sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Um Bom Fim-de-Semana


Amigo é alguém que sabe de tudo a teu respeito e gosta de ti assim mesmo (Elbert Hubbard)

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Para reflectir


Às vezes tu dizias:os teus olhos são peixes verdes!
E eu acreditava.
Acreditava,
porque a teu lado
todas as coisas eram possíveis.


Mas isso era no tempo dos segredos.
Era no tempo em que o teu corpo era um aquário.
Era no tempo em que os meus olhos
eram os tais peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade.
Uns olhos como todos os outros.


Ja gastamos as palavras.
Quando agora digo, meu amor...
já não se passa absolutamente nada.
E, no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.
Não temos nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse as palavras estão gastas.


__________________

Eug. Andrade.

E por falar em fim do Mundo!!!



O termo mais correcto não será propriamente "fim-do-mundo" mas antes "fim da humanidade",porque nós iremos todos à vida mas o mundo fica cá.
Já deve ter acontecido inúmeras vezes no passado e voltará a acontecer inúmeras vezes no futuro..
Sejamos realistas,a ciência determinou que o nosso planeta tem cerca de 4,56 biliões de anos.
Pergunto...será que as pessoas são assim tão inocentes a ponto de acreditar que somos os primeiros seres racionais à aparecer por aqui?
4,56 biliões de anos para preparar o planeta para o ser humano????
Um universo infinito só para nos acolher???
Deixem-me rir!
Já existiram seres humanos ou outros animais racionais antes de nós,já foram extintos (pelas mesmas razões que vão provocar a nossa extinção) e depois de nós nascerá outras novas espécies racionais...
Isto nunca terá fim,mas porquê não sei e jamais alguém saberá...

Também sinto-me seguro em acreditar que por este universo fora,existem triliões e triliões de planetas habitados tal como o nosso..

A Teologia diz-nos que a vida foi criada por Deus,mas quem criou Deus?
Também ele teve que nascer,não?
A ciência diz-nos que tudo não passa de uma reacção em cadeia e na conjugação de vários elementos,mas quem concebeu esses elementos?
Também eles tiveram que ser inventados,não?

Ora isso deixa-nos num impasse..
Nem a ciência nem a Teologia conseguem explicar seja o que for.
Logo...para quê nos ralarmos com isso?
Seja o que for (ou quem for) que esteja na origem da nossa criação,não quis deixar-nos com ideias bem claras sobre a finalidade da sua obra.
Ficamos dessa forma entregues aos perigos da especulação...indefesos perante a dúvida!...vagueando na escuridão...até encontrarmos a estrela que nos guiará até ao nosso destino.

Sobre a criação do mundo,pouco se sabe e jamais alguém será capaz de acrescentar algo que possa dissipar as dúvidas que toda a gente sente,e por maior que seja o nosso esforço em contar a história da humanidade, esta é tão extensa, complexa e recheada de pequenos e grandes detalhes que se torna uma tarefa quase impossível de levar a bom porto.
A proposta que deixo aqui,é a de contar a matriz dessa história com a ajuda de algumas imagens.


segunda-feira, 26 de novembro de 2007

domingo, 25 de novembro de 2007

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Fujam!!! Fujam todos!!! Vem aí o fim do mundo!!!...em cuecas...

Antigamente eram os jeovás que tinham o vicio de anunciar o fim do mundo todos os 5 anos,mas parece que perderam a exclusividade da ideia porque um pouco por todo o lado,vão nascendo outras novas "seitas religiosas" que também gostam de manipular o imaginário das pessoas,semeando dessa forma o medo nas mentes mais sensíveis para mais tarde obterem um qualquer beneficio próprio.



E é precisamente o que está a acontecer na Rússia,onde um grupo de 30 pessoas que se autodenonima "Igreja Russa Ortodoxa Verdadeira",tive a brilhante ideia de se barricar numa gruta com 400 metros de profundidade,na região central de Penza,afim de aguardar pela chegada do fim do mundo que, segundo eles,está previsto realizar-se em Maio do próximo ano..

A policia ainda tentou levar o líder dessa "seita",de seu nome Pyotr Kuznetsov (realmente,olhando para a fotografia dele..parece mesmo que estamos na presença do fim do mundo em pessoa!!),para tentar convencer o seu grupo de seguidores a sair da gruta,mas essa iniciativa não obteve sucesso.

Depois de muitas décadas de ateismo na União soviética,os russos parecem estar a abraçar novas convicções religiosas através de inúmeras "seitas" que se multiplicam por todo o país.

terça-feira, 20 de novembro de 2007

A pedido da pinxexa


Estive sempre sentado nesta pedra
escutando, por assim dizer, o silêncio.
Ou no lago cair um fiozinho de água.
O lago é o tanque daquela idade
em que não tinha o coração magoado.
(Porque o amor, perdoa dizê-lo,
doi tanto!). Todo o amor. Até o nosso,
Tão feito de privação.Estou onde
sempre estive: à beira de ser água.
Envelhecendo no rumor da bica
por onde corre apenas o silêncio.
______________________
Eugénio de Andrade.
O sulcos da sede.

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Para Reflectir


"A mulher que amamos só poucas vezes satisfaz as nossas necessidades, pelo que lhe somos infiéis com a mulher que não amamos." (Marcel Proust)

Um bom-fim-de-semana para todos.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

TER UM(A) AMIGO(A) BONITO (A) É MEIO CAMINHO PARA UM MAIOR ENVOLVIMENTO?

Friedrich Nietzsche, escreveu:

"As mulheres podem tornar-se facilmente amigas de um homem; mas, para manter essa amizade, torna-se indispensável o concurso de uma pequena antipatia física."

Isto é, para Nietzsche, só é possível a amizade entre duas pessoas do sexo diferente se, reciprocamente, a "beleza física" do outro nada nos disser.

Por outras palavras, não posso ser amiga de um homem que seja bonito. Porque razão? Será que para o autor a linha entre a amizade e o amor é assim tão ténue?

Aguardo os vossos comentários.

Uma boa semana de trabalho.

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

O Portugal dos nossos dias

Encontrei este vídeo no blog do sr Pires e confesso que senti o meu ego a crescer desmesuradamente..

Sempre me fartei de dizer,mas ainda assim continua a ser difícil determinadas pessoas aceitarem essa nova realidade, que a sociedade Portuguesa de hoje,está a léguas e léguas de se interessar pelos acontecimentos do passado,desconhecendo por completo as circunstâncias históricas que fizeram nascer a necessidade de uma democracia em Portugal e direccionando as suas preocupações apenas num sentido materialista.

Por isso é que eu me ria quando ouvia aquelas vozes roucas (da velhice..)afirmarem com convicção e gritando a plenos pulmões (os que não estavam ainda atacados por um cancro),que o povo português de hoje já não se deixava enganar pelas mentiras dos filhos de Abril e que a excelência da obra de Salazar estava a ser finalmente conhecida,compreendida, admirada e reconhecida por toda a gente!

Por isso é que eu continuo a rir-me quando ouço alguém falar na continuada existência do "amor à pátria" ou do "lutar pela nação"!

Por isso é que me rio quando certos sectores e classes da sociedade,acham impensável o povo português ter desejos de se tornar espanhol!

E porque me rio eu?
Porque para detrimento de alguns sonhos utópicos e de certas ideias saudosistas ultrapassadas,os factos esses...acabam sempre por me darem razão!

Se perguntassem a essas pessoas,quem é o Cristiano Ronaldo,o Pinto da Costa,o Mc Donald,a Playstation ou a Floribella,toda a gente saberia responder!

Agora,quando o assunto é politica ou passado....vejam por vocês!

Bom fim-de-semana

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Dedicado a certos e determinados jornalistas britânicos que teimam em falar mal de Portugal











Os Srs. certos e determinados jornalistas britânicos deviam ver estes vídeos e calar a boquinha...

Não há ali pessoas com ar de "bebedolas", "gordos", "estúpidos", "incompetentes"... Quem fala mal das nossas forças de segurança devia fazer o treino que eles fazem e passar o que eles passam no seu dia-a-dia...

Gostava de ver essas más-línguas fazer o treino destes Senhores Portugueses, para ver se conseguiam chegar ao fim...

Realmente... a má-língua, o despeito e a pseudo-superioridade são defeitos muito mauzinhos.. de gente mesquinha....

Obrigado

Esta semana, e ainda é quinta-feira, bem poderia ser designada "semana horribilis".


Segunda-feira:


Problemas no trabalho




Terça-feira:

Recebo uma chamada do meu marido. Tinha tido um acidente de carro (felizmente foi só chapa) e, em simultâneo, alguém, no meio da confusão, entendeu que valia a pena furtar o telemóvel




Quarta-feira:

17.00 h - Recebo uma chamada da minha irmã. O meu cunhado tinha tido um acidente de trabalho. Prognóstico: reservado, possibilidade de ficar paraplégico.

Arranco para o hospital. Exames e mais exames. A angústia da espera.
19.00 h - O diagnóstico mantém-se. A angústia mantém-se.
20.00 h - A equipa médica decide avançar com a intervenção cirúrgica e dão início aos preparativos.
22.30 h - O neurocirurgião chama-nos para dizer que a intervenção é delicada e não pode dar qualquer garantia. A angústia aumenta.
23.10 h - O meu cunhado é levado para o bloco operatório. Tempo de espera previsível: nunca menos de duas horas.
00.05 h - Tem início a operação. Todos falam. Eu, sento-me a tomar mais um da dezena de cafés que já tomei. Começo a pensar: "Não pode ser. É o meu cunhado preferido. Sei que sou a cunhada preferida dele. Antes de ser meu cunhado era meu amigo. É daqueles homens que dá prazer conhecer. A vida ao lado dele é um arco-íris. Quem se vai vestir de pai natal para distribuir os brinquedos às crianças? Quem vai fazer de bobo da corte nas festas de família? Só ele nos consegue fazer rir".
03.50 h - O neurocirurgião, com ar carregado e cansado, sai do bloco operatório. "A cirurgia correu dentro do esperado. Foram colocados dois parafusos. Temos que esperar que acorde. Agora tudo depende dele". Não aguento mais. Vou buscar outro café e fujo daquela tensão.
04.10 h - Com pouca coragem regresso para junto da família. Aquela porta cinzenta abre-se mais uma vez. Levanto, a medo, os olhos e vejo uns olhos brilhantes e um sorriso de orelha a orelha. É o neurocirurgião: "Meus queridos, acabou de mexer as pernas". Desabei.
Acabei por ir a casa, tomei um banho e vim trabalhar. Logo à noite vou ver o meu cunhado preferido e dizer que o fato de pai natal está à espera dele...e as crianças também.


Não sei o nome completo do neurocirurgião que me devolveu o sorriso (ele, na sua simplicidade e simpatia, apenas se apresentou como Francisco). Vou tratar de saber hoje o nome completo dele e da restante equipa mas, imediatamente, veio à minha mente um amigo e pensei: a vida tem coincidências absolutamente incríveis.




Hoje é quinta-feira. Não sei o que o dia me reserva. Uma coisa eu sei. Encontrei uma equipa médica e auxiliar profissional, interessada, solidária e de uma meiguice e doçura extraordinárias.




Reencontrei aquela união familiar única e maravilhosa que já não via há muito tempo. Amigos que eu já não via há muito tempo juntaram-se a nós.




E, uma vez mais, pensei:
Às vezes tudo dá errado, aí acontecem coisas maravilhosas que jamais teriam acontecido se tudo desse certo.



Por estas sensações...Obrigado

terça-feira, 6 de novembro de 2007

A verdadeira amizade chega quando o silêncio entre duas pessoas parece ameno.

PENSAMENTO DO DIA

"As vezes penso que se não te tivesse conhecido, não estaria sentindo a tua falta, mas também não teria vivido momentos tão lindos e inesquecíveis" (Autor desconhecido)

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Pode-se amar até à loucura uma mulher feia, por encantos que superam os encantos da beleza?

Conforme se recordam, colocamos esta frase de Jan Paulhan à votação.

O “Sim” ganhou com 45% (na recta final, porque 24 horas antes do inquérito encerrar o não e o sim estavam empatados).

Mas, a verdade é que se juntarmos os votos do “talvez” (daqueles que não quiseram dizer não mas que, no fundo, acreditam ser impossível – politicamente correcto -) aos votos “não”, vemos que a realidade é esta: Não se pode amar uma mulher que, aos olhos dos estereótipos de uma sociedade, é “feia”.

Devo dizer que votei, convictamente, NÂO. É um “não” sem qualquer outro significado que não seja o de ser realista.

Bruno Freitas, num texto intitulado “Quem ama o feio é cego”, dizia a certa altura:

“Quem ama o feio é cego, ou como diria Vinícius de Moraes; "as feias que me desculpem, mas a beleza é fundamental".

Dizem que o amor é cego, mas deve ser também surdo, mudo, imbecil e paralítico, ou como diriam os politicamente correctos, "deficiente físico". Outros dizem que o verdadeiro amor não existe, ainda mais pelo feio. O feio nunca pode ser amado, no máximo, compreendido e respeitado. O feio não tem vez num mundo de regras ditadas pelas super-modelos...
Quem disser que ama o feio, é porque é cego, míope, ou vesgo dos olhos. Nem mesmo adianta dizer que para o amor não existe feio ou bonito. Para amar uma pessoa é preciso conhecê-la. Quem é que vai querer conhecer o feio?”

É precisamente nesta última frase de Bruno Morais que assenta a minha convicção. É que, conforme diz Jonathan Swift, "no homem, o desejo gera o amor”.

Vejamos:

Eu até admitiria que seria possível amar uma mulher feia até à loucura, pela sua própria personalidade, pela tão falada “beleza interior”. Mas, para isso, seria necessário que o homem parasse e se dispusesse a conhecer o interior dessa mulher.

E, meus queridos amigos, todos nós sabemos que o homem não está disponível para tal.

O homem pára para apreciar a beleza exterior. É essa beleza que o levará a querer conhecer interiormente essa mulher. Nunca o contrário. O homem não pára para olhar duas vezes para uma mulher feia...

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso