segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

A união faz a força...



Imagem da net



"Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio.

Os ouriços cacheiros, ao perceberem a situação, resolveram juntar-se em grupos, assim agasalhavam-se e protegiam-se mutuamente, mas os espinhos de cada um feria os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.

Por isso decidiram afastarem-se uns dos outros e voltaram a ficar congelados, então precisavam fazer uma escolha:

Ou desapareceriam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.

Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos.

Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com alguém muito próximo podia causar, já que o mais importante era o calor do outro.

E assim sobreviveram.


Conclusão:


Um bom relacionamento não é aquele que une pessoas “perfeitas”, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, e admirar as suas qualidades."


(Autor: desconhecido)



De facto, não há pessoas perfeitas nem relações idílicas. O segredo está em respeitar cada pessoa e aprender a relativizar o que é, de facto, importante.
 
Aspirar a viver melhor é legítimo. Ao longo dos anos a maioria dos portugueses, à custa de muito trabalho e sacrifícios, conseguiu alcançar um bom nível de vida.
 
Muitos de nós, a maioria, tem vindo a perder a qualidade de vida a que tinham (têm) direito e pela qual lutaram. E o reerguer vai ser difícil.
 
Vamos ter que reaprender a "nos darmos". Não podemos ter medo de nos darmos aos afectos. Porque quando não estamos sós os obstáculos não são tão assustadores. Porque juntos só atingir o infinito é impossível.
 
Tenham um Bom 2013 e tentem ser felizes.
 
E a música só podia ser esta...


3 comentários:

GATA disse...

A ideia implícita no texto é bonita, mas nos tempos presentes é utópica. As relações são de interesse e não de afecto e ninguém ajuda ninguém.

Ate te digo: eu, quando estava na 'mó de cima', ajudei muita gente; agora, que estou na 'mó de baixa', os que ajudei -e que estão bem na vida- são os primeiros a virarem as costas e a esquecerem que eu existo. Portanto deixei de acreditar na pessoas, apenas acredito em mim e não é todos os dias.

Quase nos "entas" disse...

bom ano 2013 :)

A Minha Essência disse...

Era bom que a sensatez reina-se no universo...

Bom ano, Ni! :)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso