. Só isso.

Estado - e uma "coisinha" para o por a circular (selo)

Contribuinte - Ah!

Estado - e mais uma coisinha na gasolina necessária para que o carro efectivamente circule (ISP)

Contribuinte - mas sem gasolina eu não circulo.

Estado - Eu sei.

Contribuinte - mas eu já pago para circular.

Estado - claro.

Contribuinte - então vai cobrar-me pelo valor da gasolina?

Estado - também. Mas isso é o IVA. O ISP é outra coisa diferente.

Contribuinte - diferente?

Estado - muito. o ISP é porque a gasolina existe.

Contribuinte - porque existe?

Estado - há muitos milhões de anos os dinossauros e o carvão fizeram petroleo. E você paga.

Contribuinte - só isso?

Estado - Só. Mas não julgue que pode deixar o carro assim como quer.

Contribuinte - como assim?

Estado - Tem que pagar para o estacionar.

Contribuinte - para o estacionar?

Estado - Exacto.

Contribuinte - Portanto pago para andar e pago para estar parado?

Estado - Não. Se quiser mesmo andar com o carro precisa de pagar seguro.

Contribuinte - Então pago para circular, pago para conseguir circular e pago por estar parado.

Estado - Sim. Nós não estamos aqui para enganar ninguém. O carro é novo?

Contribuinte - Novo?

Estado - é que se não for novo tem que pagar para vermos se ele está em condições de andar por aí.

Contribuinte - Pago para você ver se pode cobrar?

Estado - Claro. Acha que isso é de borla? Só há mais uma coisinha...

Contribuinte - Mais uma coisinha?

Estado - Para circular em auto-estradas

Contribuinte - mas eu já pago imposto de circulação.

Estado - mas esta é uma circulação diferente.

Contribuinte - Diferente?

Estado - Sim. Muito diferente. É só para quem quiser.

Contribuinte - Só mais isso?

Estado - Sim. Só mais isso.

Contribuinte - E acabou?

Estado - Sim. Depois de pagar os 25 euros acabou.

Contribuinte - Quais 25 euros?

Estado - Os 25 euros que custa pagar para andar nas auto-estradas.

Contribuinte - Mas não disse que as auto-estradas eram só para quem quisesse?

Estado - Sim. Mas todos pagam os 25 euros.

Contribuinte - Quais 25 euros?

Estado - Os 25 euros é quanto custa.

Contribuinte - custa o quê?

Estado - Pagar.

Contribuinte - custa pagar?

Estado - sim. Pagar custa 25 euros.

Contribuinte - Pagar custa 25 euros?

Estado - Sim. Paga 25 euros para pagar.

Contribuinte - Mas eu não vou circular nas auto-estradas.

Estado - Imagine que um dia quer...tem que pagar

Contribuinte - tenho que pagar para pagar porque um dia posso querer?
Estado - Exactamente. Você paga para pagar o que um dia pode querer.

Contribuinte - E se eu não quiser?

Estado - Paga multa."

Rodrigo Moita de Deus
 
 

9 comentários:

Miguel disse...

Ohhhh!

Eu queria o post sobre a crise!

NI disse...

Miguel, acredito que sim.
:)

Miguel disse...

E?

Vais fazer-me a vontade?
Vais?

NI disse...

O post que escrevi? Não creio. :)

Contudo, se conseguir reformular o que escrevi publicarei.

Miguel disse...

Ora, NI, que podes tu dizer que não possa ser reformulado para nós lermos? Vá, toca a fazer esse trabalho de casa...

;)

(a não ser que seja sobre o Pinto da Costa... compreendo que haja amor às pernas e aos braços...)

TM disse...

A este ritmo eu ainda reconsidero a bicicleta.... chato chato é precisar de fazer cerca de 100 kms por dia.... :S

Francisco o Pensador disse...

Bem...após ler tudo isto, só me ocorre perguntar uma coisa.
- Quanto custa mandar fazer e instalar uma matricula falsa no meu carro?

:(

NI disse...

Francisco, vais a um sucateiro qualquer e compras uma por tuta e meia...

NI disse...

TM, eu pensei vir de patins. Podia ser que desse com a "fuça" na parede e fosse para casa de baixa. Quase de certeza que ganhava mais estando em casa sem fazer nenhum.

:)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso