segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Reconstrução



Imaginem uma casa que está em má condições.

Por vezes, por mais que gostemos da nossa casa, temos que tomar a terrível decisão de a demolir.

Por vezes, a destruição da nossa casa vai sendo feita paulatinamente. Começam com pequenas infiltrações. Depois, começam a cair telhas do telhado. A tinta das paredes vai ficando enegrecida. Muitas vezes, um telhado, ou mesmo uma daquelas paredes, cai sem avisar e magoa quem é apanhado no meio..

Por vezes, os ferimentos são fatais.
E, aí, pouco ou nada há a fazer. Temos mesmo que destruir a casa. Empacotar o que fomos acumulando ao longo de uma vida e deixá-la. Assim. Tão simples e doloroso quanto isso.

Mas, eis que alguém nos diz que a casa, apesar de estar a cair, tem excelentes alicerces. Que os mesmos continuam firmes e fortes.

E, de imediato, começamos a sonhar com a reconstrução. Como ela vai ficar depois de novas e amplas janelas para deixar entrar a luz e podermos ver o horizonte. Uma casa que seja o nosso porto de abrigo que se abre para nos aconchegar.

Voltamos para trás e começamos a reconstrução.

Este fim-de-semana deitei a minha casa abaixo e eis que ao olhar para trás vi que os seus alicerces se mantinham fortes.

Este fim-de-semana voltei e comecei a reconstruir a minha casa.

25 comentários:

Gugui disse...

Boa Ni!!!
Essa é a atitude, gostei de ver (ler)! E boa semana para ti ;-)

Bjs

NI disse...

Obrigado Gugui.

Uma boa semana também para ti.

Beijinhos

Sadeek disse...

;)

BEIJO

Djinn disse...

Amiga, como sabes o que me importa é o teu bem estar e a tua felicidade.
Apoio-te em qualquer decisão :) que esta reconstrução, no fundo seja mais o escrever uma nova história na página em branco do diário da tua vida.
E cá te espero para a festa do pijama que dessa não te livras eheheheh ;)

NI disse...

Claro que não me livro nem me quero livrar.

Diz só qual é a data.

:-)

NI disse...

Sadeek, já te tinha dito que és um querido, não já?

:-)

Beijos

Requiem disse...

Se precisares de ajuda para acartar com alguns tijolos é só avisar... :)

NI disse...

Ahahahahahahah.

Já demonstrei que sou forte e aguento com pesos, hihihihihihi. Mas quando as forças me faltarem, não te preocupes, estás tácitamente convocado. Afinal, para que servem os Amigos?

Beijos

O pensador disse...

Nina, percebi a metáfora e sinto-me extremamente feliz que tenhas tomado essa decisão e que estejas a seguir esse rumo.
Estou convicto de que seja tudo aquilo que precisas neste momento, por isso nunca te arrependas de ter tomado esta opção!
Uma vez que a casa velha já foi abaixo e colocou a descoberto os seus alicerces (Que vistes serem fortes!), terás agora a possibilidade de projectar/construir uma casa nova que esteja adaptada as necessidades de todos os que nela moram.

Força, coragem e...Boa sorte Nina!

:-)

(Ps: Não sei se foi a Pinxexa quem chamou a tua atenção para a "robustez" dos alicerces da tua casa, mas seja quem for, merece um beijo também!)

NI disse...

Pensador, os créditos vão quase todos para a minha cara-metade.

Beijos

Lança em África disse...

Muito bem dito e melhor executado!

NI disse...

Acredita, muito bem executado, ahahahahahahah

Abobrinha disse...

NI

Gostei dessa da reconstrução. Contudo, se algo falhar nas obras, aproveita e "acidentalmente" atira uns tijolos à cabeça de que a estiver a sabotar (não tenhas a ideia de processar o empreiteiro por defeitos de construção: diz quem sabe que demora anos e não tem resultados garantidos).

pinxexa disse...

Ni,

Não cuidará aqui de te dizer o quão feliz fico por volatres ao tei ninho, ao aconchego de uma casa...Já to disse de viva voz...

Nos dias que correm, é uma sorte ter uma casa, quanto mais uma casa com bons alicerces!

Beijo doce,

NI disse...

Ahahahahahah.

Abobrinha, acho que o problema foi falta de manutenção.

Beijos

NI disse...

Pinxexa, eu sei.

:-)

Bjs

Abobrinha disse...

NI

Não queiras saber a quantidade de porcarias que me passou pela cabeça com essa história da falta de manutenção.

E no caso concreto em causa, foi mesmo defeitos de construção (e estou a falar literalmente de uma casa, que é para não haver mal entendidos).

Cristina disse...

:)

Mim estar contente!!

NI disse...

Abobrinha, vá-se lá saber porquê, consigo sempre retirar segundas intenções das tuas palavras, ahahahahahah. Perspectiva que adoro, diga-se.

Cristina, eu sei. :-)


Beijinhos às duas

Anónimo disse...

Já que a casa vai estando em pé, acho que tenho de cuidar do jardim e de regar as flores (não que eu seja animal de quatro patas).

NI disse...

Ahahahahahah.

Cuidar do jardim e regar as flores?

Ai o que eu dizer.

Beijos

pinxexa disse...

Animais a quatro patas, são uns fofinhos.....ai não é a quatro patas, é de quatro patas...

ó diabo! já meti o pé na poça...

(vou sair de mansinho, antes que apnahe com uma telha na testa)

:-)

Lança em África disse...

LOL

Tinta Permanente disse...

Ni, também estou feliz por ti.
És corajosa e para além disso determinada, admiro-te.
Um forte abraço
Tinta

NI disse...

Obrigado Tinta.

Um grande beijo para ti.

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso