segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Dos esquecimentos...


Imagem da net


" - Abandonou-te?

- Pior ainda: esqueceu-me..."

Mário Quintana
 
 
Podemos ter receio de assumir mas, na verdade, não é o facto de alguém que é importante na nossa vida se afastar que verdadeiramente nos assusta. Nem é a solidão ou aquela parte de nós que fica vazia.
 
O que nos mete medo é que essa pessoa não pense mais em nós porque tal significaria que nunca fomos importantes para ela, como ela foi para nós.
 
E tanto é assim que a pessoa até pode estar bem perto de nós e o medo persiste.
 
Porque, bem no nosso íntimo, precisamos de sentir que somos verdadeiramente importante... para alguém.
 
 
E a música tem que ser esta.
 
 

4 comentários:

S* disse...

Sem dúvida alguma que isso dói, especialmente se ainda nos lembramos muito dessa pessoa.

AFRODITE disse...

A música de facto tem mesmo de ser essa... e é lindíssima!

Dói muito saber que deixamos de ser importantes para alguém que nos disse tanto e a quem demos de nós.
Nunca sabemos o que vai no íntimo da outra pessoa... por isso só podemos avaliar pelos actos, ou ausência deles. E as ausências doem... e de que maneira.


Fica bem NI... na companhia de quem te estima e te considera importante.
(^^)

Marcela Melo disse...

Sei exatamente como é... sentir -se esquecido é muito triste, sufoca dentro da alma.

http://mmelomaisdomesmo.blogspot.com.br/

Malena disse...

Mas às vezes também consola saber que aqueles que estão menos próximos nos têm no coração! :)
Beijos

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso