terça-feira, 7 de outubro de 2008

Cá estou eu com as minhas dúvidas existenciais...




Bertrand Russell afirmou: "A estupidez coloca-se na primeira fila para ser vista; a inteligência coloca-se na rectaguarda para ver".


Mas, eu pergunto: de que serve a inteligência quando vivemos numa época em que a estupidez é premiada?





8 comentários:

Lança em África disse...

Serve para resistir à tentação do retorno rápido mas fugaz e para investir em resultados consistentes e duradouros.

Eu acho!

NI disse...

Lança, essa é a minha opinião mas temo que seja uma visão romântica da realidade.

Mas, na verdade, sendo peixes não poderia ter outra visão.

:-)

Lança em África disse...

Pois... mas tenho vivido SEMPRE assim!

Não estou NADA arrependido!

NI disse...

Pois...também eu.

:-)

Tinta Permanente disse...

Acho que a inteligência não se importa ...

NI disse...

Tinta, a inteligência talvez não se importe mas as emoções às vezes pregam-nos partidas.

:-)

O pensador disse...

Esqueces-te que vivemos num mundo composto essencialmente de imagens.
Logo...a estupidez não é premiada, está apenas a passar a imagem de o ser.

Ser inteligente é saber esperar e conseguir controlar a nossa ansiedade...

E ser inteligente é também saber parecer estupido quando é preciso...

:-)

NI disse...

Depois de passar os 40 devo confessar que a paciência não é uma das minhas principais virtudes.

E nunca gostei de zonas cinzentas.

:-)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso