sábado, 2 de janeiro de 2010

A Fábula do Ouriço Cacheiro




"Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio.
Os ouriços cacheiros, ao perceberem a situação, resolveram juntar-se em grupos, assim agasalhavam-se e protegiam-se mutuamente, mas os espinhos de cada um feria os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.
Por isso decidiram afastarem-se uns dos outros e voltaram a ficar congelados, então precisavam fazer uma escolha:
Ou desapareceriam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.
Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos.
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com alguém muito próximo podia causar, já que o mais importante era o calor do outro.
E assim sobreviveram.

Conclusão:

Um bom relacionamento não é aquele que une pessoas “perfeitas”, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, e admirar as suas qualidades."

(Autor: desconhecido)


De facto, não há pessoas perfeitas nem relações idílicas. O segredo está em respeitar cada pessoa e aprender a relativizar o que é, de facto, importante.


5 comentários:

Jasmim disse...

Esta fábula é simplesmente deliciosa Ni, adorei! Obrigada por esta oferta neste início de ano novo, e aproveito para te desejar tudo de bom em 2010! Beijinhos

Rui da Bica disse...

Sem qualquer dúvida, "Fabulosamente" "Fabulado" ! :))
Que grande lição de vida !!!
.

NI disse...

Obrigado Jasmim. Um bom ano também para ti e espero que esteja tudo bem contigo :)

Rui, concordo.

Beijos

Missanguita disse...

Muito boa a fábula.
Por em prática.... menos fácil....

NI disse...

Missanguita, ninguém gosta de sofrer a não ser que seja masoquista. Pelo que muitas vezes é mais fácil "fugir" dos espinhos.

:)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso