quarta-feira, 20 de março de 2019

Então, Ni Maria?


Imagem da net



Pois, pelos vistos não apareço desde o ano passado.

Mas, e apesar de terem passado quase três meses desde a minha última "aparição", a verdade é que não aconteceu nada que me incentivasse a escrever meia dúzia de palavras.

É verdade que ainda me deu uns laivos no dia em que fiquei um ano mais velha. 

Mas nesse dia de março, em que completei 54 anos de vida (obrigada, Ricardo, pela lembrança), optei por fazer uma "viagem".

Uma "viagem"" através dos tempos...

No fundo acho que queria encontrar a justificação para os meus últimos dez anos. Queria saber porque razão é que a vida ficou tão complicada.

Mas acabei por concluir que, se é verdade que a minha vida não tem sido nada fácil nos últimos dez anos, também é verdade que a vida, até então, me proporcionou vivências inesquecíveis.

Conheci pessoas fantásticas; vi paisagens que só sonhava presenciar; ultrapassei desafios para os quais pensava não ter coragem; conquistei metas que não pensava alcançar; desempenhei funções que ajudaram outros a alcançarem os seus sonhos, fui companhia para outros que apenas precisavam de serem ouvidos.

Fui amada, acarinhada, abraçada...

Perdi familiares e amigos que, de forma inocente, pensava que estariam comigo para sempre.

Ganhei amigos que, ainda hoje, me acompanham.

Perdi a inocência, mas continuo a acreditar no puro altruísmo.

Sou menos sonhadora e um pouco mais fria (quiçá, um pouco cínica), mas mais resiliente.

Sou mais desconfiada face à simpatia, mas continuo a acreditar na bondade altruísta.

Sou mais reservada, mas continuo a acreditar na força de um abraço ou de uma palavra amiga.

Sim, a vida prega-nos muitas partidas e muitas ilusões (desilusões). Mas dá-nos tanto...

Como sempre, fiquem com a música que estou a ouvir e...sejam felizes...




9 comentários:

Kique disse...

Lindo texto
Palavras sabias
Bjs

Kique

Hoje em Caminhos Percorridos - Carta de uma paciente, ao seu psicólogo

Clara disse...

Eu sei que hoje é dia 20... e oito dias sempre dão oito dias mas... recebe um beijinho atrasado pois no dia certo eu pensei em ti mas não vim ao computador e depois passou-me.

Gosto muito desta música... e se te sentes vulnerável, nada como a companhia de amigos e boa música para te fazer sentires melhor.
Aparece mais vezes, sff!

Beijinhos com multa 💐
(^^)

Janita disse...

Fazendo o balanço, bem feito, sobre tudo o que a vida te deu, nestes últimos dez anos, chega-se à conclusão de que tiveste muito mais coisas boas do que más, Ni. Felizmente, os abraços, o amor e as amizades, ultrapassaram tudo... E as coisas más tornaram-te mais forte.

Parabéns e sê bem-vinda.

Um grande abraço

Portugalredecouvertes disse...

Olá Ni,
parabéns também por esse balanço que retrata que a vida é rica de acontecimentos, e se vermos bem as coisas, isso é poesia !

beijinhos
continuação de muitos contactos e amizades,
Angela


https://poesiesenportugais.blogspot.com/

NI disse...

Kique, é apenas o que a vida me ensinou. :)

Beijos

NI disse...

Clara, qualquer dia é bom. Obrigada.

E não me sinto vulnerável. Mas esta música é uma das minhas top ten.

Nas últimas semanas tenho estado cheia de trabalho. Mas vou tentar ser mais assídua.

Beijo enorme

NI disse...

Obrigada, Janita. Mas as coisas boas ocorreram, quase todas, há mais de dez anos. Mas, sim, tornei-me mais forte.

Beijos

NI disse...

Obrigada,Angela.

Também espero. :)

Beijinhos

Ricardo Valério disse...

Boa tarde:- Noto que andou ou esteve de "férias" :)
Pelo bonito texto, saúdo o seu regresso.
.
Tenha um dia de Paz, amor, felicidade.

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso