quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Os meus segredos (alguns deles)....

A minha filha virtual, a Cristina, para quem não sabe (eu avisei que não ia variar muito), desafiou-me a expor seis segredos.

Vamos às regras:

1. Tenho de linkar quem me nomeou;
2. Tenho de contar seis factos (aleatórios) sobre mim;
3. Tenho de nomear seis vítimas e intimá-las nos respectivos blogues.


Vamos lá:


- Quando sou amiga, sou. Ponto final. E não perdoo deslealdade.Sempre tive mais amigos do sexo masculino do que feminino.Quando andava no liceu os rapazes vinham todos ter comigo para os ajudar a namorar com a rapariga de quem gostavam. Viam em mim a confidente e, quiçá, uma casamenteira nata. A verdade é que hoje há dois casais que ainda se mantêm e que começaram a namorar nessa altura com a minha "ajudita" (pelo menos é o que eles dizem).

- Dos 9 aos 16 anos fui jogadora federada de basquetebol e de andebol e durante 4 anos joguei...râguebi (era misto e nem vos explico como eram as placagens).

- Durante um bom par de anos fiz teatro amador tendo o meu ponto alto sido uma representação no Teatro S. João no Porto (tinha 14 anos e representei o papel de uma mulher de 65 anos, acho que já era o meu destino).

- Comecei a trabalhar aos 16 anos. Quando entrei para a faculdade comecei a trabalhar num organismo público e, em paralelo, como locutora de uma rádio onde fiquei durante sete anos (até a minha filha mais velha completar o 1º ano de vida). Foi em directo que comecei com o trabalho de parto. Nem vos conto...., mas ainda tive tempo de ir fazer uma permanente antes de ir para o hospital.


- Quando me sinto em baixo ou desiludida, refugio-me no trabalho e na música. Há quem seja dependente do telemóvel. Eu sou dependente do I-pod.


- Assumo: sou complexada mas todos os dias faço um esforço para me superar.

Vamos aos nomeados: Djinn, Lança, Pinxexa, Gugui, Tuli, Abobrinha (se porventura já foram nomeados, melhor para vocês)

14 comentários:

mtheman disse...

complexada?!!??! tu!???!

NI disse...

Mas disfarço bem, ahahahahahahah

Beijo

Cristina disse...

Mummy... até assusta de tão parecidas! God grace!!

NI disse...

Cristina, eu avisei...

:-)

LoiS disse...

Música gira no teu blog, like irish !!!

Bjs

NI disse...

Lois, obrigado.

Por aqui é quase sempre música dos anos 70 e 80 ou não pertencesse eu a essa geração.

:-)

Beijo

Tinta Permanente disse...

Também não sou dependente do telemóvel. Com frequência esqueço-me que ele existe ...
Somos todos complexos... :)
beijinho

NI disse...

Tinta, a digo mais: incomoda-me um pouco as pessoas que são dependentes do telemóvel. Só o utilizo em caso de necessidade.

Quanto aos complexos...pois!

Beijinho

pinxexa disse...

Isso é uma queixa?
Não sabia que te incomodava assim tanto...prometo que não vou mudar!

:-)

NI disse...

Ahahahahah, falou uma das dependentes. Mas a ti dou um desconto.

:-)

Abobrinha disse...

Pareceu-me assim de repente que havia um problema com pessoas dependentes do telemóvel. Se quiserem estender isso a pessoas dependentes do carro, vamos ter problemas sérios...

NI disse...

Abobrinha, longe de mim tal pensamento.

Então eu não sei que és legítima proprietária de uma caçadeira com mira e coisa e tal...

:-)

sessaoexperimental disse...

explica la a parte das placagens...ehehehhe

bjocas ;)

NI disse...

Calvim, se te disser que os trinos eram feitos na areia e as raparigas vestidas com fato de banho e os rapazes de calções e que era possível placar em todas as zonas do corpo excepto na cabeça e no pescoço, já tiras uma ideia? Ahahahahahahah

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso