quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Sente um frio no estômago? Borboletas na barriga? Suores? Não se preocupe. É paixão!...


“A primeira vez que o Mário conheceu Diana ficou irreconhecível. Suou, sentiu um friozinho no estômago, borboletas na barriga, e ainda por cima, os batimentos cardíacos aceleraram...

O professor da Escola de Ciências da Saúde da Universidade do Minho, João Bessa, associa estas reacções à noção de paixão: "É um sentimento mais ligado a emoções básicas, enquanto o amor é um conceito mais vasto que engloba a formação de laços afectivos ".

A manifestação de emoções exteriores, como as referidas em cima, está associada à actuação do sistema nervoso autónomo.

"É a sua dimensão emocional, involuntária e não controlada que gera alterações físicas como o aumento do ritmo cardíaco, ou da tensão arterial; a pele fria e suada".

Junte-se a dimensão cognitiva e podemos ter uma explicação: "Quando nos apaixonamos, o pensamento gira à volta do objecto do nosso interesse. No entanto, quando este tipo de pensamento se torna patológico, entramos no domínio das obsessões".

João Bessa explica ainda que "a reactividade emocional varia de pessoa para pessoa e tem a ver com múltiplas características: a personalidade, o desenvolvimento pessoal e físico, o enquadramento familiar, social e laboral".

A verdade é que as emoções são importantes "mecanismos de adaptação e mesmo de sobrevivência", havendo uma função biológica "associada a esta necessidade de ligação aos outros".

O professor universitário descansa os leitores: "Não há nenhum mecanismo para controlar estas emoções, que são involuntárias.

Não podemos fazer nada contra isso". João Bessa acrescenta ainda que "há pessoas com maior sensibilidade para as alterações corporais induzidas pelas emoções do que outras que têm menor capacidade para interpretar as suas emoções".

Um friozinho no estômago como reacção nervosa

A sensação é no mínimo estranha. Parece que o nosso estômago está "possuído" por borboletas, segundo uns. Ou é atravessado por um "friozinho". Há uma explicação física do organismo para explicar esse estado.

Resulta da "activação do componente simpático do sistema nervoso autónomo no sistema digestivo que provoca estas sensações, ao qual se contrapõe o sistema parassimpático que tem acções contrárias", explica ainda João Bessa.

Sabia que... Humor empurra paixão

Se está sempre bem-disposto fique a saber que a sua capacidade para se apaixonar pode ser maior do que aqueles leitores com uma disposição mais depressiva.

"Uma tonalidade do humor mais depressiva ou mais eufórica pode ser importante na criação de um relacionamento", diz o professor universitário João Bessa. Por isso, às vezes, as primeiras impressões podem não ser as mais verdadeiras.

A caminho de uma explicação biológica está a noção de mono e de poligamia. "Estudos neurobiológicos recentes têm implicado a expressão de duas hormonas em diferentes regiões cerebrais na formação de relações afectivas estáveis e duradouras."

Sabia que... Um arrepio na pele

"Dás-me um arrepio na pele" é uma das mais famosas frases de um das mais conhecidas canções de Marco Paulo. "Taras e Manias", o tema em acusa, à parte, esta reacção volta a ter o sistema nervoso autónomo como responsável.

Mas quem está à espera de controlar ou treinar este tipo de emoções tire o cavalinho da chuva, explica o professor de Ciências da Saúde.

"Em princípio, não podemos treinar o sistema nervoso autónomo, mas há pessoas, por exemplo, que conseguem enganar os polígrafos. Mas isto exige um treino especializado porque é muito difícil enganar o sistema nervoso autónomo"."

(In Edição on line do Jornal de Notícias)


11 comentários:

pinxexa disse...

Hum...porque será que ando sempre bem disposta?
Então com um sol destes lá fora...
;-)

NI disse...

Espera aí...Sentes borboletas na barriga? Tens tido suores e/ou arrepios na pele?


Se a tua resposta é positiva, então o diagnóstico está feito.

:-)

pinxexa disse...

tenho tido alguns arrepios sim, mas acho que é frio...

NI disse...

Então és candidata a uma constipação, ahahahahah

PAULO LONTRO disse...

Lol...Lol...
Ainda vais dar problemas aos hipocondríacos apaixonados, queres ver que vão deixar os/as respectivos/as como medida terapeutica...?!?!

pinxexa disse...

Não Ni, tenho muito anticorpos cá dentro. É que tomei a vacina da gripe...
;-)

Djinn disse...

Hmmmmmm...hmmmmm...hmmmm!
Interessante os arrepios :P:P

NI disse...

Paulo, eu cá não sou responsável por nada. Se alguém disser isso eu NEGO. :-)

Pinxexa, e andei eu meses a fazer exames para descobriri porque raio tinha uma doença auto-imune. Os meus anticorpos tinham que ter ido para qualquer lado. Ahahahahahahah

Djinn, interessante? Acho que não quero saber porquê, hihihihihihi

Bjs a todos

Tinta Permanente disse...

Arrepios nunca senti! Epá, sou uma insensível, lol !!

NI disse...

Tinta, quer dizer que já sentiste borboletas na barriga?

Bolas... eu até hoje não senti!

Ahahahahahahha

Tinta Permanente disse...

Acho que não, senti qualquer coisa e era fome! :D Bjs

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso