quinta-feira, 16 de abril de 2009

A Escolha da Abobrinha...

Entre as sugestões apresentadas, vamos começar pela escolha da Abobrinha.



Vamos escrever juntos a história da nossa vida. Ou a vida dos outros que é capaz de ser mais interessante.



Pelos vistos tenho que começar com uma frase e depois vocês desunham-se...



Ora aqui vai a primeira frase:



A noite ia caindo. Ele sabia que não ia conseguir chegar a tempo. Apressa-se...




21 comentários:

Requiem disse...

...mas não encontra a camisa cor de rosa que sabia que o namorado gostava tanto...

(tunga...já abandalhou)

Eu mesma! disse...

....
veste o seu melhor fato e arranca a alta velocidade em cima da sua acelera....

e voa voa voa....
e ao cruzar o Rio Tejo... tem um encontro imediato com um camião!!!!!

Agora... alguém que continue :)

VCosta disse...

Polícia, bombeiros e INEM aparecem!!!
Mal ela sabia que seria o dia da vida dele... não o último, mas o primeiro de uma bela história!

Storyteller disse...

Ao ser transportad a alta velocidade para o hospital sente uma mão grande, forte e firme segura a sua. Uma mão de homem... No seu estado semi-comatoso, imagina o corpo agarrado a essa mão: alto, jeitoso, de ombros largos, ancas estreitas e um rabo maravilhoso!

(desculpem, mas eu tinha de abandalhar)

Abobrinha disse...

O bonitão inesperadamente coloca-lhe as mãos no pescoço e começa a sufocá-la!

Maria Engrácia da Encarnação da Cunha recorre a uma força que não sabia ter, tenta resistir e no processo agarra numa tesoura que enterra na nádega esquerda do bonitão. Além do pequeno pormenor de lhe ter feito uma rotura no implante de silicone "nadegal", consegue que este se afaste soltando gritinhos de senhora.

Porque tentaria o estranho matar Maria Engrácia da Encarnação Cunha? Teria que ver com a estranha visita de um advogado vestido de negro, cheiro a formol, feio como tudo, prometendo uma estranha revelação?

E alguém me cale a porra do bonitão! ... aquilo é botox?

NI disse...

Enquanto os médicos lutavam desesperadamente para salvar o implante nadegal ao bonitão, a Maria Engrácia da Encarnação Cunha consegue despistar os agentes da Polícia Judiciária.

Sabe que o tempo urge e que precisa do apoio do amigo de sempre. Meia trôpega dirige-se à casa do Joaquim, modelo de profissão.

VCosta disse...

("Mal ela sabia que seria o dia da vida dele... "
Desculpem enganei-me... seria ele né!? Mas agora fica a dita senhora!!! Maria Engrácia da Encarnação Cunha!!!)

...mas continuando!!!

Joaquim Manuel Paços Dias Aguiar Mota recebe-a como sempre, com um sorriso nos lábios e um valente beijo!!!
Maria mostra-se apreensiva!!!
Joaquim preocupado...

NI disse...

Bolas, pensou o Joaquim! Logo agora que estava a pensar na Abobrinha chega-me a Maria...

- Joaquim, preciso da tua ajuda! - Clama a Maria Engrácia.

Abobrinha disse...

Entretanto Carlos Alfredo Rosas Silvalde Pinheiro lutava pela vida. OK, não pela vida e pelos malditos € 4 000 (+ IVA) não dedutíveis no IRS e ainda a ser pagos nos empréstimos imediatos anunciados na televisão (e já em incumprimento há dois meses). Ainda bem que os implantes de botox não saíam à tesourada! E como é que se resolvia a vozinha de senhora?

Não havia nada a fazer: uma nádega continuava firme e hirta como uma bolsa de silicone, enquanto que a outra tinha sido irremediavelmente extripada do seu sítio, jazendo tristemente no balde de detritos médicos.

Maria Engrácia da Encarnação da Cunha tinha sido até aí só uma estranha. Um nome e um rosto a quem um desconhecido tinha dito: mata e pela qual receberia € 500 (mas quem é que paga só isto para matar alguém?). A partir daqui... era pessoal!

Storyteller disse...

Maria Engrácia da Encarnação Cunha, balbuciando, diz a Joaquim Manuel Paço Dias Aguiar Mota: - Tentaram matar-me! Um jeitoso de rapo firme quis sufocar-me!
Joaquim, com ar horrorizado, reage:- Também, com esse teu hálito a saudável cheiro a peixe podre o que querias tu, Maria Engrácia?
Maria Engrácia levanta a mão direita e TRÁS! Estalada na cara de Joaquim! - Estúpido lingrinhas anguloso! Volta lá para a tua horta e continua a tua demanda infrutífera pela abóbora perfeita!
E, com estas palavras, sai porta fora. Já na rua, onde chovia copiosamente, sentou-se no passeio e chorou...

NI disse...

Entretanto, Carlos Alfredo Rosas Silvalde Pinheiro é confrontado com a questão mais difícil da sua vida.

Sr. Carlos Silvalde, diz o médico com ar circunspecto, temos que proceder a um transplante de uma parte mole do seu corpo para minorar os danos na sua nádega. Cabe-lhe a si escolher a parte mole...

Eu Mesma! disse...

Sr. Carlos Silvalde pondera pondera e está indeciso...
e fica indeciso....

por um lado a barriga já chega quase aos joelhos mas.... a pele das bochechas é sedosa... e enfim... sempre lhe disseram que ele tinha carinha de bebé...

Fica indeciso....
e na sua indecisão decide ligar para o amor da sua vida... a Srª D Cátia Vanessa Brilhantina de Aguiar....

e o telefone da Srª D Cátia Vanessa Brilhantina de Aguiar começa a tocar...

trim trim ....

NI disse...

D. Cátia Vanessa Brilhantina de Aguiar atende:

-Estou? Pergunta ela num tom rouco de quem acabou de se levantar...

-Estou? Repete D. Cátia Vanessa face ao silêncio que se faz ouvir?

Não ouvindo qualquer resposta, desliga com ferocidade o telefone e exclama:

-Anda uma pessoa a pagar rios de dinheiro à PT e o telefone está sempre com problemas. Acho que vou mas é mudar para o MEO.

Abobrinha disse...

Maria Engrácia da Encarnação Cunha pára de chorar! Gaja que é gaja não chora! Mesmo que tenha mau hálito! Afinal, é uma mulher de tomates! E assim pensando, mete a mão entre as pernas... onde apalpa umas protuberâncias que não valoriza. Afinal, tem mais em que pensar do que no facto de andar tão distraída que nem sequer se deu conta de que é um homem que mudou de sexo, mas se esqueceu de arrancar a tomatada e a pepinada pela raíz.

Antes de resolver a questão da mudança definitiva de sexo, tem que ir ao dentista arrancar aquele dente podre que lhe dá o mau hálito. Isso ou as amígdalas, mas isso pode ficar para quando lhe arranjarem a tomatada.

Levanta-se e... cai redonda no chão porque acabou de sobreviver a um encontro imediato com um camião e uma tentativa de assassinato.

Ao longe a figura de um advogado vestido de negro, cheiro a formol, feio como tudo (para os mais distraídos, esta figura já apareceu) aparece. Chega-se ao pé dela, parece roubar-lhe um objecto da carteira. Só depois chama o 112.

Maria Engrácia da Encarnação Cunha vai parar ao mesmo hospital onde Carlos Alfredo Rosas Silvalde Pinheiro luta para salvar as nádegas ou uma outra parte mole.

VCosta disse...

É aqui que Maria faz as pazes com Carlos.
A questão é simples, Maria precisa urgentemente de retirar a tomatada e que melhor pele, que pele mais resguardada que a pele dos tomates?! Só se fosse a pele da fece de Carlos mas isso estaria fora de questão...
Carlos agradece e junta-se a Maria.
Promete-lhe encontrar o advogado que o contratou mas desta vez para se vingar dela!!!
Conseguirá Carlos vencer aquele homem vestido de preto!?
O que se passará com Joaquim?! Estará ele a cuidar da sua horta?!
Maria conseguirá recuperar o dito objecto?!

Eu Mesma! disse...

Maria e Carlos entretanto passam horas a falar na sala do hospital....

no meio das telenovelas mexicanas da vida e no meio das telenovelas da TVI ouve-se no altifalante central do hospital....

"Chama-se a Senhora Dona Maria Engrácia da Encarnação Cunha ao balcao principal do piso 6... um homem que dá pelo nome de Joaquim encontra-se aqui no mesmo balcão à sua espera.....!"

e ela corre escadas a cima....
ao mesmo tempo o Carlos resolve ir até à rua fumar um cigarro....

quando a senhora Maria está nas escadas do piso 5... cai e rebola escadas abaixo chegando ao fim da escadaria e dá um encontrão ao carlos que escorrega e enfia com o cigarro no olho do Joaquim... que entretanto teve que ir à rua fazer um telefonema....

Storyteller disse...

A equipa das urgências mobiliza-se para a catástrofe à porta do hospital, liderada pels belíssima Dr.ª Abóbora Maria d'Orta. Macas, tubos, cateteres, algálias e sangue. É este o cenário da Urgência. Maria Engrácia da Encarnação Cunha geme, sem razão aparente para tanto barulho. Carlos Alfredo Rosas Silvalde Pinheiro é manietado por um segurança agorilado por estar de cigarro aceso no interior de um serviço hospitalar. Joaquim Manuel Paço Dias Aguiar Mota, apesar do seu olho de peixe congelado (assim para fora, esbugalhado) vê a luz! Finalmente encontrou a sua abóbora encantada! À sua frente, a belíssima médica coordenadora das urgências, com um brilhante colonoscópio na mão...

Eu Mesma! disse...

lol!!!!!!!!
não posso storyteller.... só tu te lembravas do colonoscópio!!!!!!

Eu Mesma! disse...

E neste cenário catastrófico... fez-se luz... uma luz brilhate e cheia de purpurinas quando o . Joaquim Manuel Paço Dias Aguiar Mota (de olhar esbugalhado) vê pela primeira vez a Maria Antónia Carmen Raquel Junior.... a belíssima médica coordenadora das urgências....

MAC para os amigos sorri... e o Joaquim esbugalhado e com falta de visão corre corre corre para ela....

Mas....
entre um Joaquim esbugalhado e uma MAC encontra-se um colonoscópio.....

será que o Joaquim e a MAC se vão encontrar?

será que o colonoscópio vai ser utilizado?????

Abobrinha disse...

Com duas coordenadoras de urgência a confusão instala-se. Sobretudo conhecida a atração fatal de Abóbora Maria d'Orta pelo colonoscópio. Fenómeno único no mundo e talvez mesmo no país, era a única médica que diagnosticava problemas na próstata das mulheres. Em abono da verdade, nenhuma das mulheres por si tratadas morreu da próstata. Alguns homens desapareceram, crê-se que por vergonha (mas não morreram).

E depois havia o caso de Maria Engrácia da Encarnação Cunha, anteriormente conhecido por Vanderlei Valquírio Ralmalde Fonseca, torneiro mecânico em Alfragide tornado bordadeira artística e conhecida pelas suas mãos delicadas e sensíveis.

Fiel a si mesma guincha "isso é da próstata, isso é da próstata"... para Joaquim "Esbugalhado" Manuel Paço Dias Aguiar Mota. Olhares menos atentos poderiam dizer que o problema do esbugalhado era o cigarro cravado no olho. Ora se a reflexologia encontra a origem de todos os males no pé e cura com um toque certeiro desde a dor de dente à seborreia crónica à comichão nos tomates, faz sentido que um toque rectal bem aplicado tenha mais aplicações terapêuticas!

NI disse...

Mais eis senão quando se assiste a uma imensa gritaria na porta das urgências do hospital.

A figura sinistra do homem vestido de negro, cheiro a formol, feio como tudo exige entrar nas urgências para acompanhar a sua mãe que, entretanto, tinha dado uma queda nas escadas do centro de saúde onde ia tentar arranjar uma consulta de recurso.

O segurança bem tenta convencer o homem de que as normas do hospital não permitem o acompanhamento dos doentes e que terá que aguardar na sala de espera.

Joaquim "Esbugalhado" Manuel Paço Dias Aguiar Mota, que ainda via de um olho, apercebe-se da presença do homem de negro e dirige-se a passos largos ao seu encontro...

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso