sábado, 13 de dezembro de 2008

Será a indiferença uma forma de vingança?



Já o afirmei aqui por diversas vezes: consigo ultrapassar as adversidades que a vida, de forma algo irónica, me vai colocando. Mas, definitivamente, não consigo lidar com a indiferença. Para mim a indiferença é uma forma de desprezo e, tal com afirmou Baltasar Morales, "o desprezo é a forma mais subtil de vingança".
Talvez seja mesmo por isso que não lido bem com a indiferença. O problema é que quem me conhece bem sabe que esta é a única forma de me atingir...

13 comentários:

Força de Expressão disse...

olhaaa...

A frase de baltazar, é uma verdade incontestavel.. !!

Quando acontece de eu receber um desprezo.. isso acaba comigo.. !!!

Mas não sou muito capaz de desprezar alguem.. não por muito tempo. Logo eu me rendo..!!

ah ni. Lindinha essa musica que vc colocou no blog..!!

beijão.

ricardo praça
www.forcadeexpressao.com

NI disse...

Ricardo, nisso somos iguais.

Fico contente qe gostes da música de Sophie Zelmani. Conheci o trabalho desta artista quando um dos seus temas fez parte dum dos meus filmes preferidos: "O casamento do meu melhor amigo".

Beijos

Abobrinha disse...

NI

Claro que é. Por isso é que se deve pagar na mesma moeda... mas eu sei que é difícil quando não faz parte da nossa natureza.

NI disse...

Abobrinha para mim é impossível.

:-)

Nota - Já que não dá para comentar o teu último post no teu estaminé, deixa-me dizer-te que fico bastante contente com o teu actual estado de espírito.

Anónimo disse...

Essa pessoa deve ser terrivel; com esta arma deves conseguir expressar-te muito bem.

NI disse...

Caro anónimo, para que não pense que fujo às questões (apesar de não gostar, por princípio, de responder a comentários anónimos), direi o seguinte:

Partindo do princípio que quando se refere à "arma" quer referir-se ao blogue, devo dizer que como sou defensora do desarmamento, não gosto de armas,logo nunca utilizaria este blogue como arma.

Também não se retira do post de que alguém é terrivel. Quem sabe, não serei eu a culpada? Não falei de ninguém em particular. Mas das pessoas que me conhecem bem e que são importantes para mim. É que a indiferença de quem nada me diz, obviamente não me afecta.

Finalmente, a minha reacção à indiferença é sempre a mesma: remeto-me ao silêncio pois não sei reagir de outra forma.

Abobrinha disse...

NI

Eu sei que não é da tua natureza, mas a pessoa de vez em quando tem que endurecer um pouco o coração, senão sangra-o por quem não vale a pena. Como consequência, sofre quem nos está próximo e precisa do nosso amor.

Os meus posts dão sempre para comentar (nunca fechei nenhum a comentários), mas já não és a primeira pessoa a queixar-te disso num post fresco. Acho que a solução é mesmo não ver o blogue todo e picar só no post em questão. Ou voltar noutra altura.

Mas sim, também eu estou melhor assim. Por isso quis partilhar.

sessaoexperimental disse...

a indiferença.....de facto...desarma qq um........

bjocas

NI disse...

Uma beijoca também para ti.

:-)

Sadeek disse...

E, sinceramente, é a minha favorita!!! E eu consigo fazê-lo tãoooooo bem.... ;)

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS

NI disse...

Tens que me ensinar Sadeek.

Beijos

pinxexa disse...

Estarás a dimensionar bem o problema Ni?
Tens a certeza que é indiferença? É que nem sempre quando nos calamos estamos a demonstrar indiferença, às vezes é porque não temos mais nada a dizer ou então porque não queremos dizer alguma coisa que possa magoar ainda mais. Pensa nisto como uma hipótese,pelo menos.
Benefício da dúvida...
Um coisa tenho a certeza: quem contigo priva, ama-te, não lhes és indiferente!
Beijo

NI disse...

Talvez Pinxexa. Talvez...

Beijo

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso