quinta-feira, 19 de junho de 2008

Dia D?


Muito provavelmente hoje é o dia que vou decidir o que fazer a mais de 22 anos de actividade profissional.



Gostava de saber qual vai ser a minha atitude mas conheço-me o suficiente para saber que o meu destino irá ser decidido a partir do momento em que eu traduzir em palavras o que sinto dentro de mim. E, quando assim é, sai asneira.



Clarice Lispector
escreveu uma frase que diz muito da minha maneira de ser:


"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo".


Pois, e não é que eu sou mesmo assim?


Adenda:

Após uma manhã numa reunião tensa e em que, tal como previa, falei sem exprimir o que de facto sinto e passei a sentir aquilo que estava a dizer, é oficial: estou no mercado das transferências. Se houver vaga para uma jurista no topo da carreira pensem em mim.


22 comentários:

Victor disse...

Bem. Muito bem,aliás.
Adoro esta tua indecisão.
Óh pá! Porque é que não ficas assim sempre?
Será que isso é doença que dê para se pegar?
É que assim este blog fica muito mais...como hei-de dizer?...muito mais...sublime.
Quanto ao que vais decidir, deixa lá, serás aquilo que achares que deves ser, e nisso, eu e o teu pequeno mundo de pessoas que gostam realmente de ti, vão estar sempre do teu lado. Sejas oque fores serás sempre nossa. Isso é que é importante.

NI disse...

Estou a ver que gostaste da fotografia.

Só para que conste, e não é o mais importante obviamente, a minha vida profissional já está decidida.


Bjs

Victor disse...

A sério??!!
Sempre vais ser enfermeira militar, num acampamento militar Norte-Americano no Iraque?
Uau!.... sim senhor!
Ganda mulher.

NI disse...

Não me importava nada. E estou a falar a sério.

Manxa. disse...

Palavras não conseguem expressar sentimentos.
Sinta-os.
E faz o que de melhor conseguir.

NI disse...

Manxa, é óbvio que os sentimentos "sentem-se" mas na vida há situações que exigem a expressão desses sentimentos.

Hoje, foram muitos os sentimentos que me trespassaram: indignação, fúria, tristeza, orgulho...enfim, uma autêntica miscelânea.

Apenas me orgulho de uma coisa (e que até hoje não tinha conseguido face a uma reunião tensa como a de hoje): consegui aguentar o choro convulsivo até a reunião acabar. Nunca dei parte de fraca. Foi uma vitória. Ai isso foi.

Bjs

Djinn disse...

Ni: De forma diferente mas acho que entendo a tua situação.
Depois de 23 anos de trabalho a empresa onde trabalhava fechou a porta. Alternativa comprar o trespasse e criar uma nova ou ir para o desemprego, como sou divorciada com um filho acho que entendes a minha angústia...Um ano e picos depois, cá estou empresária da indústria química a bulir que nem uma louca...mas enfim :):) só queria dizer...força!!!

Djinn disse...

E agora algo totalmente diferente que reparei por acaso no teu perfil!
Também gostas de Pearl Buck, tenho quase todos os livros dela...escreve sobre a China de modo fabuloso!:)

NI disse...

Djinn, o problema é que na minha área não há nada, mas enfim....não sou mulher para ficar em casa sem ficar nada.

Sou daquelas parvas que nunca faltou ao trabalho.

Quanto a Pearl Buck, excelente escritora. Penso que foi a primeira mulher a receber o Prémio Nobel da Literatura. Descreve como ninguém as paisagens e os sentimentos. Não parece que estamos a ler um livro. Antes parecemos personagens da história. Mas há muitos outros autores que aprecio e não coloquei (a exemplo do que acontece com os filmes).

Bjs

Djinn disse...

Ainda estás no rescaldo, está tudo muito fresco, ainda não vês a luz ao fundo do túnel, mas vais ver que tudo se resolve...

Achei curioso porque muito poucas pessoas com quem falo conhecem a autora.
Quanto ao livro «Anjos dos Esquecidos» do Konsalik é um dos melhores dele, passado numa comunidade de leprosos, já o li à muitos anos.

Alguma vez leste a «Cidade da Alegria» do Dominique Lapierre? Passado na Índia, muito muito bom também.

Beijinhos

NI disse...

De Konsalik li todos os livros. Assim como de Howard Fast.

Quanto a Dominique Lapierre não li.

Confesso que até aos meus 30 anos lia livros uns atrás dos outros.

Hoje, talvez por passar muitas horas por dia a ler livros técnicos não tenho muita paciência para ler a não ser em período de férias.


Bjinhos

Victor disse...

Bem vou-me embora....a conversa está óptima, mas vem aí o meu autocarro....
Já agora importam-se de me avisar quando chegar o post do "Dia G"?

NI disse...

Porquê o dia G? De que estás à espera?

Hum....

Victor disse...

G de Dia de Glória, claro.
És mesmo, maliciosa.

NI disse...

Maliciosa é o meu apelido.

:-))

Sadeek disse...

É caraças.......que novidade foi esta!!!!

Enfim... do que te vou conhecendo Ni, acho que só podes ter tido a atitude correcta! Porque andavas claramente infeliz. Agora vai bater forte e vai custar mas para os bons há sempre lugar e como tal...rapidamente vais para onde te mereçam.

BEIJÃOOOOOO E A MAIOR SORTE DO MUNDO!

NI disse...

Sadeek, era a única possível.

Mas, por muito que custe, de cabeça levantada, sempre...


Bjs

Manxa. disse...

When you're feeling down.. Fly like a hamster!

Beçitos.

NI disse...

Um pouco complicado Manxa, eheheheheh


Bjs

Manxa. disse...

Complicado nada!
Compliacdo é a minha situação, hehe.

Beijão!

Jasmim disse...

Parabéns e boa sorte amiga! Nem sabes o quanto me revejo em ti... Beijos

Break Silence disse...

Nao sei de onde és. Tive conhecimento que o M. da Educação esta a recrutar juristas de topo.
Beijos

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso