quarta-feira, 11 de julho de 2012

Inverosímil...

Imagem da net
" O inverosímil em matéria de sentimentos
é o sinal mais seguro da verdade "
Léon Tolstoi

Hoje, numa das minhas pausas para fumar, vi-me envolvida numa conversa entre colegas.


Uma delas, quarentona como eu, anda há já algum tempo com um homem dez anos mais novo e, pelos vistos, ele terá manifestado intenção de se casar com ela. Já nos preparavamos para manifestar a nossa alegria quando ela exclama: "Mas é impossível que ele goste de mim. Ele tem 35 anos e eu vou fazer 46. Como é que ele pode estar apaixonado por mim quando há mulheres de vinte e trinta anos bonitas e sem rugas?".


Não foram poucos os argumentos que eu e a outra colega apresentamos para afastar as dúvidas que ela manifestava:" Ah e tal, o amor não escolhe idades"; "Se ele quer casar contigo é porque gosta de ti"; "O que são 10 anos quando se fala de amor"; "Nada se equipara à maturidade de uma mulher de 40 anos"... Enfim, tudo serviu para tentar contestar um dos muitos dogmas que criam raizes nas nossas mentes.


É inquestionável que a sociedade olha com desconfiança para aquilo que foge dos padrões que ela institui para uma determinada época e lugar. Mas o que é fantástico numa sociedade é a capacidade que ela tem de se auto-regenerar através da mutação dos valores. Há uns séculos atrás era normal uma jovem casar com 14 anos. Hoje é algo impensável na sociedade ocidental. Mas em pleno século XXI ainda se mantém o paradigma de não se questionar quando num casal o homem é mais velho 10 anos mas manifestar alguma perplexidade se  for a mulher a ter mais 10 anos.
Mas questiono-me se Léon Tolstoi não tem razão e se não é a verdade dos sentimentos a grande responsável por muitas vezes "fugirmos" do que sentimos com a desculpa de que é impossível, quando, na verdade, é medo de enfrentar esses mesmos sentimentos.

4 comentários:

Any =D disse...

Gostei :)

AC disse...

A idade é apenas um numero, sem qualquer interesse. Se uma mulher de 46 anos se cuida, se sabe manter uma conversa, se tem interesses variados, se se actualizou no tempo, se gosta de viver a vida..não há mulher nenhuma mais nova que possa competir com isso, mesmo que tenha um corpo XPTO.. o amor tem regras muito próprias e gosta de nos surpreender:)

GATA disse...

Eu sou das primeiras a lutar contra os preconceitos... mas o meu lado felino desconfiado diria o mesmo que a tua colega: "Mas é impossível que ele goste de mim. Ele tem 35 anos e eu vou fazer 46. Como é que ele pode estar apaixonado por mim quando há mulheres de vinte e trinta anos bonitas e sem rugas?"...

desejo disse...

Eu diria o mesmo, por receio à sociedade.


:)

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso