terça-feira, 26 de outubro de 2010

Eu bem digo. Mas vocês não acreditam...



Eu não vos disse que as minhas viagens são sempre surpreendentes?

Até Lisboa, tudo normal.

Como tinha uma hora de espera decidi ir até ao Vasco da Gama (pois é Sadeek, tive a mesma ideia).

O objectivo era comer qualquer coisa e voltar para a estação. O problema é que sou gaja. E gaja que se preze tem sempre que olhar para uma montra ou duas e, de preferência, entrar, pelo menos, numa loja.  E foi o que esta menina fez. Quando olhou para o relógio faltavam apenas 20 minutos para o comboio e não queria arriscar chegar tarde. Lá se ia a comida mas tinha sido por uma boa causa.

Eis senão quando, reparo que me faltava o casaco. Toda catita vou ter com um segurança no sentido de tentar descobrir se alguém tinha entregue um casaco. E não é que ainda há pessoas honestas? Tinham encontrado o meu casaco e entregue na administração. Lá vou eu à pressa buscar  casaco e abro a carteira para ligar para a minha filha mais nova para saber como lhe tinha corrido o teste de química.

Para, disse bem. Porque telemóvel...já era...

Entretanto, faltavam já 8 minutos para o comboio. 

Com cara de menina bem comportada perguntei ao segurança se com o casaco não teriam entregue um telemóvel, ao que o segurança me respondeu: "Não acha que era sorte a mais"?

Sorte a mais? Mas se há pessoa que precise de sorte sou eu, ora bolas.

Resmungando sozinha decido ir a correr para o comboio dado que a hora se aproximava.

Eis senão quando (pois é, a história não acaba aqui), tenho a brilhante ideia de entrar na dita loja que tinha andado a ver e perguntar se alguma alma bondosa não teria encontrado o telemóvel. E não é que encontraram? Ah, pois é. Afinal o segurança estava enganado.

Agora só faltava atravessar a estrada, subir as escadas e entrar no comboio em apenas 3 minutos.

Apesar da gordurinha a mais ainda sou bastante ágil e lá consegui entrar no comboio quando já se preparavam para fechar as portas. 

Confesso que estava contente comigo mesma. No final tudo tinha corrido bem e coloquei um sorriso triunfalista.

Eis senão quando... (pensavam que acabava aqui?).

"Senhores passageiros, em virtude de um descarrilamento em Alcácer do Sal, este comboio terminará a sua marcha em Setúbal. Os senhores passageiros deverão aguardar pelo transporte alternativo que os levará até Grândola".

Bom, fiquei descansada porque o meu destino era Setúbal. O problema é que muitos optaram por escolher o táxi em vez de aguardar pelo transporte alternativo e quando vou a ver estavam 14 pessoas à minha frente. Lá ia eu perder o "ferry" das 14.50.

No início da fila estava um casal de holandeses a quem eu tinha ajudado a descer do comboio. Nisto olham para mim e perguntam-me para onde vou. Depois de responder eles disseram que tinham todo o gosto que eu os acompanhasse no táxi. Nem hesitei. Ainda ofereci para pagar a minha parte mas eles recusaram. Confesso que não insisti porque eles nem pestanejaram quando o taxista os informou que até Grândola teriam que pagar 75 euros.

Finalmente no cais, a tempo e horas, pude comprar o bilhete para o catamaran (e não ferry) e chegar ao hotel.

Ah, é verdade, Tróia é rodeada por uma paisagem magnífica e, segundo me informaram, estou instalada no melhor hotel.

Sorte? Claro que não. Eu mereço!

Ufa, estou cansada e o Congresso ainda não começou...

6 comentários:

Rui da Bica disse...

Realmente há "viagens surpreendentes" ! rsrsrs
Ou há "gente com muita sorte", ou esta "estória" deverá estar deslocada no tempo ! rsrs
... agora, nos dias de hoje ?... casaco ?..., telemóvel ? ..., partilha de transporte ? rsrs
Será que não estou a sonhar ? ...
.

NI disse...

Rui, eu mereço, ahahahahah

Falando sério, tive cá uma sorte...

E que começou ontem ao acertar em 4 números no loto 2 (o prémio é uma ninharia mas ao menos deu para a despesa).

Beijos

só 1 mulher disse...

Sabes Ni, cá por baixo é só pessoas honestas...

:)
(tiveste foi uma sorte daquelas)

NI disse...

só 1 mulher, não tenho qualquer dúvida que tive bastante sorte. No mesmo dia é uma coincidência difícil de repetir.

Eu Mesma! disse...

Isto tudo minha menina...
porque resolveste ser gaja... ires para as compras... não olhares para o relogio e ainda por cima...

perderes tudo o que tinhas nas mãos!

arre!!!!!! Mulher condenada!

NI disse...

Ahahahahaha

Eu Mesma, neste momento o meu cognome é "mulher da mala preta".

Mas isto é para outro post.

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso