quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

A máscara...



Pois é... Hoje é daqueles dias em que o meu 5º piso me aconselha a estar sossegada para não dizer disparates.

Daqueles dias em que o sorriso é do mais falso que possam imaginar.

Daqueles dias em que apenas queria acariciar os grãos de areia, ouvir o murmúrio das ondas...

Mas sei que no final do dia vou dizer: missão cumprida.

Sou mesmo boa na arte do disfarce...




11 comentários:

Eu Mesma! disse...

eu cada vez mais sou pessima nessa bela arte...

mon dieu....

Abobrinha disse...

O meu quinto piso diz-me todos os dias para eu não dizer asneiras... ... mas diz-me isso ainda muito cedo, de modo que ainda estou meia a dormir por isso acabo por me esquecer!

Rui da Bica disse...

NI, algozinho me diz cá dentro : "Não acreeediiites." :))
Devo acreditar na NI ou no "algozinho" ?
Às 10:06 h. ainda há muito dia pela frente... :)
.

NI disse...

Eu Mesma, pela parte que me toca acho que fui promovida para especialista, ahahahahah

Abobrinha, perfeitamente compreensível. O sono é sagrado :)

Rui, melhorei por volta das 22 horas. Ainda fui a tempo? :)

Miguel disse...

Aí está um dom que eu não tenho... E nunca terei!

NI disse...

Miguel, será que é um dom?

Miguel disse...

Com certeza. Não tenho a minima duvida disso!

Quem é transparente sofre sempre mais. E outras coisas...

Beijinho de bom FDS

NI disse...

Miguel, quem não demonstra o que verdadeiramente sente, também sofre. Mas isso...pode ser um bom tema para um futuro post :)

Bom fim-de-semana
Beijo

Miguel disse...

Menos. Acabam por criar mecanismos que controlam o sofrimento. Não totalmente mas controlam.
E há pessoas que tal é a qualidade da mascara que não sofrem mesmo...

Quem é transparente é demasiado puro nos sentimentos... Nem disfarçar sabe!
Uma tristeza!

NI disse...

Miguel, há afectos que consigo difarçar na perfeição. Por exemplo, a tristeza. Há outros que sou uma verdadeira inepta. Por exemplo, quando não gosto d euma pessoa, não há qualquer hipótese de ela desconfiar. Fica mesmo a saber. Sou incapaz de ser hipócrita a esse nível. Como deves imaginar isso acarreta imensos dissabores.

Mas penso que quem disfarça também sofre porque não partilha. Mas fica a promessa de um post.

:)

Miguel disse...

Pois, Ni, eu não tenho mesmo esse dom. Nem para um lado, nem para o outro. Quem lida comigo de perto sabe sempre como eu estou. E isso é uma desvantagem na maior parte das vezes.

Esta transparência nada tem a ver com partilha do que quer que seja pois não há o objectivo de partilhar nada. O que há é um ser (eu) que é assim e, por alguma razão provavelmente idiota, não muda.

Acredito que, em alguns casos, quem dirfarça e esconde um sentimento - normalmente doloroso - sofra. Não me custa a entender isso mas não acho que isso seja uma regra. São mais casos pontuais...

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso