quinta-feira, 16 de março de 2017

Sabes...

 
 Imagem da net

Se ainda falássemos, nem imaginas o que tinha para te dizer.

Parece que nos últimos quatro anos alguém se lembrou de trabalhar exclusivamente na minha estrada da vida, tantas foram as mudanças, as dúvidas, as frustrações, as desilusões e os medos...

Se ainda falássemos, provavelmente não chegaria uma vida para colocar a conversa em dia.

Na verdade, nunca chegávamos a acabar uma conversa porque um de nós lembrava-se de dizer uma tolice qualquer que acabava tudo numa gargalhada.

Se ainda falássemos, provavelmente não tínhamos nada para falar.

Os silêncios bastavam...


A música de hoje? A que mais dancei na minha juventude, nos famosos bailes de garagem...

Sem comentários:

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso