quinta-feira, 8 de março de 2018

Notas Soltas...



Obrigada a todos pelo vosso apoio. É sempre especial receber um pouco de calor humano mesmo que virtual.

A casa, aos poucos, está a voltar à normalidade.Aos poucos porque depois de chegar do trabalho estou com pouca disposição para arrumar o que os outros desarrumaram. Talvez no fim-de-semana arranje paciência.

Uma amiga emprestou-me um computador que tinha encostado porque o meu HP novinho e o da filhota voaram. Custa-me saber que os trabalhos que ela já tinha preparado para a faculdade e as fotos que ela tinha desde os 16 anos tenham desaparecido para sempre.

As minhas "bugigangas" como eu costumo chamar...foram conhecer outros dedos, outras mãos, outras orelhas, outros pescoços. Lá consegui ficar com o anel dos 25 anos de casada porque estava comigo.

Quanto ao resto...nem vale a pena recordar!

Pedindo desculpa à Afrodite, ao Francisco e ao Ricardo, só amanhã seguem os vossos miminhos. Com tudo o que aconteceu não tive hipótese de mandar mais cedo.

E o dia da Mulher, pela primeira vez, fica em branco neste espaço.

Fiquem com esta música porque hoje me apetece dizer isto:


6 comentários:

Kique disse...

Muita Força NI
Bjs
https://caminhos-percorridos2017.blogspot.com/

Flor de Jasmim disse...

Força NI, não sei mais que dizer!

Beijinho querida

Adélia

Rui disse...

:( Muito difícil, nestas situações conseguirmos encontrar palavras de apoio e portadoras de calor humano, Ni.
Fica a nossa triste solidariedade pelo acontecido. :(

... Com um Grande e Sentido Abraço

cantinho disse...

Custa aceitar, custa perceber, custa voltar.
Serenamente regressar à vida com muita determinação é o que eu estimo.
Bom fim-de-semana.
Beijinho

Ricardo Santos disse...

Força NI e não te preocupes com os nossos miminhos !

Gil António disse...

Desejo tudo de melhor. Bom gosto musical
.
* Orlas do Alvorecer ... em silêncios de amor *
.
Votos de um domingo feliz

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso