segunda-feira, 9 de março de 2009

Desilusão...


Alexander Pope afirmou:

"Feliz do homem que não espera nada,

pois nunca terá desilusões"

A vida tem-me ensinado a não esperar demasiado do ser humano. Mas sempre fui uma péssima aluna na disciplina da vida. Se houvesse atribuição de notas levaria uma negativa sem qualquer margem para dúvidas.


E, talvez por isso, as minhas maiores desilusões resultam do facto de eu acreditar no "outro". De acreditar que a amizade não é uma palavra vã.


Mas é uma crença que se aproxima de forma perigosa da ingenuidade...


Mas esta sou eu. E vocês? O que vos desilude mais?


11 comentários:

PAULO LONTRO disse...

Não, não vêm dos amigos as minhas piores desilusões.
Talvez venham dos colegas de trabalho ou mais grave ainda dos meus ex-sócios.
É da falsidade e dos interesses ocultos que vieram as minhas maiores desilusões.
Não deixam de ser pessoas, mas amigos não foram nunca!

Storyteller disse...

As grandes desilusões vêm daqueles e das situações sobre o(a)s quais gerámos grandes expectativas.
Por isso, eu atingi um ponto da minha vida em que já não tenho ilusões nem expectativas.
Se calhar não é bom, mas por agora tem resultado.

Abobrinha disse...

Má aluna? Deixa lá: estás sempre a tempo para fazer melhoria de nota!

E o homem que não espera nada não é feliz. Possivelmente porque não está vivo sequer.

NI disse...

Paulo, sem pretender desvalorizar, penso que as desilusões que sofremos por quem julgávamos nossos amigos são mais difíceis de ultrapassar. Mas é a minha opinião.

Storyteller, essa é uma verdade insofismável quando não falámos de amizade. Mas o problema é que na verdadeira amizade não há expectativas. Ela (amizade) ou existe ou não. Em reação a outro tipo de situações tenho a mesma postura que tu. na amizade, pura e simplesmente, não consigo.

Abobrinha, já assumi mais do que uma vez: prefiro viver a sobreviver e, acima de tudo, nunca choro por aquilo que fiz mas por aquilo que poderia ter feito e deixei de o fazer. Resultado: vou continuar a levar no costado...

Beijos a todos

PAULO LONTRO disse...

Eu não contrariei, concordo contigo!
Eu é que felizmente não tive desilusões de amigos. As minhas vieram do meio do trabalho.

Sadeek disse...

Basta ver as notícias para tirar logo a minha conclusão. O que mais me desilude é mesmo a humanidade em si...já nao tenho esperança nesta "raça" embora existam sempre as excepções que confirmam a regra.. ;)

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

NI disse...

Sadeek, ainda consegues ser mais pessimista que eu :-)

Beijo

pinxexa disse...

A falta de coragem. A dos outros e especialmente, a minha!

Djinn disse...

As únicas pessoas que me podem desiludir são aquelas de quem eu gosto e deposito inteira confiança.
Se for de alguma forma enganada ou maltratada por alguém que estimo e que julgo estimar-me é a maior desilusão da minha vida.

NI disse...

Pinxexa, sempre que se faz uma opção por amor estamos s ser corajosos porque estamos a optar pelo desconhecido. Tu és das mulheres mais corajosas que conheço e fizeste opções que eu não teria coragem.

Djinn, assino por baixo. E olha que tenho tido cada desilusão...

Beijo às duas

Djinn disse...

Ni: Eu sei...e acredita, eu também tenho a minha quota parte...

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso