segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Das "gorduras a mais", barrigas proeminentes, e afins...




"A mulher que se preocupa em evidenciar a sua beleza

anuncia ela própria que não tem outro maior mérito"

Julie Lespinasse
 


Na sequência de um mail que recebi de uma jovem que tem a paciência de vir a esta sala de estar rebusquei o baú das memórias para encontrar um post que escrevi em tempos sobre o "trauma das gorduras a mais". Não mudei de opinião.
 
 
M*, definitivamente, não é por ter uma gordura a mais ou uma barriga que de plana não tem nada que uma mulher deixa de ser bonita e/ou sensual.  Não é a "gordura a menos" que define o "mérito" de uma mulher. E quem te diz isso é alguém que desde os 15 anos tem cerca de 10 Kg a mais. Mais importante do que ter o "peso certo" é gostares de ti, saberes o que queres e para onde vais. No fundo, basta-te ser mulher na plenitude.
 
Mas, afinal, qual é o problema de uma pessoa ter umas gorduras a mais? Sem entrar nos extremos de "gordura é formosura" (quando o excesso de peso colide com questões de saúde), chegou a hora de quem tem peso a mais se deixar de culpabilizar.

 
Tem um pouco de barriga? Mas não é suposto termos barriga? Quem é que disse que ela tinha que ser plana? Onde está escrito?

 
As mamas têm gordura a mais? Mas até há quem pague para colocar mais gordura (via silicone porque a gordurinha boa e jeitosa ou se tem, ou não se tem).


"Ah, e tal, mas estes pneus são tão inestéticos... "- exclamam chorosas algumas meninas. Esperem lá...mas desde quando é que um ser humano tem rodas?

O menino não gosta? Paciência. Que vá dar uma volta que a fila é grande...
 
 
Uma pessoa quando acaricia outra gosta de sentir uma pela sedosa, não um monte de ossos. Mas se tem "panca" por ossos  que vá até um talho que eles costumam colocar de lado os ossos.
Queres um exemplo de que o peso a mais não define uma mulher? Ouve esta menina...

 
 

1 comentário:

Poppy disse...

Epa sabe tão bem ler posts destes, eu não digo que seja obsecada, mas às vezes a minha barriguinha chateia-me, é o que dá ser uma moça de porte piqueno torna-se mais dificil controlar, se bem que há quem diga que eu devia ter vergonha por me queixar da minha barriguinha, mas os 5 kg que tenho a mais acumulam-se é sobretudo nas coxas, o pior é que se trabalhar as pernas com exercício o vasto inetrno da coxa não faz questão nenhuma de tonificar-se é aí onde acumulo mais gordura, e o outro do lado oposto que não encontro o nome desenvolve-se que é o fim do mundo com pouco exercício. Mas se me permites perguntar, já agora o que é que os homens de um modo geral preferem, perninhas tonificadas com musculos definidos ou perninhas fofinhas? Já agora não custa perguntar :) eheheheh

*

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso