quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

O casamento acaba com a paixão e o desejo?

 
 
 
"Devia-se estar sempre apaixonado.
É a razão pela qual nunca nos devíamos casar."

Óscar Wilde


Eis uma afirmação que nos obriga a reflectir. É óbvio que para quem nunca casou, ou se casou há pouco tempo, ou, ainda, para quem tem um casamento durante o qual ainda não tenha ocorrido uma “crise”, obviamente responderá que não está de acordo.
Mas a resposta será assim tão linear?

Será que é possível duas pessoas estarem casados 10, 20, 30 anos e mais e manter acesa a paixão e o desejo?

Mas a paixão não é um sentimento que se vai desvanecendo com o tempo e vai dando lugar a um sentimento mais sereno? Ou será que só é possível existir o amor se a paixão persistir?
Se assim for, o que resta a um casal? A partilha, a cumplicidade e o carinho? E é suficiente?

Ou, como ouvi uma colega dizer hoje, o casamento entre duas pessoas só se mantém por simples comodismo, porque é tarde para recomeçar ?

Mas há uma idade para sentir paixão? Para sentir desejo? Para amar? Para recomeçar?

Ou será o medo de enfrentar os nossos sentimentos e os nossos anseios?



 

Dicas para o dia-a-dia / 10



Continuando com a rubrica...

Quem é que não gosta de cookies com fruta ou gelado? O problema é conseguir dar aquela forma oca. Pois muito bem, é mais fácil do que parece. O truque? Colocar a forma de bolos de cabeça para baixo. Tão simples quanto isto:


O silêncio das palavras...

"Quando a boca não consegue dizer o que o coração sente

o melhor é deixar a boca sentir o que o coração diz."

William Shakespeare


Às vezes é preferível nada dizer.

Mas, na verdade, o silêncio pode dizer mais do que as palavras transmitem.

O silêncio pode ser cumplicidade. Empatia. Envolvimento.Solidariedade. Companhia. Aconchego. Afago.

Mas pode ser indiferença. Desprezo. Desdém. Desconsideração.

E pode ser medo. Receio. Temor.

Mas há silêncios, aqueles que o nosso olhar não capta, que não entendemos. Porque, mesmo quando o questionámos, não nos respondem...

Será cumplicidade? Indiferença? Receio?

Será uma forma delicada de nos dizerem adeus? Mas existe uma forma delicada de dizer adeus?

Ou a forma mais terrível de nos dizerem que já nada significámos?
Esperámos? Ou partimos?

E nunca pensei que um ano depois estivesse a repetir este post.
 
 
 
 
*

E, cada dia que passa, mais me convenço que...


"Se procurámos uma mão para nos ajudar, vamos encontrá-la na extremidade do nosso braço".


É bem mais seguro e confiável. É que nunca sabemos quando a mão alheia se prepara para nos enterrar ainda mais.



segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Do que não entendo



Imagem da net


Mas as pessoas continuam a valorizar  o exterior, mesmo que tenham consciência que é apenas "fachada".



...

 Podia fazer um post sobre o que sinto hoje? Podia.

Tentei. Mas depois de escrever, apagar, reescrever e apagar, cheguei à conclusão que nenhuma palavra conseguiria descrever o que quero dizer.



E há sempre uma música que fala por nós.



domingo, 26 de fevereiro de 2012

Dos problemas femininos...

Segundo a filhota mais nova é um dos seus problemas mais recorrentes.

Segundo a mãe é um problema de fácil resolução. Bastará que não pinte as unhas.

Resposta da filha mais nova: a mãe não entende nada de problemas femininos (e se os olhos "comessem" eu não estaria a escrever este post).


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Dicas para o dia-a-dia / 10

Esta dica é feita à medida do "Bloguótico" que tem sempre "fios a mais e tomada a menos" (forma elegante de dizer que desconhece o que é organização e orientação) .

Mas, passemos à frente.

Uma das soluções é usar as "bread tags" ( são aquelas abas de plástico que alguns sacos de pão, de biscoitos e de batatas já trazem ) para fazer rótulos para os cabos. Se não tiverem as abas de plástico podem fazer com cartão grosso.





Do vício de sermos boazinhas...



«Há uma parte de cada uma de nós, uma parte bem importante, que muitas vezes não gostamos de reconhecer. É a cabra secreta. Não se atrevam sequer a fingir que não sabem de que é que eu estou a falar.
A cabra secreta é a «tia fatal» que cada uma de nós sabe ser, a passear-se com um cigarro na mão e um martini na outra, e que é capaz de chamar os bois pelo nome. A cabra secreta diz o que pensa e pensa o que diz. É um ponto final definitivo no vício de sermos «boazinhas».»

Sinopse do livro "Descubra a Cabra Secreta que existe em si" - Elizabeth Hilts


Com a idade fui "aprimorando" a "cabra" que existe em mim. O problema é que sempre gostei das denominadas "mensagens encriptadas". Aquelas em que apenas aqueles que sabem ouvir entendem. Tal facto impede-me de radicar de vez com o meu vício.




quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Acrescenta-me um ponto...

Desafiada pelo Confuskos do cantinho  "As cartas que nunca te escrevi"aceitei (sob coacção, diga-se) participar neste projecto. Espero não te ter defraudado.
Passo este desafio à A Minha Essência do cantinho "ROUPA PRÁTICA" porque gosto da forma como ela transmite o que sente.
Vamos lá:

De acordo com o Gonçalo Cardoso, o autor da ideia, "esta rubrica surge da necessidade de renovação e intensificação do espírito de unidade e imaginação da blogosfera e pretende que cada um dos bloguistas seleccionados seja autor de um parágrafo de um texto realizado em conjunto por vinte bloguistas." O tema eleito é o EROTISMO.
Regras da Rubrica "Acrescenta-me um ponto!":
1 - O texto, constituído por vinte parágrafos, terá início no blogue "O Sabor da Palavra" (http://osabordapalavra.blogspot.com), segundo o seu autor Gonçalo Cardoso.

2 - Cada bloguista terá direito a um parágrafo do texto com o máximo de cinco linhas.

3 - Após a realização do parágrafo respectivo, cada bloguista terá que seleccionar outro bloguista que cumpra a continuidade do texto, segundo as regras mencionadas.

4 - Cada bloguista terá o limite máximo de três dias para realização do parágrafo, estando sujeito a desclassificação da rubrica e seleccção de novo bloguista por parte do seu autor.

5 - Cada bloguista assinará o seu nome e respectivo blogue na lista dos participantes.

6 - O último participante ou autor do vigésimo parágrafo, finalizará o texto e partilhará com o autor do blogue "O Sabor da Palavra" para a sua divulgação no blogue inicial.

7 - Sejam criativos.
Nota 1 - Estou mais do que dentro do prazo (o desafio foi-me lançado há uns minutos).
Nota 2 - Cumpri as cinco linhas (nem eu acredito).

COMEÇOU ASSIM...

Gonçalo Cardoso
"20 horas. Jantar no Hotel Ritz. Jorge, um delegado de propaganda médica, observa o charme de Leonor, uma jovem e ambiciosa advogada, de olhar penetrante, lábios carnudos e um vestido de cetim justo, com um decote revelador da sua pele delicada e fina. Do outro lado da mesa, Leonor pede a Jorge que lhe sirva um cálice de vinho tinto, enquanto repara na sua barba cuidada, nos olhos verdes e na camisa justa e semi-aberta..."

Scarlet Perry
À medida que o vinho quente e escarlate cai no seu copo largo e obscuro, Leonor recorda o primeiro encontro sexual de ambos: os cheiros, os fluídos, os sons e sensações...e sente-se de repente algo desejosa de Jorge. Deu um pequeno golo e lambeu uma gota malandra que cismou em ficar nos seus lábios carnudos e desenhados com uma cor forte.
- Estou louca por te sentir! - Sussurrou ela - Não sei quanto tempo mais aguentarei!"
 

 
Puzz
"Jorge coloca a mão direita sobre a mesa convidando outra mão a aconchegar-se dentro da sua. Leonor responde com um gesto delicado tocando-lhe suavemente e encaixando a sua mão no conforto da dele.
-Desejo-te a cada minuto. - Diz Jorge com uma voz quente e aconchegante, pensando que quando está com ela todo o mundo e os seus problemas desaparecem, e as suas tumultuosas vidas parecem fazer algum sentido. - Quando te vou ter só para mim? - questiona-a em jeito de desabafo."

S*
"Ela sorri, com aquele jeito malandro de quem quer mais mas teima em não o admitir. Sem se aperceber, deixou-se enrolar num mar de emoções com este homem de olhos verdes. Não quer só mais um encontro. Não quer só mais uma noite. Como dizer-lho? Mordisca o lábio num tique nervoso. Ajeita o cabelo, ergue os olhos e enfrenta-o.
- “Desta vez o jogo vai ser jogado segundo as minhas regras. Aceitas?”

Malena
 “Aceito!”- responde-lhe, enquanto a sua mão aperta mais a dela.
Jantam quase em silêncio, os joelhos de ambos roçando-se... Os olhos de Jorge mal seguem os movimentos do garfo, presos a ela, expectantes, observando-lhe o peito ofegante, os lábios trémulos que tantas vezes afloraram cada recanto do seu corpo … Mal acabam, surpreende-se pela forma súbita como ela o arrasta pela mão até ao carro. “Deixa que te guie ao meu mundo!”- diz-lhe ela."

Orquídea Selvagem
"E ele deixou-se conduzir por aquela mulher que lhe inebriava completamente os sentidos. Entraram no Alfa Romeo Spider descapotável de Leonor e dirigiram-se a uma velocidade vertiginosa até a um palacete luxuoso na linha de Cascais, onde decorria uma festa privada só para adultos. Antes de saírem do carro, ela debruça-se sobre a bagageira e de lá retira uma venda para os olhos de cetim preto e duas máscaras com pequenas plumas e brilhantes. Jorge disfarça o seu embaraço... dá-lhe a mão e entram juntos na festa."

Me
 "Abrem-se as portas do palacete, estilo árabe, colocam as máscaras e entram… Jorge não consegue disfarçar a admiração perante a grandiosidade daquele espaço soberbamente decorado, incitando à luxúria. Entram num salão amplo, onde uma sensual morena, apenas em lingerie toca piano, acompanhada de um par dançante… As pessoas estão elegantemente vestidas, e o ambiente é altamente excitante, quente, erótico… onde o sexo deixa de ser “pecado”, onde a palavra proibido é eliminada!... Ao fundo do salão ergue-se uma majestosa escadaria que conduz aos quartos temáticos…
- Subimos?... pergunta Leonor num tom quente e convidativo."

El Solittario
"Jorge engole em seco,,, uma das suas fantasias está prestes a se tornar realidade,,,todo aquele ambiente transpira sensualidade, sexualidade, vontade, tesão,,, decidido dá-lhe a mão,,, Leonor encaminha-o para o andar de cima,,, lentamente sobem os degraus,,, um a um,,, à medida que se aproximam do topo os murmúrios provenientes dos quartos tomam forma de gemidos, sussurros de prazer,,, Já no andar de cima Jorge depara-se com um longo corredor ladeado de tochas,,, Leonor, aproxima-se da primeira porta,,, abre-a,,,"
Just Me
"O espetáculo que se lhe oferece é um festim para os seus sentidos... Mas, é nesse momento que Leonor o trava e lhe diz... "-Tens muitos quartos aqui... só podes escolher um... e vais ter de o escolher sem saber o que está nos outros... Queres ficar por aqui?" Jorge fica especado por momentos a admirar o espetáculo que se desenrola à sua frente... Uma mulher despindo-se, provocando... Olha para Leonor e apenas com o seu olhar recusa este quarto... Aproximam-se da segunda porta, abrem-na... Dois pares de olhos fixam-nos como que a perguntar... "-Juntam-se a nós?"
 

Patife
"O magnetismo que incendiava o olhar não deixou espaço para dúvidas ou recusas. Fecharam a porta atrás de si sem se aperceberem que estavam a abrir uma outra porta nas suas vidas. Lá dentro, a dança dos corpos desvendava uma intensa alquimia. Encostada à pele, a lascívia mistura-se, entranha-se e enlaça. Na ânsia que os corpos a absorvessem. Jorge trepidava. Por dentro. Os seus dedos percorriam os contornos da pele húmida sem se atreverem a penetrar. Lábios como chamas, olhares como fagulhas do desejo. Até que Leonor se aventurou a percorrer as escalas do desejo e os corpos inflamaram-se, provocando o degelo dos corpos quentes."

Stargazer
 "Naquele quarto envolto na penumbra, onde apenas uma lareira crepitava, pintando o ambiente de tonalidades vermelho e laranja paixão, Leonor foi-se deixando derreter nos braços daquele homem intenso. Jorge, inebriado pelos suspiros que Leonor deixava escapar por entre os seus lábios carnudos, sentia-se arrebatado por tanta volúpia, numa tempestade que ameaçava afogá-lo nas águas turbulentas do desejo.
Foi então que a porta se abriu e no seu limiar surgiu uma figura que ninguém esperava: ali estava ela, mais esplendorosa do que nunca, com um vestido branco translúcido, que lhe pendia do ombro em suaves pregas e lembrava uma imagem da Deusa grega Afrodite. Os seus longos cabelos de caracóis negros envolviam-lhe o rosto de uma beleza estonteante, e roçavam o seu outro ombro nu, numa carícia sedutora, transformando-a numa aparição que rondava o divino.
- "Boa noite", disse ela, dando um passo decidido em frente."


Libertya
"Jorge parou e olhou para a figura que se apresentava diante dos seus olhos, completamente enfeitiçado. Leonor sorriu maliciosamente e com uma cumplicidade notável, pediu para que avançasse. Quase que flutuava tal era a sua graciosidade, posiçionando-se por detrás dele.Beijou-lhe o pescoço, desconcertando-o. Deixou que o seu toque o arrepiasse, subindo pelo seu ombro, Leonor estava deliciada e fitava-o, os seus olhos estavam raiados de desejo e luxuria. Tirou-lhe a máscara, deixando que a outra figura feminina lhe pusesse a venda de forma calma, apenas ela veria aqueles olhos verdes magnetizantes naquele momento, seriam apenas seus. Jorge ouviu um sussurro...
  - Abandona-te e, prepara-te para o êxtase...

Venus in red
... sentindo o murmúrio quente soprado no ouvido, tentou tomar consciência do tinir que teimosamente o despertava e, com os olhos ofendidos, pela claridade repentina, percebeu que…afinal… vivera um sonho... (?!)
 "Senhores passageiros, fala-vos o comandante. Em nome de toda a tripulação, esperamos, que tenham tido um voo agradável e, informamos que dentro de momentos, preparamos a aterragem em Veneza. Desejamos...".
Amaldiçoando a voz masculina que soava ao microfone, tentou recompor-se... - hmmmm... algo estranho se passa - pensou…
Procurava localizar-se, quando o seu olhar chocou com a bela mulher instalada na poltrona a seu lado, logo, recordando a primeira vez que a vira, no embarque. Ficara então bastante impressionado, pela sua figura e feminilidade.
Jorge, ergueu-se ligeiramente e voltou a sentir algum desconforto… levantando o agasalho que lhe cobria as pernas, viu em sobressalto, que o fecho das suas calças se escancarara, revelando o seu sexo húmido e (ainda) com sinais de claro intumescimento…
Desconcertante!
Prendeu sem medo o olhar na companheira de viagem que, fitando-o, se levantou e, pedindo licença, passou à sua frente, "perdendo" no seu colo, um papel dobrado. Dirigiu-se à cauda do avião.
Jorge, permaneceu sentado e, ainda atordoado abriu o papel. "Bem vindo ao Carnaval de Veneza! Com uma máscara dourada...
Continua a tua fantasia! 041 5051809"

Gadreel
Jorge estava atónito com a situação, não conseguia colocar a ideias no lugar. Se, por um lado, vivera uma irrealidade durante o sonho, a dama que estava ao seu lado era real, bela e sedutora. Durante a pequena viagem que o leva para fora do Aeroporto Marco Polo até ao centro de Veneza, não tira os olhos na mensagem deixada pela companheira de viagem. Tem vontade de ligar para o número que ela lhe deixou, mas não lhe parece um número de telemóvel. Arrisca, vai a uma cabina telefónica e marca...do outro lado, aparece uma voz que em tom acelerado lhe diz “ Palazzo Abadessa, buon pomeriggio”...desliga a chamada, fica intrigado! Dirige-se ao cais de embarque para apanhar uma gôndola até ao hotel onde ira passar uns dias. A meio da viagem, vira-se para o gondoleiro e mostra-lhe o papel, diz-lhe que o número é de um sítio chamado Palazzo Abadessa...o gondoleiro sorri e, com um ar malandro diz-lhe “Amico, è la patria di Casanova al Carnevale di Venezia...quasi nessuno ha accesso... lussuria “

AC
A tentação é enorme, a provocação imensa...Jorge hesita se há-de ir até ao hotel tomar um duche refrescante e descansar da viagem, ou seguir para o Palazzo Abadessa... mas a curiosidade, o desejo latente e a palavra luxúria cegam-no completamente. Arrisca. Antecipa o prazer do desconhecido, da aventura, e sente uma vontade incontrolável de viver esta nova experiência. Manda entregar as malas no hotel e pede ao gondollieri que o leve de imediato ao fantástico palácio. Na imponente entrada é recebido por uma mulher lindíssima apresentando-se completamente nua, segue-a até uma sala onde lhe ordenam que se dispa na integra, estremece, mas segue à risca a ordem e antecipa alguma excitação..Depois de nu é conduzido a um quarto no primeiro piso onde encontra Leonor também ela despida, exposta, vulnerável, de pulsos atados acima da cabeça com uma fita de cetim... sussurra...
Surpreende-me!

Confuskos
Após tais palavras, Jorge jura a si mesmo cumprir o pedido e aproxima-se de Leonor, apoia o joelho na cama onde esta se encontra e olha-a… da cabeça aos pés! Consome cada fôlego como se fosse o último e o seu olhar intenso penetra-a até à alma!
Com a ponta dos dedos percorre o corpo de Leonor, esta arrepia-se e estremece perdida por entre o desejo e o incerto… os dedos dele começam por subir dos pés aos joelhos, onde a mão muda de posição e começa a tocar-lhe com as costas da mão, sobe ao seu ventre evitando tocar-lhe no sexo, mas dobra-se sobre ela e beija-lhe o “Monte de Vénus” cujo tufo peludo em forma triangular lhe indicam o sentido do prazer… mas ele ignora e se o primeiro beijo foi fogaz, segue-se um beijo quente e longo na sua barriga de pele suave e cheia de sensações!
Levanta o olhar, vislumbra os seios de Leonor e avança para estes…

Ni

Mas o seu calor atormentava-o e, afastando-se, desata a fita de cetim que prendia as mãos de Leonor e, num movimento sôfrego, coloca-a de costas. Jorge não entendia as emoções que experimentava naquele momento. Apenas sabia que tinha que a fazer sua. Leonor fechou os olhos no momento em que sentiu a dureza da sua erecção entre as sua pernas, despertando nela um desejo que tinha que ser saciado.

Lista de participantes:
1- Gonçalo Cardoso / O sabor da palavra
2 - Scarlett Perry / Scarlett Perry
3 - Puzz / HeliPuzz
5 - Malena / Da Malena
6 - Orquídea / Orquídea Selvagem
7 - Me / Play with me...
8 - El Solitario / El Solittario
10 - Patife / Fode fode Patife
11 - Stargazer / Postcards from Heaven
12 - Libertya / Libertya
13 - Venus In Red / Voluptás
14 - Gradeel / Paradise Lost
16- Confuskos/ ascartasquenaoescrevi.

18- A MINHA ESSÊNCIA / ROUPA PRÁTICA

Partir...

Imagem retirada da Net


Hoje estou naqueles dias em que quero partir.

Para um lugar só meu. Onde ninguém entra.

Não é um jardim proibido, apenas um lugar onde nunca ninguém conseguiu entrar. Porque só consegue entrar quem não tem medo de naufragar...

Eu não tenho medo de naufragar, apesar das inúmeras vezes em que o vento é tão forte que o meu pequeno barco quase vira. Outras vezes anda à deriva dias sem fim...

Muitas vezes, apenas a ânsia de pisar terra firme permite que o meu olhar não deixe de ver o horizonte.

Ao longo dos anos já sobrevivi a muitas tormentas e por mares "nunca antes navegados". Mas não é qualquer Adamastor que me derrota com os medos. Até Adamastor que lutou contra deuses e se apaixonou, foi derrotado pelo querer, pelo sonho...
 
E é por isso que eu parto... mesmo sem a certeza de lá chegar...
 
 
 
 
 

Durar...durar...

Imagem da Net



Então hoje devo ser como uma pilha duracell Duro...duro...


"A Idade de ser Feliz"



"Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa."

Desconhecido

 



Para a "minha filha virtual" no dia de mais um aniversário.

E aqui fica um dos teus cantores favoritos.


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

A União faz a força - Parte II





Dicas para o dia-a-dia / 9ª

Todos nós conseguimos, como que por artes mágicas, acumular "trecos" (nome que a minha avózinha dava às coisas que não interessavam a ninguém mas que nunca aparecem quando precisámos delas).
A maioria de nós tem uma gaveta reservada para o efeito e quando aparece um treco..."aqui vai disto" para dentro da gaveta. Mas há quem goste de ter tudo arrumadinho.
Ora, uma forma de organizar os "trecos" é arranjar uma forma de bolinhos que já não esteja em uso, colocar uns copos de plástico e aqui está (no exemplo são os "trecos", vulgos canetas, canetinhas e afins, que os miúdos teimam em juntar mesmo que já não pintem nada):


Pensamento do dia...



E quem criou o novo acordo ortográfico tinha dificuldade em escrever a ´"língua materna" sem dar erros ortográficos.

Como essa não é uma das minhas dificuldades vou continuar a escrever em português.

...



Três cafés depois e continuo com uma disposição que nem a mim me aturo.

E parece que é hoje que a nova funcionária vai conhecer o meu mau feitio. Já trabalhei com pessoas preguiçosas mas esta bate todos os recordes. Estão a imaginar uma pessoa que passa o dia a falar ao telefone e ao telemóvel a falar de tudo menos de trabalho? Cheguei bastante cedo para estar algum tempo sozinha a fazer um relatório pois já sabia que quando ela chegasse a paz acabava-se. Dito e feito. Chegou às 9 horas e já contabilizei até ao momento 5 chamadas.

Uma coisa garanto: mais um telefonema privado a usar aquela voz esganiçada que se ouve a metros de distância e arrisca-se a ficar sem telemóvel como os meninos sem educação.

Para evitar problemas já avisei o chefe. Resposta? "Se conseguir que ela se cale pago-lhe um café".

Fosga-se...

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

É tão evidente...

" - Mãe, sabes, os amigos podem ser poucos e meio loucos mas o importante é que sejam verdadeiros. Não concordas? "

Olhei para a minha filhota mais nova com um sorriso enquanto pensava como é que é possível uma jovem de 14 anos ter ideias bem mais definidas que alguns adultos que eu conheço.


Pois é, cheguei e logo com um tema destes.


Pelos vistos o descanso em mim funciona ao contrário.


E a música que mais ouvi estes dias (com o volume no máximo, diga-se,) foi esta:



sábado, 18 de fevereiro de 2012

Blogue fechado...

Para balanço.

Vou descansar do "5º piso" por uns dias para aqui:






Se me cansar do descanso (e acontece-me na maioria das vezes), ainda venho cá chatear.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Passatempo Dia dos Namorados - "Do Miminho"

A grande vencedora do passatempo deste ano foi a Lisa.

E a Ana do "Conto de Fadas" não demorou a enviar o miminho à Lisa que gostou da surpresa.

Uma vez mais, obrigado à Ana pelo apoio incondicional que, de imediato, deu à iniciativa. Sei que já enviou à Life e só ainda não enviou à Sloguótica porque ainda não deu a morada.

Então, para conhecimento de todos, aqui fica o miminho:




Síndrome CSI




E daqui a uns minutos vou vestir o "fato-de-macaco" e passar a manhã com os mecânicos da minha empresa a "desmantelar" carros.

Levar a efeito uma auditoria exige muita preparação e muito estudo, é certo. É um trabalho minucioso em que nada pode ser deixado ao acaso.

Mas tem alguns aspectos positivos. Um deles é o que eu chamo "síndrome CSI", isto é, os auditores têm que gostar da investigação. Têm que saber observar. De obter factos a partir dos indícios. De ver para além do que as evidências possam sugerir. De verificar os dados que possuem. De recorrer a diversas áreas do conhecimento.

Fiquem com a música que estou a ouvir neste momento (e podem dançar nem que seja rodando a cadeira e mexendo os braços).




Nota Importante: Qualquer similitude entre a "je" e a menina da foto é pura coincidência

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Um homem tem medo de uma mulher que o ame muito?



"Um homem tem sempre medo de uma mulher que o ame muito".

Bertolt Brecht


Será assim mesmo? Mas, medo porquê?

Este tema foi já abordado no longínquo ano de 2008. Será que as opiniões mudaram?

Então, as opiniões divergiram. Uns alegaram que alguns homens têm uma imensa incapacidade de amar ou de demonstrar que amam. Outros, por outro lado, defenderam que não é tanto o medo da mulher, mas do que ela poderá representar para ele dado que o amor faz aumentar a sua responsabilidade, a sua dependência e a sua fragilidade emocional, pelo que é natural que haja quem tenha medo.

E a vossa opinião?

Para dar a "cara com a careta", a música só podia ser esta (ok, podia ser outra mas eu gosto desta):





Dicas para o dia-a-dia / 8ª


Hoje em dia qualquer hotel coloca alguns produtos na casa de banho para serem utilizados. Um desses produtos é a vulgar "touca". A verdade é que a maioria das vezes não a utilizamos e, das duas uma, ou deixamos lá ficar ou trazemos para casa e "atirámos" para uma caixa ou para uma gaveta.

Pois fiquem a saber que as toucas podem ser bastante úteis para uma viagem e não propriamente para o fim para o qual elas foram feitas.

Em vez de gastar dinheiro a comprar um saco especial pode utilizar para isto:



Exactamente. Usar as toucas de banho dos hotéis para guardar os sapatos usados em viagens.

E hoje levam com uma música que ainda não parei de "trautear" desde que me levantei (e tem-me ajudado a fazer um relatório que tem que estar concluido hoje e que é "chato como o caraças").

Nota 1 - Ouvir bem alto.
Nota 2 - Uma pergunta, (mera curiosidade), já alguma vez "morderam o anzol" ou preferiram não arriscar?


 

Bater na madeira...




Quem tem o hábito de bater na madeira para "afastar o azar"?

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O que me apetecia fazer neste momento...

...era dançar isto:




Eu até não dançava mal há uns anos atrás. 

Ok, podia-me dar para pior!

E os meus planos para esta noite...



... e dado que estou sozinha, englobam: uma chávena de chocolate quente, (para a "engorda"), ver o 1º episódio da nova série de " CSI N.I", jogar um bocado o PACMAN, (eu sei, é "antiguinho" mas eu eu gosto), e ler um livro.


*

O verdadeiro espírito do "Dia dos Namorados"...


É tão simples quanto isto.




Passatempo Dia dos Namorados - Mais prémios e do que falta dizer...



Porque o prometido é devido e porque vocês merecem.

As autoras das frases que ficaram em 2º e 3ºs lugares vão receber, também elas, um miminho em casa oferecido pelo "Conto de Fadas". Para tal só têm que enviar para o endereço de e-mail que se encontra na coluna da direita as moradas de envio.

E são elas:




E os restantes participantes?

É óbvio que a sua participação teria que ser recordada de alguma forma.

Para mais tarde recordarem, todos eles irão receber no seu mail um certificado de participação como este:





E, uma vez mais, obrigado a todos pelo entusiasmo e partilha.


E a frase mais romântica é....



Com 27 votos a frase da Lisa venceu o passatempo "Dia dos Namorados" 2012. 

Parabéns Lisa. Por ser a vencedora a Lisa receberá um miminho oferta do Conto de Fadas (deverá remeter para o endereço de e-mail que se encontra na coluna da direita a morada de envio no prazo de uma semana).

 


E parabéns a todos os que participaram quer através do envio de frases quer através dos votos e dos estímulos que deram uns aos outros.

Pela alegria e partilha que todos demonstraram, valeu a pena o passatempo. Para o ano cá estaremos de novo.

Também estão encontrados os 2º e 3.ºs lugares que merecerão um post daqui a umas "horitas" e onde será desvendada a surpresa.

Para os restantes? Claro que também há uma surpresa. 

O Amor, enquanto sentimento,deve ser vivido e enaltecido todos os dias, mas se existe um dia que nos recorda que vale a pena amar e ser amado então aproveitem-no da melhor forma.
A mim só me resta a agradecer a todos. E o agradecimento fica em forma de música. A música que a Lisa escolheu.

Esta música é para vocês.




segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Passatempo Dia dos Namorados - Do Anúncio



Faltam cerca de três horas para encerrar a votação.

Se não houver surpresas, a frase vencedora está encontrada mas o mesmo não se pode dizer das frases que estão na corrida para os 2º e 3ºs lugares.

À meia-noite a votação será encerrada e a frase vencedora anunciada.

No caso de se verificar um empate para os 2º e 3ºs lugares terá lugar poucos minutos depois da meia noite uma nova votação que encerrará amanhã às 13 horas. É que, conforme disse, há uma surpresa guardada que não vai ser ainda desvendada.

Passatempo Dia dos Namorados - Da Votação - ADENDA


E não é que a votação "mexe"?

Querem ver que até ao final ainda vai haver surpresas?


Nota - Em resposta a um mail que recebi devo dizer que, e apesar de não ter votado por via das regras do passatempo, é óbvio que tenho a minha frase favorita. Mas não ficaria bem estar neste momento a dizer qual.


Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso