sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

É só...


Para vos desejar um Bom 2011.

Pela parte que me toca, apenas desejo que este ano termine o mais rapidamente possível. É que, apesar de desconhecer o que 2011 me reserva, existe sempre a esperança de que o ano que se aproxima a passos largos seja melhor.

Já agora, o tempo na "minha ilha" está absolutamente espectacular. Por incrível que pareça ando de manga curta dado que a temperatura está amena e o vento decidiu ir para outras bandas.

Até para o ano...


segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Previsões 2011 - Signo de Capricórnio

Em vésperas da partida para a minha "ilha", e porque amanhã a "minha cara-metade" conseguirá o feito de levar três meses de antecipação aos meus 46 anos de vida, deixo aqui as previsões dos "iluminados" para todos aqueles que partilham o signo de Capricórnio.


"Outro signo em destaque, sobretudo os nativos do 1º decanato (22 a 31 Dezembro) que vão estar sujeitos a “alta tensão” em várias áreas da vida. Este processo já começou para eles em 2010, e agora com a influência acrescida de Úrano, são mesmo chamados a enfrentar os seus medos como nunca (portanto não resista!)...
... O seu habitual auto controle será absolutamente posto à prova! O Capricórnio tem que aprender a fragilizar-se para encontrar outra saída (o que é algo muito difícil para ele); se necessário, peça ajuda...As mudanças familiares serão importantes agentes de amadurecimento. Se não aceitar perder algo para ganhar uma vida nova e uma renovada força interior, vai perder duas vezes. O que é que precisa aceitar que acabe na sua vida? Uma relação, um estilo de vida, o estímulo da ambição à moda antiga? A reacção do medo pode levar ao individualismo cerrado: má escolha, só o isolará mais ainda...

... Os nativos do 2 decanato (01 a 10 Janeiro) sentirão particularmente os desafios no campo profissional: se semeou perseverança, responsabilidade e capacidade de trabalho, será recompensado. Caso contrário, os desafios vão testar as suas ambições. Evite a impulsividade e não adiantam os excessos de mau génio onde tenderá a culpar o exterior pelas suas dificuldades; cuidado particular com a saúde...
(aqui)

Seja qual for o vosso signo, o importante é que sejam vocês mesmos e tentem ser felizes.

Já agora, se não falarmos antes, tenham uma entrada em grande em 2011.



sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A todos...


Que me dão o prazer de contar com a sua companhia ao longo do ano, desejo um Feliz Natal.

Época de afectos, por excelência, façam por dar e receber os mesmos.


Agradeço e retribuo, em igual medida, todas as manifestações de afecto que me deram.




quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Hoje é...



O meu último dia de trabalho de 2010.

O meu último dia de trabalho no serviço ao qual me entreguei nos últimos oito anos.

O último dia em que irei conviver com os colegas de sempre.

Ontem perguntavam-me se eu conseguia escolher o melhor e o pior dia de 2010.

Consigo. E sem qualquer margem para dúvida.

O pior dia foi a 12 de Março. Precisamente o dia dos meus anos. Não por ter acrescentado mais um ano ao extenso número que já possuo. Nunca me preocupei muito com a idade inscrita no BI quando em espírito ainda me sinto jovem. Mas pelo facto de, pela primeira vez em 45 anos, não os ter comemorado só porque alguém sabia como me magoar. É que só as pessoas que verdadeiramente me interessam têm essa capacidade.

O melhor? Tive alguns bons momentos. Escolho um fim-de-semana de Agosto. Pude contar em minha casa com a família que adoro e os meus dois bons amigos: Djinn e Francisco.

Quando regressar em 2011 irei para um novo serviço e para um novo edifício.

Em termos profissionais, e pela primeira vez, não faço planos. Sempre que os fiz algo, ou alguém, encarregaram-se de impedir a sua concretização, independentemente do meu esforço e da minha entrega para os levar "a bom porto".

Desta forma, encaro 2011 como um novo desafio no qual, como sempre o fiz, irei tentar dar o meu melhor mas sem nenhuma expectativa.

Em termos pessoais apenas desejo ter ao meu lado os familiares e os amigos que, de facto, têm prazer em partilhar a minha companhia.

Sei que esta música é repetida vezes sem conta neste blogue. Mas é, de facto, a minha música preferida no Natal. E estamos no Natal...



quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Previsões 2011 - Signo Touro


A pedido da Eu Mesma, aqui ficam as previsões para os do signo Touro.

Pelos vistos, graças à entrada do "Senhor Júpiter", "2011 será sem dúvida um ano muito bom para Touro, sobretudo no segundo semestre".

" ...Depois do início da regeneração de 2010, e ao nível geral, a palavra-chave é re-estruturação e mudança... O 1º semestre será fértil em renovações, em tentativas de mudança, inovação e reformas...
... É um ano para o Touro actualizar o seu potencial para se envolver com alguns aspectos da vida para além do material, com o alimentar da sua alma: expressando a sua sensibilidade nas artes, na meditação, na ligação à natureza...
 ...Os nativos do 1º decanato em particular (21 a 30 Abril) continuam a ser chamados a desenvolver talentos e a aperfeiçoar capacidades para progredirem solidamente...
...Plutão favorece a construção financeira sustentada, mas a perspectiva em relação ao dinheiro precisa mudar de um pólo em que este é o fim ultimo a conquistar, para outro em que o dinheiro é percebido como um meio e uma consequência da própria consciência de merecimento e do seu nível de auto confiança aliado ao trabalho sério...
... Há necessidade de ajustes em métodos de trabalho, no cuidado com a saúde e discriminação na relação com parceiros de negócio. É o ano para perceber que a sua prosperidade depende em 1º lugar de si mesmo, do seu nível de compromisso com os seus objectivos, da sua capacidade de trabalho e de adaptação aos desafios da vida. Manifesta tendência de crescimento, vontade de aumentar rendimentos, novas metas profissionais, maior abertura ao mundo e a novas ideias e maior vontade de arriscar...
...Os nativos do 3º decanato (11 a 20 Maio) em particular, viverão um final de ciclo em que a sua identidade foi reformulada, para ser agora confirmada nas alterações que ocorreram e que é suposto terem-no deixado mais consciente e seguro...
...Também poderão sentir com maior intensidade a necessidade de mais plenitude na vida, e sobretudo de maior encantamento ou comunhão nas suas relações. Poderão querer reinvestir numa relação ou estar mais disponíveis para uma nova relação..." (aqui)

Resumindo: Olha por ti que os signos vão andar muito ocupados...


terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Previsões para 2011 - Signo de Peixes


Ora, para os entendidos no assunto, 2011 será um bom ano para os Peixes.

Aqui fica um resumo:

" A mudança é inevitável, já começou ...cada um de nós precisa descobrir-se e aceitar pagar alguns preços, nomeadamente o de largar o que já não tem sentido e está gasto...
...Urano deixa este signo ajudando-o a libertar-se emocionalmente e a conquistar  maior independência e soberania pessoais frente à vida...
...As oportunidades de efectivar mudanças construtivas evoluem em 2011 para o assumir definitivo dos seus talentos e o rentabilizar dos seus dons. Plutão apoia o amadurecimento e a capacidade de definir metas de maior qualidade para si...
...A tendência à remodelação das amizades mantém-se: só as que se mostrarem válidas para esta sua nova etapa de vida, prevalecerão...
...É um ano para marcar a sua diferença e afirmar o seu papel, concentrar-se bastante nos seus projectos, aceitar valorizar-se por um trabalho merecido, dizer não sem se sentir culpado e separar o trigo do joio... e solidificar a sua carreira...
...Afectivamente, Plutão apoiará a solidez das relações...." (aqui)

Pelos vistos, vai ser um ano em grande para os que pertencem ao signo de Touro e um ano menos bom para Carneiro, Capricórnio e Balança.

Para o ano, por esta altura, falámos... é que também já diziam que 2010 seria um grande ano para os piscianos e viu-se...

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Nem me lembrei...


Que daqui a três dias ENTRO OFICIALMENTE DE FÉRIAS ATÉ AO ANO 2011...


Nota - Espero que quando regressar em 2011 já esteja pronta a famigerada "Ordem de Serviço" e possa, finalmente, ocupar o meu novo posto de trabalho.



Defeito...


Clarice Lispector escreveu:


"Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso.
Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro."


Há muitos anos atrás, o meu pai disse-me que o meu pior defeito era ter um sentido de justiça muito elevado.

Respondi que não existia sentido de justiça elevado ou baixo. Ou existe justiça, ou não existe.

Ele olhou para mim e disse:

- "Tens toda a razão. Então dir-te-ei que no futuro terás muitas desilusões e irás perder bastante com a defesa intransigente que fazes da justiça. É uma virtude que na sociedade actual se transforma facilmente num defeito."

Sempre ouvi atentamente o que o meu pai dizia. Tal não significa que seguisse sempre os seus conselhos. Nem podia. O meu pai sempre me ensinou a aprender e a tirar as minhas próprias conclusões. Ele costumava dizer que as melhores lições de vida eram aquelas que acabavam sempre com uma valente "testada" na parede, acompanhada da frase "que grande burro(a) que fui".

Detesto dizer que o meu pai tinha razão. O meu maior defeito é ser intransigente quanto a injustiças porque, na maioria das vezes, resultam de um planeamento criterioso e com um propósito definido que resulta sempre no benefício de alguém em detrimento de outrém.

Mas também sei que não seria quem sou se fosse de outra forma. Nem que todos os dias tenha que bater com a testa na parede e dizer alto e bom som "que burra que sou". Mas é curioso que é, precisamente, este meu defeito que me faz sempre levantar do chão e continuar em frente.

Portanto, no meu caso, mesmo que o desejasse, e não desejo, não posso "cortar" o meu defeito  sob pena de me "estatelar" no chão e o meu "edifício" ruir por inteiro. E ele deu muito trabalho a construir...




 

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

DRD4 - A desculpa perfeita...


"- Como é que me pudeste fazer isto? Eu amava-te - exclamou ela num choro convulsivo...

- Oh minha fofinha - responde ele em tom meloso -, mas eu amo-te perdidamente. Aquela mulher nada significa para mim. Não tenho culpa de ter o DRD4" ...

Bom, para evitar um diálogo desta natureza, o melhor mesmo é antes de juntarem os trapinhos pedirem um teste ao dito gene.

Se der positivo e se mesmo assim quiserem ir em frente, bom, depois não se queixem....


Adenda - O diálogo ficcionado dá para inverter os papéis...

Bonito...muito bonito!!!






-Ni, é hoje que tens o jantar de Natal, não é?

- É. Mas vamos cedo porque amanhã é dia de trabalho e eles não querem prolongar para lá das 23.00 horas, o que é perfeito porque não tens que estar por mim. Quando saires das aulas podes-me ir logo buscar.

- É por isso que te estou a ligar. É que os meus colegas de curso ligaram-me a dizer que o nosso jantar também é hoje mas depois das aulas.

- Depois das aulas? Mas vão jantar às 23.00?

- Vamos apenas à primeira hora porque a aula é importante e depois vamos jantar. Conto estar despachado por volta da 1 hora.

- 1 hora? E para onde é que vou das 23.00 até à 1 hora da manhã? 

- Vai até ao M. Pelo menos está aberto até às 2 da manhã e eu posso atrasar-me...

Efectivamente...





Hoje está cá um calor!!!

Ainda pensei seriamente em vir trabalhar de fato de banho.

Mas, depois pensei melhor. É que Portugal tem baixos índices de produtividade....

Só para que conste, o meu fato de banho é muito parecido com o n.º 4 só que em preto.




quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Acontece...



Era o programa de um dos jornalistas que eu mais respeitava pela seriedade com que sempre dignificou a profissão.

Tive o privilégio de o conhecer pessoalmente quando ainda trabalhava na rádio.

Tive que ler, reler e confirmar a notícia mas, infelizmente, confirma-se.

É com tristeza que vejo partir Carlos Pinto Coelho.


"Cry for help"...

Qual é a pior coisa que pode acontecer a uma dependente de cafeína?

Chegar a casa e ter a máquina de café avariada.

Na altura estava a ouvir o tema que se segue, e bem a propósito, chama-se "Cry for Help". Neste caso, a ajuda pode ser uma máquina de café nova... que nem precisa de ser igual àquela. Pode ser igual a esta:

 

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

É só para dizer ...





Que a dita cuja (a ordem de serviço) ...NÃO CHEGOU!!!

Se eu acreditasse em bruxas...

Amanhã é um novo dia.

Mas, independentemente de ainda não estar formalmente no meu novo serviço, fui confrontada com uma atitude bonita da parte dos meus futuros Colegas e que, de alguma forma, me dá algum conforto dado que vou trabalhar numa área completamente nova e que ainda nem sequer está implementada na minha empresa.

Vieram convidar-me para o jantar de Natal que vão organizar. E quando eu disse que ainda não estava formalmente no novo serviço, a resposta que me deram é que eu já faço parte do grupo e que me conhecem há muitos anos para saber que vou ser uma boa companhia.

Haja alguém...




Já vos disse...

Que quando estou MUITO BEM DISPOSTA, É MAU SINAL?

Mas hoje ninguém me pára...

Às 10.26 horas, já arranquei gargalhadas a meia dúzia de colegas.

O meu "colega de quarto" já me perguntou se está tudo bem. Pudera, está a ouvir-me a cantar desde manhã o tema de Pedro e os Apóstolos...

Já lhe tentei explicar que após três dias de insónias e quantidades de cafeína a preceito fico sempre bem disposta.

Está para acontecer alguma coisa... 

...

E não é que consegui dormir meia hora?

Bendito trânsito que permitiu o "pára e arranca" que me fez adormecer. O meu parceiro é que se viu aflito para me acordar.

Mas o importante é que me sinto rejuvenescida!


Nota - Continuem a fazer figas para ver se é hoje...





segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Será?

Que amanhã já há novidades e, finalmente, surge a minha guia de marcha?

Seria a minha primeira prenda de Natal...

É que cada dia que passo no meu actual posto de trabalho envelheço um ano... Mais uns dias chego aos setenta.




Mais a mais, só sou verdadeiramente "eu" quando estou a lutar contra os desafios que a vida me coloca.





Façam figas por mim! Até para que não me sinta tão só...



Os aduladores e a Miss Piggy...




Todos nós, ao longo da vida, encontrámos os aduladores (cá no Norte gostámos de chamar "engraxadores").

No meu primeiro ano do liceu calhou-me na rifa ter na turma um "engraxador" diplomado.

Chamava-se Aranda mas devido a essa particularidade deliciosa de "engraxar" os professores demos-lhe o cognome de "Aranha" por ser um dos bichos menos preferidos das miúdas naquela altura.

Ora,

Aqui a "je", graças ao seu porte atlético (que não era devido à gordura mas à actividade física intensa dos treinos de basquetebol), e à sua forma de estar (ninguém ficava sem resposta a uma provocação), tinha o cognome de "Miss Piggy".

O que o "Aranha" desconhecia era que eu também treinava râguebi e sabia placar como ninguém.

A professora preferida do "Aranha" era uma ruiva que dava matemática (vá-se lá saber porquê mas eu não podia com aquela professora) que, num acto pouco inteligente, decide colocar-me ao lado dele na carteira quando o que eu queria mesmo era ficar ao lado do "Tó de caracóis" que era o meu melhor amigo.

A primeira aula ainda correu bem (mais ao menos).

A segunda aula é que já foi um caso sério....

 Em primeiro lugar, começar com matemática às 8.30 da manhã é um atentado. Em segundo lugar, saber que tinha como companhia logo pela manhã um "engraxador" ao meu lado tirava-me logo a boa disposição. A agravar a situação, o "Aranha" decide estar parte da aula a sussurar-me ao ouvido essas palavra lindas e amorosas: "Miss Piggy".

A certa altura, já cansada de sentir o bafo dele no meu ouvido sensível, com um sorriso de orelha a orelha, olhei para ele e, calmamente, avisei que à próxima vez que ele me chamasse "Miss Piggy" iria sentir a verdadeira força do meu braço direito.

Ora, como a "inteligência" do "Aranha" era proporcional à sua capacidade de se dar bem com os colegas decide aproximar ainda mais a sua boquinha do meu ouvido e chamar-me, docilmente, "Miss Piggy".

Este seu aproximar meloso mereceu a minha primeira falta disciplinar a vermelho e ao "Aranha" dois dentes partidos quando caiu da cadeira pelo murro que lhe mandei.

Será que este episódio é responsável por ele ter passado por mim hoje e ter atravessado para o outro passeio?

Hummm....





domingo, 12 de dezembro de 2010

Melhor que lixívia...



Que eu saiba, apenas uma das visitantes habituais desta sala de estar é ouvinte assídua das músicas que constam do I-Pod virtual que se encontra na coluna do lado direito. O mais provável é que seja a única.

Hoje deu-me para clicar no play e tem sido a minha companhia musical de hoje.

Algumas horas volvidas, sinto que a selecção que na altura fiz é imprópria para quem está com o 5º piso a necessitar de obras de remodelação...

Mas, por outro lado, a minha avó sempre me disse que lágrimas sentidas lavam melhor que lixívia...


Apesar do espírito estar muito em baixo...




Vou aproveitar o facto de estar sozinha e acabar de embrulhar os presentes.

Mas o que eu queria mesmo era estar na minha "ilha" a retemperar forças para o ano que vem aí...

Mas conto os 16 dias que faltam para o reencontro...



Há 21 anos...

Estava a ser mãe pela primeira vez...

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Adeus...





"A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo,
sem tirá-las do meu coração;

Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem
quando isso não é verdade,
para que eu possa acreditar que tudo vai mudar..."

Charles Chaplin


Mais um capítulo encerrado.

Bom fim-de-semana!




Porque hoje me apetece dizer isto...



Mais uns dias sem me darem trabalho e fico uma verdadeira "expert" em como ocupar o tempo a pensar "na morte da bezerra"...

Para quem é viciada no trabalho é óptimo estar há mais de 10 dias sem trabalho...

Enquanto isso lá vou tendo como companheira a música e esta manhã estou com uma das minhas cantoras de eleição. Anne Murray. O tema que escolhi para hoje foi sempre um dos meus favoritos mas encerra em si mesmo uma verdadeira contradição...


"I cried a tear, you wiped it dry

I was confused, you cleared my mind

I sold my soul, you bought it back for me

And held me up and gave me dignity

Somehow you needed me

 
You gave me strength to stand alone again

To face the world out on my own again

You put me high upon a pedestal

So high that I could almost see eternity

You needed me, you needed me


And I can't believe it's you

I can't believe it's true

I needed you and you were there

And I'll never leave, why should I leave?

I'd be a fool 'cause I finally found someone who really cares


You held my hand when it was cold

When I was lost you took me home

You gave me hope when I was at the end

And turned my lies back into truth again

You even called me "friend"


You gave me strength to stand alone again

To face the world out on my own again

You put me high upon a pedestal

So high that I could almost see eternity

You needed me, you needed me

You needed me, you needed me"



 


 

O que mais custa?


Há pouco, numa breve troca de palavras com uma colega, falava-se do que mais nos custava.

O que mais me custa? Fácil de responder.

Ter estado sempre disponível para os outros e quando preciso...

O que vale é que já aprendi esta lição há muito!

Mas há quem ainda não tenha aprendido, e não vou gostar de estar perto...


quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Inevitabilidade....



"E eis que de repente eles param e
mudos, graves, espantados se olham nos olhos:
é que eles sabiam que um dia iriam amar."

Um Sopro de Vida

Clarice Lispector
 
 
 
 

Esqueçam os olhos e a boca. O importante mesmo é o nariz...






Os especialistas em fisiognomonia - arte de avaliar o carácter de uma pessoa pelos seus traços faciais -, afirmam que é pelo nariz que se pode ter uma percepção clara sobre a personalidade do homem.

O desafio está lançado.

Depois de lerem o texto que se segue e que foi retirado daqui, queremos saber se as meninas concordam e em que categoria é que os meninos acham que se enquadram.

Já agora, aproveitem para analisar o primeiro nariz masculino que vos apareça pela frente...

Pela parte que me toca direi, desde já, que nada tira o silêncio de um olhar...


" ... o nariz é a zona do rosto onde se lê a relação da pessoa com a riqueza, consigo mesma e, sobretudo com a sensualidade, a sensibilidade e o amor.

Intelectual

- Nariz longo, estreito, abas finas

Perfil: Vai encontrá-lo nos ciclos de cinema polaco, nas galerias de arte e nos concertos de música de câmara. Costuma ser um tipo de homem inteligente, culto, que acha que a cultura é o único alimento do espírito. As emoções ocupam um lugar secundário.

Sexo: As coisas entre vocês não serão propriamente um remake do ‘Nove Semanas e Meia', porque ele é muito cerebral e pouco inventivo entre os lençóis. Mas não o julgue o Rochedo de Gibraltar: o rapaz tem desgostos intensos, de amor e não só.

Como conquistá-lo: Poses sexy não levarão a água ao seu moinho. Gosta de mulheres seguras de si ou até um pouco snob. Se as tertúlias sobre a vida e obra de Kafka fazem o seu estilo, e se lhe der sete boas razões para ouvir Monteverdi, vai colocá-la num pedestal. Já os comentários brincalhões em frente aos amigos dele, ou o facto de vestir um vestido rosa-shock decotado para um encontro na Gulbenkian, será a melhor maneira dele achar que se enganou a seu respeito.

Sensível

- nariz longo, estreito, abas carnudas

Perfil: Chora nos filmes da Lassie, mas às escondidas, claro, porque um homem não chora. Ou seja: deixa-se contagiar muito depressa pelas emoções mas não o demonstra.

Sexo: Gosta de decidir os pormenores: na sua casa ou na dele, a que horas e que posições, mas é um bom amante.

Como conquistá-lo: Fale da sua infância difícil, de como os seus escritos são a única maneira de pôr os sentimentos cá para fora. O rapaz odeia críticas e precisa de sentir que tem em si uma aliada, que o defende em qualquer ocasião. É incapaz de lidar com a concorrência, por isso, se falar muito no seu ex-namorado ou num bom amigo, se o comparar com alguém interessante, pode enfurecer-se.

Apaixonado

- nariz longo, largo, abas finas

Perfil: Está sempre entusiasmado com qualquer coisa e vive intensamente. Mas desinteressa-se quando consegue o que ambicionava. Gosta de exclusividade e pode ser muito ciumento.

Sexo: É o campeão das maratonas de amor. Pode repetir a dose facilmente. Mas passa pelos preliminares de fugida. No entanto, é um bom parceiro. Não aguenta muito tempo até que você se decida a fazerem amor. Mas nada de ceder aos caprichos do menino só para não o perder!

Como conquistá-lo: Não gosta de mulheres muito complicadas ou pessimistas, daquelas para quem a vida é um eterno "cá vamos andando". A mulher ideal é terna e está sempre disponível. Se quer despachá-lo de vez, basta dizer que não a tudo que ele lhe peça e ignorá-lo.

Narcisista

- nariz curto, estreito, abas finas

Perfil: acha-se a maior dádiva de Deus às mulheres, e ama-se a cima de tudo. Não se preocupa muito com os sentimentos alheios e acha que a poligamia é a melhor invenção a seguir à roda.

Sexo: não julgue que tem o exclusivo neste departamento. Ele adora o jogo da sedução, mas quando chega à hora ‘H', é tudo muito rápido.

Como conquistá-lo: Seja a Marlene Dietrich moderna. Ele adora mulheres misteriosas e cheias de glamour. Uma boa discussão, em que contra-argumenta com ele, geralmente deixa-o apanhado. Jamais se mostre disponível quando ele quer. No entanto, cenas de ciúme, interrogatórios do estilo "onde foste?", "a que horas chegaste?", vão afastá-lo de vez.

Companheiro

- nariz curto, estreito, abas carnudas

Perfil: é tímido, meigo, sensível, adora as mais pequenas demonstrações de carinho, dá muita atenção às pessoas de quem gosta. Enfim... pode encontrá-lo no lote dos príncipes perfeitos.

Sexo: Os preliminares para ele são o mais importante numa relação sexual É muito terno e suave. Mas às vezes consegue ser superfícial no amor.

Como conquistá-lo: Faça-o rir, conversem muito; ele adora pessoas com sentido de humor. Evite uma aproximação demasiado directa e brutal. O rapaz gosta de ser conquistado devagar. Os sentimentos são muito importantes e para ele, a mulher ideal, é doce como o mel. Ofereça-lhe pequenos presentes, demonstre que pensa nele quando não estão juntos. Que tal mandar-lhe flores?

Macho Latino

- nariz curto, largo, abas carnudas

Perfil: Mostrar emoções não é coisa de homem, pensa ele. Gosta de ter sempre a última palavra e de falar mais alto. É franco e honesto, chegando por vezes a raiar a crueldade. Jura fidelidade e até é bem intencionado mas, geralmente, as promessas são sol de pouca dura.

Sexo: não prima pela ternura nem por gostar de preliminares. É um amante vigoroso mas esquece-se frequentemente que o amor é um jogo a dois.

Como conquistá-lo: Como gosta de ser o herói, adora salvar donzelas em apuros. Vai se autopropor para dar uma sova naquele colega de emprego que a assedia. Quando a relação já é mais estável, os olhos dele brilham quando lhe chama "o meu homem". Se está disposta a deixa-lo reinar e decidir, ele é o tipo perfeito.

Sedutor

- nariz curto, largo, abas finas

Perfil: Outro polígamo em potencial. Não consegue encontrar uma mulher que o preencha por inteiro. Todas têm qualquer coisa especial. Precisa de seduzir toda a gente, mesmo os homens. Adora o prazer da conquista.

Sexo: Não é nem muito meigo, nem muito romântico e não se perde em horas na cama. Ele vibra mesmo é com o jogo de sedução que leva as mulheres até à sua alcova. Grande fetiche sexual? Ménage a trois.

Como conquistá-lo: Não é que ele goste de mulheres fáceis lá por ser um Dom Juan. Prefere as raparigas que lhe resistam um pouco. Gosta de mulheres inventivas e ousadas, que sejam tão sedutoras como ele e pouco dadas a relações exclusivas. Detesta as ciumentas e possessivas e descarta-as logo. Portanto, se estava a pensar nele para marido, vai ser um pouco difícil."



Há músicas que não deviam existir...


Pelo simples facto de não as conseguir ouvir sem que me ponha a chorar como uma parva.

E, sim, hoje estou assim...

Era bom que tivessemos a capacidade de desaparecer!



quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Os bailes de garagem...





São inúmeras as músicas que me transportam para aquelas tardes e noites de sábado na garagem de um dos amigos.

Juntos tínhamos decorado a garagem como "mandava a lei"...

Panos pretos a revestir as paredes enegrecidas pelo tubo de escape do Ford Capri do pai, a bola de cristal que girava graças a uma engenhoca elaborada pelo meu melhor amigo de então.

Dois gira-discos e umas colunas espalhadas pelos quatro cantos daqueles 50 m2, e muita vontade de conviver, de conversar, de dançar...

Trocavam-se entradas por uma multa que ia desde levar um disco importado até uma bebida.


Uma das músicas obrigatórias para dançar bem agarradinhos?

Esta:




terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Minha querida Djinn...

Não sei se esta imagem te diz algo...






Mas esta já te deve dizer mais alguma coisa.






É só para dizer que já vai a caminho e fico a aguardar pelas tuas!

Com o tempo que se faz sentir estas imagens dão cá uma inveja...




7 de Dezembro...


Se me perguntassem qual o dia do ano que menos gosto seria o dia 7 de Dezembro.

Se pudesse retirava este dia do calendário.

Como não posso limito-me a acordar e esperar que ele passe depressa.


As coincidências da vida fizeram com que perdesse as duas pessoas que me amaram incondicionalmente: a minha avó e o meu pai. Ambas partiram num dia 7 de Dezembro qualquer....


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Este ano portei-me mal... e o Pai Natal castigou-me!

Só tinha pedido uma prenda: contar com a presença na noite de Natal do meu "cunhado" e dos meus sobrinhos. Já tenho saudades das "asneiradas" que fazemos quando estamos todos juntos.


Mas não vão poder estar presentes.

Como este ano também não vou ter direito ao "almoço do grupo", pois deixei de fazer parte dele, a única coisa que peço ao Pai Natal é que este ano termine o mais rapidamente possível...



É por estas e por outras...



Que às vezes mais vale continuar com as insónias...

Desde sexta-feira que não conseguia dormir (em parte por culpa do raio da dor de dentes).

Finalmente, esta noite, por volta das 4 da manhã lá consegui passar pelo sono...

E não é que acordo às 6.30 horas aos berros porque sonhei que não sabia onde estava o meu terceiro filho?

Terceiro filho? Fosga-se....mas eu só tive duas filhas!!!

Que um homem seja pai sem saber não é de estranhar. Muitos vivem sem o saber. Agora, uma mãe não saber que teve um filho já seria mais raro.

O sonho só valeu a pena pela cara que o meu marido colocou quando eu aos berros lhe perguntei onde estava o nosso filho....

domingo, 5 de dezembro de 2010

O silêncio...






"O único silêncio que perturba,
é aquele que fala.
E fala alto.
É quando ninguém bate à nossa porta,
não há emails na caixa de entrada, ~
não há recados na secretária eletrônica
 e, mesmo assim, você entende a mensagem."

Martha Medeiros

 
 
 


sábado, 4 de dezembro de 2010

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

...



Porque todos nós, mesmo que seja de vez em quando,


precisamos de nos dar;

e

precisamos de alguém...



" ...
Podes vir chorar no meu peito

As mágoas e as desventuras

Sempre que o vento te ralhe

E a chuva de maio te molhe

Sempre que o teu barco encalhe

E a vida passe e não te olhe


Porque sou o cavaleiro andante

Que o teu velho medo inventou

Podes vir chorar no meu peito

Pois sabes sempre onde estou

...
Porque sou o que chega e conta

Mentiras que te fazem feliz
 
...
Podes vir chorar no meu peito

Longe de tudo o que é mau

Que eu vou estar sempre ao teu lado
... "
 
Carlos Tê / Rui Veloso
 
 
 
Aproveitem da melhor forma este fim-de-semana!

Mas, acima de tudo, pode haver alguém que precise de uma simples palavra para sorrir...

Fosga-se...

 


Segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), 2010 poderá ser o ano mais quente desde o início dos registos climáticos mundiais no longínquo ano de 1850.

Deve ser por isso que hoje apanhei 4º negativos às 7.30 horas.

Mas o que me aborrece mesmo são as frieiras nas mãos que doem e não é pouco...


Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso