domingo, 1 de outubro de 2017

Passatempo "A Melhor Frase de Amor é..." - Frase n.º 12


E eis a frase n.º 12.  Acham que com esta o vosso trabalho fica facilitado? Como diria a minha avó "tira o cavalinho da chuva"!
 
A próxima frase é da autora do blogue "Picosderoseirabrava". Eis a frase n.º 12:
 
 
Como se não bastasse ter a sorte de receber frases de uma qualidade ímpar, ainda sou brindada com algumas das minhas músicas preferidas. Esta é uma das minhas Top 20. Uma das que não devo ouvir...Sabem aquelas atitudes que tomámos quando estamos perdidamente apaixonados? Pois...
 
 

7 comentários:

Manu disse...

Uma bela frase que como sempre retrata belas emoções e sentimentos.
Sou fã incondicional desta música, uma boa escolha!

Beijinhos Graça

Francisco o Pensador disse...

Credo Nina, quem imaginaria que este passatempo ia atingir este patamar? Pela qualidade que vejo aqui revelada isto já devia merecer as honras de figurar nos noticiários da Tv. Enfim...acho que é melhor fechar o concurso porque ele já ficou complicado que chegue.

Parabéns à autora da frase. Gostei muito. :)

AFRODITE disse...

Francisco,
Fechar o concurso!?
Mas ainda falta a minha... :(
(amuei!)

Graça,
Ainda ontem pensei em ti... que seria uma pena não participares!
Mas afinal não faltaste à chamada!
Obrigada "minha louca" amiga!

Ni,
Estou curiosa para ver se ainda há mais surpresas
Beijinhos ansiosos
(^^)

NI disse...

Afrodite, cá para mim queres que a tua frase leve o n.º 13, ahahahahah

Beijinhos

Janita disse...

Graça, podes não acreditar, mas ainda que este pensamento/frase estivesse sem nome, eu saberia que era teu!! :))
É a tua 'cara'!!

Parabéns! Tens marca registada! :)

Beijinhos!

AFRODITE disse...

Concordo com a Janita! :)

Rui disse...

:))... Olha que bom, ver a Gracinha por aqui em Passatempos ! :)
Se bem que Passatempos não seja a mesma coisa que Desafios, sempre bastante trabalhosos ! :))
E lá está. Cada vez mais complicado escolher !

beijos Graça e Ni :)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso