quinta-feira, 19 de julho de 2012

O que a vida me ensinou...

Imagem da net


Não se prende quem não quer ficar connosco.

Isto vale para o amor e para a amizade.

Para o bem, e para o mal, não consigo esquecer quem um dia foi importante para mim.

Sempre que perco alguém lembro-me de uma frase de Fernando Pessoa: "O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis". Porque no meu baú das memórias apenas guardo o que, de facto, vale a pena.

Custa perder alguém importante para nós? Claro que custa. Todos os dias. Porque em matéria de afectos ninguém é insubstituível.

Mas, como a minha querida amiga Djinn certo dia me disse, ... é a vida e temos que saber viver com isso.


E a música só podia ser esta.


( Amanhã comemora-se o dia internacional da amizade e tenho pena de não te ter ao meu lado mas quando acordar o primeiro pensamento vai ser para ti)

5 comentários:

Quase nos "entas" disse...

Que bonito e que verdade...
Sao coisas que vamos aprendendo com a experiencia da vida...
Coisas DURAS
beijinhos

GATA disse...

Quiçá é a minha frieza nórdica, mas não me custa esquecer quem foi amigo, porque quem nos abandona nunca foi verdadeiramente amigo. Quando se gosta de alguém, cuida-se da amizade, tal como se cuida de um planta; se não tratares da planta, ela morre, certo? And I rest my case...

S* disse...

O amor quer-se livre.

AC disse...

Custa muito perder alguém que era importante para nós. Já perdi algumas pessoas que não queria, que fiz um esforço enorme para manter junto a mim, e já virei as costas a outras que simplesmente desisti de querer.

A vida infelizmente não é como queremos, é dura, complexa e muitas vezes saímos magoados.

Eu Mesma! disse...

Beijinhos grandes :)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso