quinta-feira, 15 de setembro de 2011

5 depois...eis que a verdade é revelada!!!



Quem ler os post's dos meninos e das meninas que estiveram no jantar "blogueiro", fica com a nítida impressão que correu tudo muito bem e que foi tudo um mar de rosas e hortelã pimenta.

Falso!!! Totalmente falso!!!

Em primeiro lugar: os meninos, que como habitualmente apresentam sérias lacunas em termos de orientação, perderam-se (honrosa excepção para o Puzz), e foram os últimos a chegar.

Em segundo lugar: o jantar foi nas "caves da Cerveja", certo? Estavam dez "almas" sentadas a uma mesa, certo? Quantos beberam cerveja? 3. Mas esta juventude só sabe beber coca-cola? (Ao menos a Petra lá bebeu uma sangria - sendo certo que não ofereceu a ninguém).

Em terceiro lugar: o empregado que nos calhou na rifa: ora esquecia-se de me repor as reservas de cafeína, ora virava as bebidas por cima de alguém (o Pestinha era o alvo preferido).

Em quarto lugar: a existência de uma ameaça latente. Sim, estava aqui a "je" descansadinha e envolvida em conversas e, de quando em vez, lá ouvia a Petra a dizer: "para a próxima trago a minha catana". Fosga-se...

E assim foi o meu terceiro jantar "blogueiro". Uma noite inesquecível...e para repetir. Obrigado a todos pelos bons momentos.

A música de hoje é retirada do "baú das memórias". Estou numa de romantismo bacoco. É do álbum "Discovery", oferecido pelo meu primeiro amor no dia em que fiz 14 anos. Façam as contas...


16 comentários:

Bloguótico disse...

Claramente, faltei lá eu: não ouvi uma única palavra sobre sumol de ananás!!! LOOL

Confesso que tinha "planeado" fazer algo nesse dia... nesse mesmo local e hora... mas, lamentavelmente, uma coincidência de eventos não permitiu!! Quem sabe, um dia pomos em prática o que, desta vez, não foi possível fazer! :p

Aparentemente, o serão valeu a pena... estranho seria o contrário! :p

NI disse...

Bloguótico, claramente. E com bastante pena minha. Podia ser que o empregado te tomasse como alvo, ahahahahah

Nota - Espero que para a próxima estejas presente.

Petra disse...

Oh Ni.... mas vocês podiam ter bebido sangria! a Mónica também bebeu.... borrachonas nós ãh.... A catana era para o Pestinha Ni... e para a próxima não fala!!! Levo-a e vai ser aterrador, horrível.... beijo

NI disse...

Petra, se houvesse uma banheira perto até era capaz de beber. Eu e as misturas somos incompatíveis. A catana era para o Pestinha mas eu estava à frente dele e levava com os "restos", ahahahaha

Beijo

Petra disse...

hahhah tu e as banheiras..... lool... levar com os restos do Pestinha???? pera... vou ali vomitar e já volto.... que nojoooooooho.

Confuskos disse...

Protesto, declino as acusações feitas e sinto-me no direito de responder.

Desta feita e por pontos:
1.Não foi um mar de rosas hortelã e pimenta, claro, foi um Rio de rosas hortelã e pimenta;
2.Embora confirme as lacunas ao nível da orientação, ainda está para vir a primeira mulher/miúda/gaja a apontar-me o dedo ao nível da pontualidade. Devo elucidar Vossa Excelência que cheguei com 20 minutos de antecedência, contactando de imediato o meu contacto (S*) sendo de imediato informado da sua situação de chegada e tendo eu aproveitado a claridade própria do chamado "lusco-fusco" para tirar umas fotos à linda cidade do Porto! ;)

Diria mesmo mais, cometendo uma inconfidência, quando se formou o “bando das sete” (teoricamente as pessoas que chegaram a horas) há muito que estava a ser controlado visualmente pela minha pessoa, se a atenção fosse, outra teriam reparado na alminha que se encontrava no cimo do passadiço voltado pró Douro há alguns minutos… ;) gosto de avaliar as situações com a calma que puder dispensar!! (ou isso ou estava super nervoso e a acalmar-me… mas isso são as más línguas que dizem!! Eh eh eh!!)

Beijinho *

PS.: devo dizer que nunca vou esquecer as palavras que a NI exclamou, como que sussurrou, quando a S* vos disse quem eu era: “Este ultimamente anda a meter-se comigo!” ah ah ah! Muito bom!

NI disse...

Petra - eu nem consigo visualizar.

Confuskos, e, pelos vistos, continuas...

Em 1º lugar, prefiro o Vossa Excelência ao "dona" (nome artístico adoptado pelos meus formandos).

Em 2º lugar, eu não disse em lado nenhum que V. Excelência, mera cortesia), tinha o direito do contraditório. Sou a mais velha, falei, está falado.

Em 3º lugar, apesar de tudo foste pontual.

:)

Bjs

Cristina disse...

Ahhhhhh... jantares blogueiros... que saudades!! :))

E quando mete bares com "música ambiente", a coisa corre sempre bem.

A Minha Essência disse...

Quando eu organizar um cá em baixo, vais? ;)

NI disse...

Cristina, quando mete bares com "música ambiente" (versão Cristina), até dá para alguém queimar o cabelo nas velas. E, acredita, não tens mais saudades do que eu. O "grupo" tem que se juntar.

Essência, se estiver livre no dia podes contar comigo. Quem apanha 3 comboios diferentes e demora 4 horas e meia numa viagem para ir a um jantar blogueiro, apanha o Alfa até à Gare do Oriente.

:)

Bjs

S* disse...

ahahah Ainda bem que fiquei quieta no meu canto.

O Pestinha todo patacado foi lindo de se ver.

A Minha Essência disse...

Oh! Vou cobrar! ;)

Cristina disse...

Meninos comentadores do blogue da Nizinha... isto é para todos vós:
a primeira vez que houve uma janta blogueira fui eu que organizei.

Como ninguém se decidia, pus mãos à obra e foi toda a gente de reboque para Leiria. Não éramos muitos, mas de qualquer forma, deu para os gastos...

A Ni, vinda do reino de Bué, Bué Longe (quem viu o Shreck, sabe do que falo), foi a 1.ª a chegar - além de mim que jogava em casa...

As peripécias também foram algumas. Começando pelo facto do dono do restaurante ter-se "esquecido" que havia um casamento de emigrantes na cortina ao lado, passando por um bar com "música ambiente" capaz de colocar a velha Kadock a um canto... que nostalgia!! :))

NI disse...

S*, como diria alguém: antes ele que nós. :)

Essência, ainda tenho que te pagar? Fosga-se... :)

Cristina, vê-se logo que és minha filha virtual. Então eu é que vim de longe? Moravas numa terreola em que precisei de ´mudar 3 vezes de comboio para lá chegar. Uma terreola em que os nubentes masculinos se vestem de branco e de lantejolas (já nem consigo visualizar os sapatinhos brancos do dito cujo). Uma terreola onde os convidados do casamento vêm para a rua de "mini" na mão a lançar "bocas" às meninas. Uma terreola onde o "cantor", (ou seria uma cana rachada), contratado pelos nubentes canta em brasileiro Quim Barreiros e Emanuel. Uma terreola onde o conceito de "pub" é colocar música tecno (ou "panado com pão" como carinhosamente a designo), com os décibeis maiores do que os jactos a sobrevoar a base aérea que lá existe. E eu é que venho de longe...

Certo...

:)

Beijo

A* disse...

Agora fizeste-me rir pá! :)

NI disse...

A*, só agora? Bolas...estou a perder qualidades.

:)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso